Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Igreja holandesa está em adoração há mais de um mês. Tudo para evitar deportação de família


Ao saber que uma família de refugiados estava em risco iminente de ser deportada, uma igreja holandesa entrou em ação, iniciando um culto contínuo que já dura há mais de um mês.

Bethel, uma igreja e centro comunitário em Haia, deu uma série de passos dramáticos para proteger os Tamrazyans, uma família de cinco, originária da Arménia, que vive na Holanda há mais de nove anos.

De acordo com o The Huffington Post, o governo negou o pedido de asilo e aprovou a família para deportação – apesar de existir uma lei que permite que as crianças que moram no país há mais de cinco anos sejam elegíveis para uma autorização de residência, se também preencherem outros requisitos.

Sabendo que a lei holandesa proíbe que a polícia entre em igrejas durante o culto, membros da igreja de Bethel decidiram começar um culto contínuo, que iria permitir que a família se refugiasse na local. Começou a 26 de outubro às 13h30 e ainda não terminou.

O ativismo de Bethel em torno dos refugiados tem o apoio da Igreja Protestante na Holanda. Bethel tem um grupo rotativo de ministros que vai ajudar a conduzir os serviços religiosos. Além disso, membros leigos da comunidade também foram convidados para participar nos serviços e ajudar com mantimentos. A igreja diz que cerca de 3.500 visitantes de toda a Holanda vieram a Bethel para ajudar os Tamrazyans.

Bethel disse que respeita as ordens judiciais, mas encontra-se num “dilema” – “a escolha entre respeitar o governo e proteger os direitos de uma criança”.

Os líderes disseram que queriam dialogar com os políticos sobre o pedido de asilo da família e sobre o tratamento dado pela Holanda aos refugiados que procuravam obter permissão de residência.

Grupos de defesa afirmam que há pelo menos outros 400 casos de crianças que pedem asilo que vivem na Holanda há mais de cinco anos.

“O propósito do asilo da Igreja é criar segurança e oferecer um pouco de descanso à família durante o qual convidamos os políticos a discutir connosco o destino da família e os efeitos do Acordo de Amnistia para Crianças”, escreveu a Igreja num comunicado.

Entretanto, a adoração na igreja continua.

aeiou

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget