Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

2019
'Momo' "Eu quero ir" “Aguardo o Dia” “Casa na Rocha” “Em Casa” “Mais Alto” “Quem é esse?” “Quero Te Adorar” “We magnify his name” 10 Mandamentos 19ª edição do Grammy Latino 2018 2019 22 anos 3 Palavrinhas 360 Wayup 6 milhões 60 Minutes A Bíblia Kingstone Abaixo-assinado abandona Abílio Santana Abin abortistas aborto abortos abrigo para dependentes químicos Absolvida abusador abusar dos membros abuso infantil abuso sexual abusos sexuais Academia Acadêmicos do Sossego acampamento evangélico ação judicial Ação popular Ação social Acertou Mizerávi Achado Arqueológico ACI Digital acidente acidente de trânsito Acioli acordo de paz Acre acusação ad belenzinho ADAI Music Adão e Eva Adaulto Lourenço Adauto Lourenço Adilson Gigante ADO 26 adolescente adolescentes Adolf Hitler Adolf Hittler adventistas do Sétimo Dia advogados Afeganistão Africa África Africa do Sul Agenda Lgbt Airbnb Al-haram Al-sharif Al-qaeda Al-Rashid Aladdin Alagoas Alan Rick Albert Einstein Alcoolismo aldeia Kamayurá Alemanha Alerta aos pais Alex Passos Alexandra Abrantes alexandre frota Alexandre Isquierdo Aline Barros Alison Redmond-Bate alma altares Amazon ambulância América América Latina Amor Amor de Deus Amor e Sexo amor incondicional Ana Paula Ana Paula Valadão Anápolis Anayle Sullivan Anderson Freire André Aquino André Balada Andre Fernandes André Valadão Andrea Long Chu Andrew Brunson Anel Pilatos anencefalia Anglicana Angola Anitta Anjo Anne Graham Anne Graham Lotz Anny Theyler Anti-Balaka anti-Israel anti-judaico anticristãs Anticristo Antigo Testamento Antissemitismo apanhar aplicativo Apocalipse apóstolo apóstolo Paulo App Árabe Araguaína Arca da Aliança Arca de Noé Argentina Argentinos arma arma de fogo Armas Armênia armênios Arqueologia arqueólogia arqueologia bíblica Arqueologia na Bíblia arqueólogo Arquidiocese da Paraíba Arrebatamento arrependimento Artistas Asia Asia Bibi AsiaNews asilo assalto assassinada assassinado assassino assédio sexual Assembleia de Deus Assembléia de Deus Assembleia de Deus Vitória em Cristo ataque ataque cardíaco Ataque Contra Cristãos ataque de ódio Ataque no Egito Ateísmo Atentado Atentado Terrorista Atentados Ateu Ateus Ativismo Ativismo Gay Ativismo Lgbt ativista gay Ativistas Ator Atos dos Apóstolos atriz atriz Chrissy Metz audiência Augusto Cury Augusto Heleno Ribeiro Pereira Augustus Nicodemus Augustus Nicodemus Gomes Lopes Austrália Autoajuda automutilação Autoridade Palestina auxílio-mudança avivamento Azerbaijão azul e rosa babalorixá Baby do Brasil Bahia Baleado baleou Bancada Evangélica Band Band News Banda 4Life banda Livres Banda novo som Banda Resgate banda Rosa de Saron Bangladesh Banheiro Transgêneros banheiros únicos barragem Barroso bate boca bateria de escola de samba Batismo batismo infantil Batismo nas Águas Batista Soul batistas do Sétimo Dia batistas independentes batizado bbb Bebê é abandonado bebê Jesus bebês bebida alcoólica Beit Chabad Beka Belém Belford Roxo Bélgica Belíssima Belo Horizonte Benjamin Netanyahu Bernardino Beth Moore Bethel Bibi Bíblia Bíblia Antiga Bíblia e Ciência Bíblia Mais Antiga bíblia sagrada Bíblias. África bicicleta Big Brother Brasil Billy Graham Bird Box Bispo Bispo Edir Macedo Bispo Julian Henderson bispos Blasfêmia blasfêmia. Cristão Boas Notícias Boko Haram Bola de Neve Bolsa do Samaritano Bolsonaro bombeiros boneco Ken Sereia brad dacus Brad Hoylman Brasil Brasil Sem Aborto Brasil Urgente Brasil x Israel Brasília Brian Houston briga de casal Britney Spears Brittni De La Mora Brumadinho Bruna Drews Bruna Marquezine Bruxa bruxaria bruxos cristãos Budismo Bulgária Bunda Mole buscar a Deus Butão cabo Daciolo Cabo de Santo Agostinho Cabul caçadores de cabeça CADETINS café da manhã de oração por Jerusalém Caio Fábio calçados Hello Kitty. calçados Ipanema calçados Melissa Califórnia Câmara de Vereadores de Porto Alegre câmara dos Deputados Camarões câmera câmeras de vigilância Caminhada Caminho da Graça Campanha Campinas Canadá câncer Candomblé cantor Anderson Freire cantor Eli Soares cantor gospel cantor Juliano Son Cantor Leonardo Gonçalves Cantor Robério Lima e Silva Cantor Samuel Mariano cantor Wellington Camargo Cantora cantora Daniela Araújo Cantora Gospel capeta escondido Caridade Carlos Apolinário Carlos Bolsonaro Carlos Nadalim carnaval cartão de crédito Casa Branca Casa Civil casal gay casamento Casamento de Célia Sakamoto casamento gay casamentos cristãos Casos de Milagre Cassiane cassino Castidade Catedral da Fé Cativeiro Catolicismo católicos Cazaquistão Ceará Ceia de Natal celebridades Célia Soul Céline Dion celulares censura Centro Nacional de Exploração Sexual Centro Pentecostal Jovem Resgate Cepal cerveja Cesare Battisti céu Chance The Rapper Charles Darwin Chico Wehmuth Chile China chineses Chris Pratt Christian Bale Christyan Leão Cia Nissi Ciclone Cid Moreira ciência Cinema Circulo de oração Cisjordânia Ciúmes clamor Clínica Abortista clinica de aborto Clínica de Aborto clip CNBB CNN cnpj Coaching Coaf cobertura espiritual Coletes Amarelos Colômbia coluna Comandante Moisés comando vermelho Combate à Corrupção combate à pedofilia combater Comercial Comics comodoro MT comunismo Condenada conectados a Cristo Conectando Gerações Conexão Repórter Confiabilidade da Bíblia Confiança na Bíblia Conflito Congo Congrega Church congregar congresso internacional de arqueologia bíblica Congresso Nacional consagração Conselho Apostólico Brasileiro Conselho Mundial de Igrejas Conselho Tutelar Conselhos de Psicologia Conservadorismo Consumo de Maconha Contra Ideologia Contra Ideologia de Gênero Convenção Batista do Sul Conversa Com Bial Conversão Coordenação de Assuntos Religiosos COORPIN Coptas coral Coral Kemuel Coreia do Norte Coréia do Norte Coreia do Sul corinthianismo Corinthians Corrupção cova CPAD CPI crê em Deus Crente Bom de Bíblia 2018 Crescimento das Igrejas Criacionismo crianças Crime crime organizado Crimeia Crimes criminalidade criminalização da homofobia Cris Cyborg cristã perseguida cristão cristão homofóbico Cristão Perseguido Cristão Perseguidos Cristão. Lista Mundial da Perseguição 2019 cristãos Cristãos Copta Cristãos de Jos Cristãos no Egito Cristãos no Trabalho cristãos perseguidos Cristianismo Cristo para Todas as Nações Cristóvão Colombo criticada críticas Crocodilo crucificado Crueldade Animal cruz Cruz das Almas-AL cruzada Cuba cuide de sua família culto culto ao ar livre Culto na Rua cultos Cultura de Estupro Cúpula Conservadora das Américas cura Cura de Doenças Cura de Tumor Cerebral Cura do Câncer cura gay Cura Milagrosa curandeiro Cursos Cybercensura Daciolo Damares Alves dança Daniel e Samuel daniela mercury Danielle Favattoigreja Danilo Gentili Darlene Zschech Darwinismo Datafolha Datena Dave Williams. microchips David Cerqueira David Owuor Dc Comics Deadpool Debate Deborah Secco decote Decreto Defesa dos Animais Deise Cipriano Deise Jacinto Deltan Dallagnol Demolidor demônio Demônios Denis Mukwege Denise cerqueira Dennis Christensen dependência quíimica ex-bruxo ex-ocultista libertação do ocultismo libertação espiritual ocultismo sair do ocultismo testemunho de conversão testemunho de fé vício em drogas deportação depressão Deputada Lauriete deputado federal deputado Hidekazu Takayama deputado Sóstenes Cavalcante Descoberta Arqueológica Descobertas Científicas Desconfinados Descriminalização da Maconha Desigrejados Deus Deus Criador Deus é Mais Deus é Mulher Deus Não Está Morto Deus Salvador deusa robô Devocional Dez Mandamentos DHPP Dia da Bíblia diabo Diante do trono dicas de suicídio Dilma Rousseff dilúvio Dinheiro diploma de mestre diplomação no TSE Diplomacia Direitos Humanos Disforia de Gênero Disney disparo Distrito Federal Ditadura Dívida Divisão Divórcio dízimo DJ DJ PV DNA Doação doação de imóvel Dom Orani Tempesta Domingão do Faustão domingo Donad Trump Donald Trump Douglas Gonçalves Doutor Estranho doutrinação Dr. Milagre drag queens drogas Dudu Camargo Dupla Dupla Alisson e Neide DVD comemorativo eclipse Ecologia Edificante Edir Macedo Editora de quadrinhos Eduardo Bolsonaro Eduardo Costa Eduardo Paes Eduardo Sterblitch Educação educação domiciliar Efatá Egito El Chapo Elaine Martins Eleições 2018 Eleitoras eletrocutado Eli Soares Ellen Page Elson de Assis embaixada Embaixada Brasileira Embaixador de Israel Emerson Orofino Emerson Pinheiro Emirados Árabes Unidos Emmanuel Macron empresas encontros religiosos Enem enredo ensinamentos budistas Ensino Religioso Entrevista com Deus equipe de transição Erich von Däniken eritreia Ernesto Araújo erotização precoce escândalo Baby Squillo Escatologia Escavação Escócia Escola Cristã Iraque escola de samba Escola Dominical escola sem partido escolas Escolas de elite Escolas de Samba escravas sexuais escravizar fiéis esfaqueador esfaqueia espetáculo Espirito Santo Espírito Santo esposa esposa de bolsonaro esposa do presidente esquerda Esquerdismo Estadão Estado Islâmico Estado laico Estados Unidos Estatísticas esterilizações Estrada Estrela de Belém estudo estupro Etiópia Eu Não Estou Só EUA Eunício Oliveira evangelho evangélica Evangelicaorto Evangélicas evangélico Evangelicos evangélicos evangelismo Evangelismo na Rua Evangelismo Urbano evangelista Evangelização Evangéllicos Evento evento evangelístico Evidências do Cristiainsmo Evo Morales ex-atriz porno Ex-bruxa ex-cantor ex-feminista Ex-gay Ex-governador Ex-homossexual Ex-islâmico ex-líder ex-marido ex-Miss Pensilvânia Ex-muçulmano ex-muçulmanos ex-ocultista Ex-padre ex-padre Wagner Augusto Portugal Ex-pastor ex-pastor evangélico Ex-presidente Lula ex-satanista ex-vocalista da Banda IdeALL excesso de barulho Êxodo exploração sexual extraterrestre extremismo Extremismo Religioso extremistas Extremistas Islâmicos Extremistas Muçulmanos Eyshila Fabio Faria Fábio Pannunzio fábrica de tortura Fabrício da Silva Pimentel Facebook Faixa de Gaza Fake News FakeNews Fala Que Eu Te Escuto falar em público Falso Falso Milagre família Família e Direitos Humanos Fantástico Fat Family Fausto Silva favorecimento Fazer Aborto Fé cristã Fé Irresistível Feira de Santana feitiços felicidade Felipe Moura Brasil Feminismo Fenômeno fenômeno da natureza fenômeno evangélico Fernanda Brum Fernanda Lima Fernandinho Fernando Haddad Fernando Pesão Fernando Pessoa Fica Tranquilo fichas escolares fiéis Filadélfia Filho filhos Filipinas Filme Filme Cristão Filmes Filmes adultos Filosofia de Vida filósofo Fim dos Tempos Finlândia físico brasileiro Flávia Alessandra Flávio Bolsonaro Floresta Amazônica fofoca Fofocalizando Folha de São Paulo Forças Armadas Fórmula 1 Fortaleza Fórum Desembargador Mendes Wanderley Fórum Econômico Mundial Foundation França Francis Chan Francisco Razzo Frank Aguiar Frank Houston Franklin Graham Fred Instagram Freedom Freiras frente parlamentar evangélica From Religion Funai funk funkeira Ludmilla Futebol Gabinete de Segurança Institucional Gabriel Guedes Gabriel Medina Gabriela Gomes Gabriela Hardt Gabriela Rocha gafanhotos Game of Thrones Gana Gaviões da fiel General Heleno Gênero nas Escolas gênero neutro genética Geografia Bíblica Ghar Wapsi Gideões Missionários Gideoes Missionários da Última Hora Gideões Missionários da Última Hora Gilberto Carvalho Gisele Bündchen Gleisi Hoffmann global Globo Globo News Globo Rural GloboNews Gogue e Magogue Goiânia Google gospel Gospel for Asia governador do Distrito Federal governadores governo Governo Bolsonaro Governo do DF governo do Egito Grã-Bretanha Grammy Latino gravadora Musile Records grazi massafera Gregório Duvivier Grendene Gretta Vosper Greves Grupo de Lima Grupo dos 77 Grupo Especial do Rio de Janeiro Grupo Lgbt Grupo pró-aborto Grupo Record Grupos religioso Guanambi guerra Guerra interna Guerras Guilherme de Sá guitarrista Haia Hailey Hailey Baldwin Haiti Hamas Hamilton Mourão Hank Hanegraaff Harpa Cristã HB Heidi Crowter heresia Hillsong Hinduísmo Hino História do Cristianismo Hitler Holanda Hollywood Holocausto homem Homem de Ferro Homem-Aranha homeschooling Homicídio homofobia homoparentalidade homossexuais homossexual Homossexualidade Hong Kong horóscopo hospital de Brejo Santo Hulk humor Humorista Ibaneis Rocha Ibope Idai identidade de gênero ideologia Ideologia de Espécie ideologia de esquerda ideologia de gênero IEQ igreja Igreja Adventista Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia Igreja Anglicana igreja anti-LGBT igreja Apostólica Acolhidos por Cristo Igreja Assembleia de Deus Igreja Batista Igreja Batista da Lagoinha Igreja Batista Getsêmani igreja Bethel Igreja Brasil para Cristo Igreja Catedral do Avivamento Igreja Católica Igreja Católica Apostólica Romana (icar) Igreja Cidade de Refúgio Igreja Comunidade das Nações Igreja Contra o Aborto Igreja da Cientologia Igreja da Inglaterra Igreja de Bethel igreja destruída igreja do distrito de Iara Igreja do Evangelho Quadrangular Igreja Episcopal Igreja Evangélica igreja Hillsong Igreja holandesa Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Luterana Igreja Mananciais da Barra Igreja Metodista Igreja Metodista Unida Igreja Mundial do Poder de Deus Igreja Ortodoxa Igreja Ortodoxa Ucraniana Igreja Pentecostal Tempo de Milagres igreja perseguida Igreja Presbiteriana Igreja Presbiteriana de Cruzeiro do Sul Igreja Profetizando as Nações Igreja Quadrangular Igreja São Thomas Igreja Universal Igreja Universal do Reino de Deus igrejas Igrejas alemãs Igrejas domésticas igrejas evangelica Igrejas Evangélicas Igrejas evangélicas Alemanha igrejas licença Igualdade Racial ilegais imã Ahmed al-Tayeb Imagem de Cristo imagem de Jesus imbecil impostos Imran Khan Incêndio incesto indenização Índia indígenas índios Indonésia infância Inglaterra Insetos instituto Barna Instituto de Templo Instituto do Templo Inteligência e Fé intercessão Internacional International Christian Concern internet intolerância religiosa Irã Iranianos Iraque Irlanda Irmandade Muçulmana Isabella Chow Isadora Pompeo Isaias Jr Islã Islâmicos islamismo Islamização Israel Israel Salazar Israel x Palestina Italia Itália Itamaraty IURD Ivanir dos Santos J.d. Greear Já Ouço o Rugido Jacarezinho Jacira Cabral Jair Bolsonaro Jair Bolsonro Jair Messias Bolsonaro James Cowan James Faulkner Jamie Shupe jandira feghali Japão Jay Santana Jean Wyllys Jenna Presley Jerry Falwell Jr. Jersualém Jerusalém Jesus Jesus Copy Jesus Cristo Jezabel Jihad Jim Caviezel Jim Howard Jimmy Evans Jó – Midian Lima João Campos João de Deus Joaquim Alves joel dahl Johan Huibers John Allen Chau John Bolton John Chau Joice Hasselmann Jojo Todynho Jonathan Nemer Jordânia Jorge Viana Jornada Mundial da Juventude jornal Jornal Nacional jornalista Milly Lacombe José de Abreu Josimar Salum Josué Valandro Jr. Jovem jovem cristã Jovem Pan Jovens Jovens Cristãos Joyce Meyer Juan Guaidó Judaismo Judaísmo Judeus Judith Butler Juiz Juiz Marcelo Bretas Juiz Sérgio Moro Juíza juíza Maria Lucinda da Costa juízes Julgo Juliana Paes Junior Trovão Justiça Justiça do Trabalho justiça federal Justin Bieber Justin Welby Kantar Ibope Kanye West Kauã Salles Kemilly Santos ken hickam Kevin Sorbo Kingstone kit gay Kleber Lucas lacração ladrões Lady Gaga Lagoinha Lançamentos Lanna Holder laos Las Vegas Latino Lauriete Lauriete Leonel Ximenez Lava Jato Léa Mendonça Leandro Karnal Legalização da Maconha Legalização do Aborto Lei Lei Civil Lei Rouanet lenços verdes Leo Dias leões Leonardo Gonçalves LGBT LGBTI LGBTI+ LGBTQ LGBTs libanês Líbano Liberação da Maconha Liberalismo Teológico Liberdade de Expressão Liberdade religiosa libertação Líbia Líder de seita líder do islã Líder Evangélico liderança Líderes Evangélicos Líderes Religiosos Liga Árabe Lindbergh Farias Língua Portuguesa linguagens de sinais Línguas Estranhas Linhares lista de livros evangélicos 2018 Lista Mundial da Perseguição Lista Mundial da Perseguição 2019 Lito Atalaia livramento Livro Livros Liz Lane Loja Londres Lotz Louie Giglio Louvor e Adoração lua de sangue Luã Freitas Luanda Lucas Luciana Gimenzes Luciano Huck LUCIANO SUBIRÁ Lúcifer Ludmila Ferber Lugar Secreto Luiz Inácio Luiz Inácio Lula da Silva Luiz Sayão Lula Luma Elpidio luteranos Mackenzie Maçonaria Maconha Maconha Não macumba Maduro mãe Mãe de El Chapo Magno Malta Magno Malta e Lauriete Maioridade Penal mais lido 2018 Mais médicos Malásia Malhação mandato mandato ilegal mansão Manuela D'ávila Manuscritos do Mar Morto Maomé Mar Morto Mara Maravilha Maranhão marcelo calero Marcelo Crivella Marcelo Freixo Marcelo Gleiser Marcha Marcha na Argentina Marcha para Jesus Marcha pela Vida marchas Marco Feliciano Marcos Freire Marcos Madaleno Marcos Mion Marechal Cândido Rondon Mariana Valadão Maricá marido Mario Bramnick Mario de Oliveira Marisa Lobo Marisa Lobo Psicóloga Marisa Papen Marrocos marroquino Marvel Marxismo Cultural marxistas Mauricio de Souza maus tratos Max Lucado MBL MC Pocahontas McDonald’s MEC meca medicina Mediunidade medo megaigreja meio cristão Melhor Álbum de Música Cristã Melissa Joan Hart membro Menina rosa Menino azul menores menores de 14 anos mensagem mercado de streaming mesquita Messias Mianmar Michel Temer michelle bolsonaro michelle de paula bolsonaro Migração Mike Pence Mike Vieira Mikkelson milagre Milagres ministério “Underground Resistance” Ministério da Cidadania Ministério da Mulher Ministério das Relações Exteriores ministério de louvor da Assembleia de Deus Alto do Ipiranga (SP) Ministério dos Direitos Humanos Ministério Mananciais Ministério Nova Jerusalém Ministério Portas Abertas Ministério Público Ministério Público Federal ministérios. ministra da Mulher Família e Direitos Humanos Ministra Damares Ministra Damares Alves Ministro ministro Augusto Heleno Ministro Dias Toffoli Ministro Marco Aurélio Mello ministro Marcos Pontes Ministros Mirele Peixoto Souza Teodoro Missão Portas Abertas Missionária Missionária Camila Barros Missionário Missionários Missões Missouri miticismo Mitologia MK Music Mobile Moçambique Mogi das Cruzes Moisés Mongólia monte Monte do Templo Moradores de rua Moro Morreu morte mortos Moscou Movimento Lgbt MPES muçulmano muçulmanos Mudança da Embaixada Mudança de sexo Mulher mulher cega Mulheres mulheres cristãs Música Musica Gospel Música Gospel Musical Musile Records Nações Unidas Namibe não se meta com meus filhos Nascimento de Jesus Nasrat Mohamed Jamil Natal Natália Araújo National Geographic Native Tongue naxalitas Nazaré NCOSE Neal McDonough Nego do Borel neopentecostais NetFlix neto de Billy Graham Nevada Neymar Nicolás Maduro Nicole Kidman Níger Nigéria Nigeriano Nívea Soares Nobel da Paz nota oficial Nova Friburgo Nova York novela Novelas Novo Testamento O Milagre da Fé o outro lado do paraíso O Seredo dos Deuses Oakland obras ou pela graça Obreiro ocorrência policial ofensa oferta Oklahoma Ong Cristã Ongs ONU ONU Mulheres Onxy Lorenzoni Onyx Lorenzoni OPBB-SP opositora oração orações Ordem dos Pastores Batistas Organização das Nações Unidas Oriente Médio Os Incríveis os Pingos nos Is Ousado Amor – Isaías Saad outros deuses Pabllo Vittar Paciência pacific justice institute Pacto de Migração pacto diabo padre Padre Alessandro Campos Padre católico gay padre Marcelo Rossi Padre Quevedo padres Paganismo páginas da vida pai pai de vítima pais biológicos Palácio da Alvorada Palácio do Planalto Palavra de Deus Palestina palestinos Panamá Pânico panos ungidos Pantera Negra pão diário Papa Francisco Papai Noel Paquistão Paquistãom Suprema Corte do Paquistão Parada do Orgulho LGBT Parada Gay parada LGBTQ Paraíba paralisia facial paris parlamento britânico Parlamento e Fé Partido Comunista Partido Comunista Chinês Partido dos trabalhadores partidos de esquerda Passion Pastor Pastor Adir Neto Teodoro pastor Alph Lukau Pastor Antonio Rocquemore pastor e advogado Adir Neto Teodoro pastor Felippe Valadão Pastor George Pastor Geraldo Mangela pastor Hueslen Santos pastor isidório pastor Jim Jones Pastor Joaquim Barbosa pastor Leonardo Sale Pastor Lucas Pastor Manuel Marcos Pastor Marco Feliciano pastor Melqui Gomes Pastor Reuel pastor Rinaldi Digílio pastor Robert Hood pastor Rusty George Pastor Samuel Mariano Pastor Samuel Olson Pastor Silas Malafaia pastor Takayama Pastor Tiago Brunet pastora Pastores pastores de cabra fulanis Paternidade Patriarca Kirill Patricia Lelis patrimônio da humanidade Paula Fernandes Paulo Freire Paulo Guedes pauta de costumes Pcdob PEC pecado pecados pediatra pedido de desculpas pedofilia Pedra Beka pensamento Pensão alimentícia Pentateuco Pequim perda do filho perdão perguntas ofensivas Perlla Pernambuco Perseguição perseguição religiosa pesquisa Pesquisas Petista Petrobrás Petrolão Pew Research Center Phatrícia Carvalho Philip Metschan Piauí Pilatos pintor preso piscina Pixar Animation Studios Plano de Governo Plano do diabo Plano do diábo PM Pobreza extrema Pode Voar Polêmicas Polícia Polícia Civil Polícia Federal Polícia Militar Policiais militares poligamia politica política Pôncio Pilatos Pônico Pilatos população condena pornografia pornografia infantil Porta das Ovelhas Porta dos Fundos Portas Abertas portas dos fundos pós-morte Posse do Presidente Posse Presidencial praças Prb prefeito prefeitura Pregação Pregação Contra Aborto pregador de internet pregador voador pregadores modinha Prem Baba Prêmio Nobel presépio Presépio Satanista Satanismo Presidência presidência no Congresso Presidente presidente da Rússia presidente jair bolsonaro presidente Jovenel Moise presidente Michel Temer Preso presos primeira filha Primeira-dama prisão Priscilla Alcantara prisões iranianas pró-vida processo processo judicial Processos judiciais procuradoria geral da república profecia Profecias professor professores Programa Fantástico Progressismo proibir Projeto de Lei Propaganda propina Proposta de Emenda à Constituição prostituição protestantes Protestantismo protestos Provérbio X psicóloga evangélica PSL PT Punjab Pure Flix Puritanismo queda de helicóptero Quem é Você? Quênia Qumran R$ 28 Rabinos racismo radicais rádio Rádio Jovem Pan Rádio Vida radios gospel Rafael Novarine Rafael Octavio Rafael Octávio Rap Rap Gospel do Brasil Real Life Church Rebeca Nemer receita federal Recep Tayyip Erdogan Recife record Record News Record TV Rede Bandeirantes rede globo Rede Record Rede TV Redes Sociais reencarnação reforma da previdência reforma tributária refugiados Regensburger Domspatzen regularização rei da matemática Rei Davi Reinhard Bonnke Reino Unido Reis Magos Relacionados Relações exteriores religião religião islâmica religião no futebol religiões religiões de origem africana Religiosidade religiosos Religiosos palestinos Renan Calheiros Renascer Praise Renato Cardoso repartições públicas réplica república centro-africa República Centro-Africana ressucita Ressurreição restaurar Reuel Bernardino Revista Época RFID Ricardo Boechat Ricardo Lewandowski Ricardo Vélez Rodriguez Rio de Janeiro Rio Jordão Riqueza rituais rituais religiosos Roberta Miranda Roberto Requião Rock Cristão Rock in Rio 2019 Rodolfo Abrantes rodovia Castelo Branco Rodrigo Duterte Rodrigo Maia rodrigo silva Roma Romualdo Panceiro Ronald McDonald’s Ronaldo Caiado Ronaldo Ésper Rosa de Saron Rosânia Rocha Roubo Rua Azusa Rumores de Guerras Russia Rússia ryan coleman Sabrina Bittencourt Salmo 91 Salmos Salvador Sam Henrique Samuel Malafaia Sandra Terena Sandro Frederico da Silva Sandy Santa Catarina Santiago Chile Santo São Paulo Sarah Farias Sarah Sheeva Satanás satanismo filosófico satanistas SBT SBT Silvio Santos Schumacher Se Eu Me Humilhar – Discopraise sê tu uma bênção Secularismo Secularismo na Igreja Segunda Instância segundo casamento segundo sol Segurança pública Sei Que Estás Comigo seita seita Cientologia seminários Senado Senado Federal senador estadual Senegal sente as pessoas Separação sequestrado Sérgio Cabral Sergio Knust Sergio Moro Sérgio Moro Séries de Tv Sermão sertanejo Sertãozinho Sharran Sheikh Hasina signos Silas Malafaia Silvio Santos símbolos nazistas símbolos religiosos Simone Simone e Samaria Sindicalistas síndrome de down sinos Sionismo Síria Smartphones sobrenatural socialismo Sociedade Bíblica do Brasil Sodoma e Gomorra Solstício de Inverno Som da Minha Vida Sony Music Gospel Sorocaba Southern Baptist Convention Stan Lee startup DVFLIX Steve Campbell STF sucesso Suicídio Suicído Super Drags Super Interessante Super-herói Superação Supernatural Superpop Suprema Corte Supremo Tribunal Federal Supremo Tribunal Federal (STF) Surdos Surf Suzano Switchfoot Talita Cipriano Tamrazyan tanque de Betesda Tatá Werneck tatuagem Teatro Teleton Templo de Salomão Templo dos Anjos Teocracia teólogas feministas Teologia teologia da prosperidade teólogo Ricardo Velez Rodriguez Teoria da Conspiração Teoria da Evolução Terceiro Gênero Terceiro Templo Teresinha Neves Teresópolis Terra Santa Terrorismo Terrorismo Islâmico Terrorista Terroristas Testemunha de Jeová testemunhar Testemunhas de Jeová Testemunho Testemunho Cristão Testemunho de Fé Testemunhos Tetelestai Thaila Ayala Thalles Roberto Thammy Gretchen The Noite The noite. SBT Theodore McCarrick Theresa Thor Tijuca timidez tipos de testemunhas tiririca Tiroteio no Templo TJ-SP Tocantins Tom Cruise Tony Ramos Top trabalho trabalho escravo Tradição tradução Tradução da Bíblia tragédia Trans especie Transexuais Transexual Transexualidade transfusão de sangue Transgênero transgêneros Transição de Gênero Transplante de útero Tribo queniana Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo tristeza Trump Tubarão tumor Turismo turistas Turma da Mônica Turquia TV Gazeta TV Globo TVI Twitter Ucrânia Ufc UFO Uganda última tribo Umbandistas unasp Unção Unesco União das Igrejas Cristãs da Venezuela União Europeia Universal Universidade de Liverpool Universidade de Sheffield universidades Uzbequistão Valdemiro Santiago Valdomiro Santiago Vale Valerie Gatto vandalização Vanessa Grazziotin Vanilda Bordieri Vasos Quebrados Vaticano Veganismo Veganos velho testamento vendedor Thiego Amorim Venezuela verdades secretas Vereador Vermelho versículo Veruska Seibel Viagem Missionária vice-presidente vice-presidente dos EUA vício vida Vídeos Viktor Orban Violência violência contra cristãos violência sexual Viral Virgindade visão limitada visita histórica Visões Vissarion Vítima vítimas vítimas de tragédia Viva de Aline Barros Vladimir Brichta Vladimir Putin voador voto aberto Walter Hoye whastapp Whindersson Nunes White Magazine Wilian Nascimento Wilson Witzel X-Men Xi Jinping Xuxa Ygor Siqueira Yoga Yossi Shelley Youseff Youtube Youtube Kids Youtuber Zezé de Camargo e Luciano Zona Norte do Rio


O momento de adoração de cristãos africanos em meio aos destroços de uma igreja na cidade da Beira, em Moçambique, tem impactado milhares de pessoas nas redes sociais.

O país um dos mais devastado pelo ciclone Idai, que já deixou mais de 200 mortos.

As imagens publicadas pelo Projeto Moçambique nesta terça-feira (19) mostram um grupo de cristãos louvando em seu idioma local, direcionando a canção para “Jeová”.

Ao redor deles, há um cenário de destruição. A cruz no altar da igreja permaneceu intacta.

O ciclone atingiu o centro de Moçambique na noite de quinta-feira (14) e avançou rumo ao Zimbábue e o Malawi. Uma das cidades mais devastadas pelo ciclone é Beira, na província de Sofala, onde 90% da região foi destruída.

O número de mortos em Zimbábue subiu para 100 na quinta-feira (21), depois que mais dois corpos foram encontrados no distrito de Chimanimani, o mais atingido pelo ciclone. Estima-se que 56 pessoas foram mortas no Malawi.

Cerca de 15 mil pessoas, muitas delas doentes, ainda precisam de ser resgatadas, segundo o ministro do Meio Ambiente, Celso Correia. Mais de 3 mil pessoas foram resgatadas até o momento.

De acordo com a Missão Mãos Estendidas (MME), que tem mais de 350 centros infantis e igrejas espalhados pelos três países afetados pelo ciclone, existem três necessidades mais urgentes: alimentação, remédios e reconstrução.

Segundo Elias Caetano, diretor da MME, a situação entre as vítimas do ciclone é precária. “Nessas enchentes, eles acabam perdendo tudo e precisam de alimentação, além de medicamento — muitos foram feridos nas quedas das casas”, explicou ao site cristão Guiame.


O prêmio Templeton, que recompensa a cada ano uma personalidade que explora “a dimensão espiritual da vida”, foi concedido nesta terça-feira (19) ao físico teórico brasileiro Marcelo Gleiser, que se esforça para mostrar que a ciência e a religião não são inimigas.

O professor de Física e Astronomia, especializado em Cosmologia, nascido no Rio de Janeiro há 60 anos e que mora desde 1986 nos Estados Unidos, não acredita em Deus. Ele é agnóstico.

“O ateísmo é inconsistente com o método científico”, afirmou Gleiser à AFP na segunda-feira no Dartmouth College da Universidade de New Hampshire, onde é professor desde 1991.

“O ateísmo é uma crença na não-crença. Então você nega categoricamente algo contra o qual você não tem provas”, acrescentou.

“Mantenho a mente aberta, porque entendo que o conhecimento humano é limitado”, completa o cientista.

O prêmio Templeton é financiado pela fundação do falecido John Templeton, um americano presbiteriano que fez fortuna em Wall Street. Dotado com 1,1 milhão de libras esterlinas (quase 1,5 milhão de dólares, 50% a mais que o Nobel), já foi recebido desde 1973 por Desmond Tutu, o Dalai Lama, filósofos, outros astrofísicos, Alexander Solzhenitsyn, entre outros.

Com cinco livros em inglês e centenas de artigos em blogs e na imprensa dos Estados Unidos e do Brasil, Gleiser explica de que maneira ciência e religião estão direcionadas para responder perguntas muito similares sobre a origem do universo e da vida.

“A primeira coisa que você lê na Bíblia é uma história da criação”, afirma. Judeus, cristãos, muçulmanos: independentemente da religião, “todos querem saber como o mundo surgiu”.

Esta curiosidade fundamental, científica ou religiosa, leva, sem dúvida, a respostas diferentes. O método científico é feito de hipóteses refutáveis, o que não acontece com as religiões.

“A ciência pode dar respostas a certas questões, até um certo ponto”. O que são o tempo, a matéria, a energia? As respostas científicas são válidas apenas em um âmbito teórico.

“Este é um problema conhecido na filosofia por muito tempo, chamado de problema de primeira causa: ficamos presos”, afirma Gleiser, pai de cinco filhos.

“Devemos ter a humildade para aceitar que estamos cercados de mistério”.

“Arrogância” científica

Gleiser já escreveu sobre mudança climática, Einstein, furacões, buracos negros, a consciência… Seu credo é rastrear os vínculos entre a ciência e as humanidades, incluindo a filosofia.

O que ele pensa dos que acreditam que a Terra foi criada em sete dias?

“Eles consideram a ciência como o inimigo, porque têm um modo muito antiquado de pensar sobre ciência e religião, no qual todos os cientistas tentam matar Deus”, disse.

“A ciência não mata Deus”, completa.

Gleiser lamenta que os “novos ateus” tenham ampliado a distância com a religião, especialmente o cientista britânico Richard Dawkins (que pediu a prisão do papa Bento XVI pelos casos de pedofilia na Igreja católica), ou o falecido jornalista Christopher Hitchens, que criticava a Madre Teresa (a primeira a receber o prêmio Templeton).

Para Gleiser, que cresceu na comunidade judaica do Rio de Janeiro, a religião não é apenas a crença em Deus: dá um senso de identidade e comunidade.

“Ao menos metade da população do planeta é assim”.

“É extremamente arrogante para os cientistas descer de suas torres de marfim para fazer estas declarações sem compreender a importância social dos sistemas de crenças”, opina.

“Quando você ouve cientistas muito famosos fazendo declarações como … a cosmologia explicou a origem do universo e de tudo, e nós não precisamos mais de Deus. Isso é um completo nonsense”, acrescenta.

“Porque nós não explicamos a origem do universo em absoluto”, conclui.

Fonte: AFP


Por Marcelo Gomes e Ricardo Abreu, GloboNews

Um pastor do Rio de Janeiro está sendo acusado de estuprar adolescentes, inclusive dentro da igreja. O Ministério Público já pediu a prisão dele.

Paulo Giovani Moraes ele era pastor da Segunda Igreja Batista em Vieira fazenda, na Favela do Jacarezinho, no Jacaré, na Zona Norte do Rio.

Além de pregar os ensinamentos da bíblia, o pastor Giovani Moraes abusaria sexualmente de crianças.

Segundo a denúncia do Ministério Público, uma das vítimas foi um adolescente de uma família que frequentava a igreja. O documento, a que a GloboNews teve acesso com exclusividade, aponta que entre 2015 e 2018, dentro da igreja, de forma consciente e voluntária, o pastor constrangeu diversas vezes o menor de idade a praticar sexo com ele.

A mãe do adolescente começou a desconfiar do comportamento do jovem. Resolveu instalar um aplicativo para descobrir as conversas do filho com o pastor e descobriu tudo.

“Eu notava que ele, à noite, ficava muito no celular, demorava a dormir. Comecei a me preocupar. Diante disso, eu falei: tenho que arrumar um jeito de colocar alguma coisa no Whatsapp para ver o que ele conversa. Foi um choque muito grande porque onde eu sentia segurança foi onde foi minha decepção”, disse a mãe do menor.

A família procurou a polícia em novembro do ano passado, que chamou o pastor Paulo Giovani Moraes a prestar esclarecimentos. No depoimento aos policiais, ele disse que foi “seduzido pela vítima”. Se disse ex-homossexual e confessou ter trocado carícias com o jovem.

Com o escândalo, outros dois garotos que também frequentavam a igreja se manifestaram e revelaram que também foram assediados pelo pastor.

“Foi como uma avalanche. Quando a primeira vítima aparece as demais, tomam coragem e resolvem também denunciar o abusador “, disse o promotor Sauvei Lai, que lembrou o caso do espírita João de Deus, em Goiânia.

Essa não é a primeira vez em que o pastor é acusado de estuprar um jovem. Em 2010 ele foi preso em flagrante na 14ª DP (Leblon), acusado de abusar um adolescente, mas foi absolvido.

Agora, os promotores pedem a condenação de Paulo Giovani Moraes. Segundo o Ministério Público, solto, ele apresentaria riscos para novas vítimas, além da possibilidade de fuga por conta das investigações.

O pastor foi denunciado pelos crimes de estupro de vulnerável, estupro comum qualificado – quando a vítima é menor de 18 anos – e por produção de imagens pornográficas envolvendo crianças e adolescentes. Se condenado nos termos da denúncia, pode pegar até 301 anos de prisão.

A GloboNews procurou o pastor Paulo Giovani Moraes. Mas por telefone, ele preferiu não vai comentar o caso.

“Não quero me posicionar, não”, disse o pastor.

O promotor Lai diz que é importante os pais estejam atentos ao que acontece com seus filhos.

“A criança é ensinada a se defender de pessoas estranhas, mas em 90% dos casos de pedofilia ela é praticada por pessoas próximas. Ou é o motorista da van ou é o pastor, um religioso, como é o caso, ou é um padrasto ou o dono de um comércio vizinho. Então, os pais devem prestar atenção nos seus filhos”, disse Lai.

“Infelizmente, a gente está num mundo em que não pode confiar muito nos outros. É preciso saber onde o filho está indo, o que está fazendo. Não que seja uma mãe super protetora, porque a gente tem de dar um pouco de autonomia para nossos filhos. Mas a gente tem de estar sempre vigilante, sempre pronta a saber o que está acontecendo em volta da vida dos nossos filhos”, disse a mãe da vítima.



Fonte: G1


A presença da assustadora boneca Momo em vídeos de slime no Youtube Kids acendeu um alerta nos pais e responsáveis. Os vídeos da parte restrita do Youtube deveriam ser livres de ameaças às crianças, mas alguns conseguem burlar as barreiras aplicadas pela empresa.

O que mais parece ser um vídeo inocente de uma criança brincando com um slime, de repente se torna um verdadeiro filme de terror. Tudo se deve pelo fato que as imagens são trocadas pela assustadora personagem Momo que ensinam literalmente como essas crianças devem cortar seus pulsos.

Esse vídeo assustador, que burla todos os esquemas de segurança do YouTube Kids chegou até a professora e produtora de conteúdo Juliana Tedeschi Hodar, que tem 41 anos e mora na cidade de Campinas.

O vídeo da momo chegou no grupo de um aplicativo de mensagens da família. Então ela e seu marido, Juan Hodar, de 45 anos de idade, decidiram conversar com sua filha Bianca de 8 anos de idade sobre o que são mostrados nesses vídeos.

Quando estavam dialogando com a filha tiveram uma assustadora surpresa. A menina disse que já viu esse vídeo umas três vezes e estava com muito medo do que viu. “Assim que começamos a falar ela teve uma crise de choro e não conseguia falar. Ela contou que já tinha acontecido de ver a momo”, relata Juliana.

Para que sua filha se acalmasse a mãe teve que dormir junto com ela e explicar que esse vídeo é tudo mentira e que a Momo não não existe de verdade.

A socialite Kim Kardashian, que tem três filhos, também divulgou um alerta aos responsáveis sobre o conteúdo nocivo presente no Youtube Kids. Após ela se manifestar pelo Instagram, a rede social emitiu um comunicado.

Leia o comunicado abaixo:

MUITOS DE VOCÊS COMPARTILHARAM SUAS PREOCUPAÇÕES CONOSCO NOS ÚLTIMOS DIAS SOBRE O DESAFIO MOMO – PRESTAMOS MUITA ATENÇÃO NISSO. DEPOIS DE MUITA ANÁLISE, NÃO VIMOS NENHUMA EVIDÊNCIA RECENTE DE VÍDEOS PROMOVENDO O DESAFIO MOMO NO YOUTUBE. VÍDEOS INCENTIVANDO DESAFIOS PREJUDICIAIS E PERIGOSOS SÃO CLARAMENTE CONTRA NOSSAS POLÍTICAS, INCLUINDO O DESAFIO MOMO. APESAR DOS RELATOS DA IMPRENSA SOBRE ESSE DESAFIO, NÃO TIVEMOS LINKS RECENTES SINALIZADOS OU COMPARTILHADOS CONOSCO DO YOUTUBE QUE VIOLEM NOSSAS DIRETRIZES DA COMUNIDADE.

É IMPORTANTE NOTAR QUE PERMITIMOS QUE OS CRIADORES DISCUTAM, DENUNCIEM OU INSTRUAM AS PESSOAS SOBRE O DESAFIO/PERSONAGEM MOMO NO YOUTUBE. VIMOS CAPTURAS DE TELA DE VÍDEOS E / OU MINIATURAS COM ELES. ESSA IMAGEM NÃO É PERMITIDA NA APLICAÇÃO YOUTUBE KIDS E DISPONIBILIZAMOS GARANTIAS PARA A EXCLUIR DO CONTEÚDO NO YOUTUBE KIDS.

Momo em um vídeo com a Peppa Pig

No início do mês de março, ressurgiu o boato do Momo tendo como base supostos vídeos do YouTube com imagens que encorajam crianças a se matar ou cometer violências contra si mesmas.

Os rumores que reacenderam a polêmica afirmam que a personagem aparece em um vídeo com o desenho infantil Peppa Pig no YouTube Kids.

A história da Momo começou como a lenda urbana de um número no Japão (+81), que usava como foto de perfil a imagem assustadora da protagonista e enviava mensagens pelo WhatsApp de forma a incitar desafios de violência e até o suicídio.

O ressurgimento do desafio que preocupa pais e mães é mais uma prova de que o YouTube está em um momento complicado. Os anunciantes estão receosos de continuar suas campanhas publicitárias depois de ter sido descoberta uma rede de pedófilos na plataforma.

A empresa já toma medidas contra esses casos, como o recente anúncio de que a maioria das seções de comentários em vídeos para crianças será desativada.

Além disso, na tentativa de melhorar a qualidade do conteúdo da plataforma, o YouTube encerrou mais de 400 canais que publicavam mensagens violentas.

A empresa reiterou que deve continuar tomando essas providências quando os produtores de conteúdo violarem suas diretrizes e prejudicarem a comunidade como um todo.

Vídeos com dicas de suicídio para crianças

Em fevereiro, o portal Folha Gospel publicou uma matéria sobre desenhos animados no YouTube que estão sendo usados ​​para direcionar e expor as crianças a ideias e dicas suicidas.

A Dra. Free Hess, pediatra de Gainesville, publicou em seu blog um alerta sobre um desenho postado na plataforma de hospedagem de vídeo gerada pelo usuário, que tinha um clipe no meio com um homem adulto demonstrando para as crianças como cortar seus pulsos.

A porta-voz do YouTube, Andrea Faville, disse em um comunicado compartilhado com a ABC News que a organização trabalha duro para garantir que sua plataforma não seja usada “para incentivar comportamentos perigosos”.

“Temos políticas rígidas que proíbem vídeos que promovem a autoagressão”, diz a declaração. “Contamos com a tecnologia de sinalização do usuário e detecção inteligente para sinalizar esse conteúdo para nossos revisores.”

A cada trimestre, o YouTube remove milhões de vídeos e canais que “violam nossas políticas”, segundo o porta-voz.

Anúncios proibidos

Depois do ressurgimento do “Desafio Momo”, o YouTube decidiu que não vai mais exibir anúncios em vídeos sobre a personagem que supostamente incentiva crianças a se suicidarem ou cometerem autoagressões.

A decisão da empresa também vale para produções de agências respeitadas de notícias e de influentes criadores de conteúdo.

Vários veículos de imprensa norte-americanos, como a CBS, a ABC, a CNN e a Fox já publicaram vídeos sobre a perigosa farsa virtual. Antes de serem proibidos de veicular propagandas sobre a Momo nos conteúdos, alguns apareciam com aviso de alerta sobre conteúdo perturbador.

O YouTube confirmou ao The Verge que qualquer vídeo a respeito da Momo viola suas diretrizes de conteúdo e, portanto, não pode receber anúncios.

A empresa mantém políticas rígidas sobre onde a publicidade pode aparecer, de modo a proteger as marcas de se associarem a conteúdos danosos aos telespectadores ou mentirosos, como é o caso da personagem.

O YouTube comentou sobre a situação no Twitter: afirmou que não encontrou “evidências recentes de vídeos que promovam o Desafio Momo no YouTube” e reiterou que “os vídeos que incentivam desafios prejudiciais e perigosos são contra nossas políticas”.

A plataforma também recomendou que usuários denunciem esse tipo de conteúdo.

Fonte: Olhar Digital, Pleno News e 1 News


O impressor gráfico Gersialdo Melquíades de Oliveira, pai de Samuel Melquíades de Oliveira, falou sobre a perda de seu filho, em entrevista ao programa Balanço Geral, da Record TV.

Nesta quinta-feira (14), ele contou como foram os últimos dias ao lado do rapaz, que foi uma das vítimas do massacre que aconteceu na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, São Paulo.

Samuel tinha 16 anos e faria aniversário em julho. Gersialdo relatou como foi difícil descobrir o que tinha acontecido com o menino, que perdeu a vida na última quarta-feira.

Segundo o pai, a notícia demorou para chegar e só surgiu por volta das 14 ou 15 horas. Ele disse que já tinha perdido a noção do tempo. As famílias foram levadas a um local onde eram levadas para uma sala onde informavam os nomes das crianças e, assim, ficavam sabendo se estavam mortas ou feridas.


A família de Samuel foi a segunda a entrar e, infelizmente, recebeu a informação que mais temia. No dia da tragédia, o menino tinha ido sem o RG e isso deu esperanças aos pais de que ele poderia estar apenas não identificado ainda.

Ciente da perda, o pai compareceu ao velório coletivo, realizado na Arena Suzano. Foi no local que ele deu mais detalhes sobre como era o filho.

“Era um menino extremamente amoroso e ativo; na igreja onde a gente frequenta ele gostava de estar sempre a frente, gostava de fazer e acontecer. Um menino de várias facetas, que me surpreendia a cada dia”.

O último momento marcante entre pai e filho foi na segunda-feira, quando eles participaram de um programa da TV Novo Tempo, da Igreja Adventista.

“Fomos convidados para fazer desenhos. Sempre gostamos de desenhar. Está aqui a camisa que eu fiz. Naquele dia, a gente desenhou junto e foi a primeira vez que a gente fez isso. Lá, a gente teve a oportunidade de mostrar o nosso trabalho para os pastores que ali estavam e Samuel vibrou muito”, relatou.

Para Gersialdo, aqueles instantes agora representam um presente de Deus, uma vez que o garoto acabou tendo sua vida tirada.

“Eu digo que essa foi uma despedida que Deus me proporcionou ter com meu filho. Uma das coisas que me conforta é saber que o Samuel estava muito feliz e que, de alguma maneira, eu consegui proporcionar pelo menos alguns minutos de felicidade para o meu filho.”

Apesar dos poucos anos de convivência, Gercialdo agradeceu a Deus pela vida de seu filho Samuel. “Eu só posso agradecer a Deus pelos 16 anos maravilhosos que Ele me concedeu tê-lo como filho”.

O tio de Samuel, que era quem o levava de carro para a escola todas as manhãs, também falou do comportamento do jovem. “Ele era muito dedicado nos estudos e tinha o sonho de fazer curso superior na área de design, pois gostava muito de desenhar”, disse José Silva.

As habilidades de Samuel com o desenho já era reconhecida. Ele ajudava seu pai, responsável por desenhos da Escola Sabatina Ilustrada, e também foi o ilustrador do livro “Como consertar um coração quebrado” (Editora Scortecci), do escritor Adriano Fonseca.


Luto no Brasil para Cristo

Outro jovem assassinado no massacre foi Douglas Murilo Celestino, de 16 anos. A família diz que ele havia conseguido escapar do massacre, mas voltou à escola para ajudar a namorada Adna Bezerra, ferida nas costas por uma bala. Douglas foi baleado na cabeça e não resistiu.


“A gente sabe que ele a amava demais”, disse a amiga de ambos, Larissa Alves. O velório de Douglas foi na Igreja O Brasil para Cristo, da qual era membro.

Ex-presidente da denominação, o pastor Roberto de Lucena, que é deputado federal, lamentou o acontecido.

“Muito triste tudo o que aconteceu. Entre os jovens estava Douglas Murilo, de apenas 17 anos, membro da Igreja O Brasil Para Cristo em Jardim Maluf. Que Deus conforte a família das vítimas e dê forças aos sobreviventes”, disse Lucena, que esteve no velório junto com o ministro Ricardo Vélez, da Educação.

Fonte: Guia-me e Pleno News


Enquanto o narcotraficante mexicano “El Chapo” aguarda, nos Estados Unidos, a sentença que pode levá-lo à prisão perpétua, sua mãe está no México orando continuamente para que o filho se renda a Jesus Cristo.

“Que ele, antes que seja tarde demais, se entregue ao Senhor porque já provou o mundo”, disse María Consuelo Loera Pérez, hoje com 90 anos, do alto nas montanhas de Badiraguato, um pequeno povoado rural no estado mexicano de Sinaloa, através das câmeras da Univision em 2014.

Em fevereiro, Joaquín Archivaldo Guzmán Loera, 61 anos, foi declarado culpado de todas as dez acusações que havia contra ele por um júri em Nova York. A sentença, que será lida em 25 de junho, deve levá-lo à prisão perpétua no Supermax, presídio federal de segurança máxima no estado do Colorado (EUA).

Dona Consuelo, como é conhecida pelos vizinhos, tem uma vida simples, longe dos luxos que cercavam seu filho. Sua casa é cercada por lembranças e uma televisão antiga, que ela nunca assiste. “Em vez de perder tempo assistindo TV, me dedico a estudar a Bíblia”, disse a mãe de El Chapo, que lê entre quatro e cinco capítulos diariamente.

Depois de ser batizada na Igreja Apostólica na Fé em Jesus Cristo, Dona Consuelo conta que nunca desistiu de orar pela mudança do filho. “Como mãe, estou sempre pedindo pelo bem-estar dele e, como mãe, estou sentindo o que está acontecendo com ele. Eu tenho um Deus que me ajuda e me fortalece”, destacou.

Histórico

El Chapo (apelido que significa “o baixinho” em português) foi criado com mais dez irmãos em Badiraguato. Ele foi recrutado na adolescência pelo chefe do cartel de Guadalajara, Miguel Angel Félix Gallardo, que foi preso em 1989. Em seguida, ele fundou com três sócios o cartel de Sinaloa, que cresceu de forma meteórica até se tornar o maior do mundo.

Com o passar do tempo, El Chapo tornou-se o traficante de drogas mais procurado do mundo, acusado de enviar entorpecentes da América Latina para Estados Unidos, Europa e Ásia. Com uma fortuna estimada em US$ 1 bilhão, ele permaneceu no ranking de bilionários da revista “Forbes” até 2013.

Quando soube da captura de seu filho, Dona Consuelo confessou: “Deus está me dando força e sei que Ele está comigo e com os meus filhos”, afirmou. “Eu confio que Deus vai me proteger e tocar os corações das autoridades que prenderam [El Chapo] e um dia reconheçam que eles também têm um Deus para perdoá-los”.


Questionada sobre uma mensagem que gostaria de deixar ao filho, Consuelo disse: “Que ele, antes que seja tarde demais, se entregue ao Senhor porque já provou o mundo, já soube o que havia no mundo. Que agora ele busque a Deus para que saiba que Deus é o único que pode protegê-lo e ajudar em todos os problemas”.

A mãe de El Chapo disse ainda que está cercada de irmãos na fé. “Eles estão orando por ele, em todas as igrejas, e sei que o Senhor move todos os corações. Deus moverá os corações para que o ajudem e logo ele seja libertado. O que é impossível para o homem, para Deus é possível”, ressaltou Consuelo.

Fonte: Guia-me com informações de Univison


A escola de samba Gaviões da Fiel está sendo processada por seu último desfile no carnaval de São Paulo.

O advogado Carlos Alexandre Klomfahs alega que a escola ‘desrespeitou o símbolo e a religião cristã’ ao apresentar em sua comissão de frente uma disputa entre duas figuras religiosas, Jesus e o diabo, na qual, aparentemente a figura cristã é vencida pela representação maléfica.

A ação foi distribuída ao juízo da 26ª Vara Cível da Capital.

A escola ligada ao Corinthians fez uma releitura de um samba-enredo de 1994, ‘A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente’, sobre a história do tabaco.

Na ação, o autor diz ter requerido à Gaviões que se ‘retratasse em 24 horas sobre o tema do enredo escolhido para sua Escola que apresentou a figura cristã de maior relevo ao cristianismo – Jesus Cristo – sendo vencido e humilhado por satanás em nítido desrespeito ao sentimento religioso do autor e de milhões de brasileiros cristãos’, mas não obteve resposta.

Após a repercussão, a escola publicou em suas redes sociais uma imagem do desfile na qual Jesus aparenta vencer o Diabo com os dizeres ‘Jesus venceu o mal. Ele vive’.

O advogado pede que a Gaviões da Fiel seja obrigada judicialmente à ‘imediata retratação pública à comunidade cristã de todo Brasil, sob pena de multa diária de 30 mil reais’.

Em seu argumento, Klomfahs retoma um acórdão do STF de 2003 sobre a liberdade de expressão.

Na ocasião, o Supremo decidiu sobre livros nazistas e crime de anti-semitismo.

O advogado cita trecho da decisão escrita pelo então ministro Maurício Corrêa, “Liberdade de expressão é uma garantia constitucional que não se tem como absoluta. Há limites morais e jurídicos. O direito à livre expressão não pode abrigar manifestações de conteúdo imoral que implicam ilicitude penal. As liberdades públicas não são incondicionais, por isso devem ser exercidas de maneira harmônica, observados os limites definidos pela própria constituição.”

De acordo com o advogado, ‘a imoralidade surge quando se utiliza de uma figura religiosa, seja Cristã, do Islã, quer Maria, quer Jesus, seja Buda ou Zoroastro, e desfigura-lhe de seu papel de vencedor do bem sobre o mal e impõe-lhe o estigma de perdedor, exaltando a vitória do mal sobre o bem, isto é, tudo que há de pior na espécie humana é exaltada, festejada propondo adesão, forçoso é concluir que o resultado pretendido racionalmente é exatamente propagar o mal, violar o sentimento religioso e por isso ultrapassar os limites da liberdade de expressão’.

Pronunciamento da Gaviões da Fiel

Leia abaixo o pronunciamento da escola de samba Gaviões da Fiel após o desfile polêmico neste carnaval:

“Diante do grande debate em relação à coreografia da Comissão de Frente, esclarecemos que:

Somos uma comunidade de mais de 115 mil sócios de diferentes religiões e que dentro e fora da nossa entidade, todos foram e serão sempre respeitados, sem distinção, discriminação e diferenciação por suas escolhas religiosas.

Levantaremos sempre a bandeira de que O BEM SEMPRE VENCERÁ O MAL. Apesar das cenas de entrada de Jesus serem dele numa posição inferior, as cenas que antecedem a sua sua saída na coreografia representa o seu poder para acabar com a guerra, deixar a paz e abençoar à todos.

E por último, apresentamos a explicação da apresentação da Comissão de Frente, a história que foi criada para compor o enredo, pois as poucas imagens da transmissão do desfile não auxiliaram na interpretação do público.

Comissão de Frente

A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente

Conta a liturgia da fé cristã que Santo Antão – cristão fervoroso, eremita, pregador no deserto, vivia atormentado pelas tentações do Diabo, mas como pastor de fieis peregrinos mantinha sua fé inabalável. Com mensagens do Arcanjo Miguel, enviado por Deus, dedicou a vida a levar a mensagem de Cristo pelas áridas e desérticas paragens do Norte de sua África natal. Testado constantemente pelos soldados do mal, teria se deparado com uma serpente. Frágil, cansada, combalida… Caridosamente acolhida pelo religioso. O santo dela tratou, alimentou, amparou. Mas fora traído. Com o ímpeto de um gavião altivo e real, que não aceita traição, Santo Antão livrou-se da traiçoeira serpente e, com a luz dos anjos do bem, extraiu o seu veneno. Chupou a ferida em seu braço. Cuspiu no solo infértil e ali surgiu – de forma mágica e vigorosa – ramos de tabaco. Assim teria surgido o tabaco e prevalecia a fé em Jesus Cristo!”

Fonte: Estadão


Um juiz de Goiás contrariou a decisão dos pais de uma recém-nascida que não queriam autorizar uma transfusão de sangue por serem seguidores da religião Testemunhas de Jeová.

A justiça entendeu que o direito a manifestação religiosa não pode se sobrepor ao direito à vida, principalmente por se tratar de uma pessoa incapaz.

A Maternidade Ela, de Goiânia, entrou com uma ação de tutela cautelar antecedente – que seria uma tutela provisória de urgência – depois que os pais de uma recém-nascida prematura desautorizaram uma transfusão de sangue.

Os pais, Raissa Lorrany de Souza Lima e Marcelo Pereira da Silva, não permitiram o procedimento, alegando se tratar de uma ofensa à sua fé religiosa.

Na versão brasileira do site oficial, as Testemunhas de Jeová explicam que versículos do Velho e do Novo Testamento da Bíblia (citando trechos de Gênesis, Levítico e Deuteronòmio) ordenam que os seguidores da religião evitem a doação ou transfusão de sangue por “respeito e obediência a Deus”.

A criança nasceu prematura, com 28 semanas e 6 dias, e está internada na UTI neonatal. Segundo o relatório médico apresentado no processo, a recém-nascida pode necessitar a qualquer momento de uma transfusão, pois apresenta anemia e outros tratamentos clínicos não surtiram efeito.

O juiz Clauber Costa Abreu, da 15ª Vara Cível e Ambiental, entendeu que o direito à crença religiosa não pode se sobrepor ao direito à vida da criança.

O magistrado ainda evocou os artigos 7º e 14º do Estatuto da Criança e do Adolescente que garante o direito à saúde e à vida às pessoas em desenvolvimento.

“Aplicando-se o princípio da proporcionalidade, entre o direito à crença religiosa dos pais da criança e o direito desta de acesso à saúde e a vida, deve prevalecer a garantia último. Ainda mais quando a fé professada pelos pais põe em risco a integridade física do filho incapaz, que não é apto a decidir por si”, diz a sentença.

À decisão cabe recurso.

Fonte: UOL


O Ministério Público Federal (MPF), em conjunto com auditores ficais do trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Polícia Civil do Distrito Federal, o Conselho Tutelar do Gama e a Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes da Secretaria de Justiça e Cidadania do DF, deflagrou, nesta quinta-feira (7/3), operação para investigar trabalho escravo em seita religiosa no Gama.

A ação foi realizada na sede da Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia e tinha o objetivo de apurar a prática de submissão de pessoas a condições análogas às de escravidão.

No local, os auditores fiscais encontraram, nesta quinta (7) ao menos 95 trabalhadores em condição degradante de trabalho e de vida. A operação resultou na interdição dos alojamentos usados pelos fiéis. Mas o total de vítimas pode alcançar de 200 a 300 pessoas, informaram as autoridades.

Investigações conduzidas pela 20ª Delegacia da Polícia Civil (Gama) apontam que a líder da seita, Ana Vindoura Dias Luz, e alguns dos seus obreiros vêm, reiteradamente, cometendo atos em relação aos seus fiéis que podem se enquadrar na prática de trabalho escravo.

A pedido do MPF no DF, o juiz federal Ricardo Leite expediu mandados de busca e apreensão. O objetivo da ação era colher provas acerca das denúncias já feitas, esclarecer detalhes sobre os crimes praticados a partir de depoimentos e outras medidas de apuração. Além disso, a ideia era resgatar fiéis que estivesses com a liberdade cerceada ou submetidos ao regime de trabalho escravo.

No pedido enviado à Justiça, o MPF explica que denúncias noticiando a prática de possíveis crimes na comunidade religiosa começaram a ser entregues a órgãos públicos ainda em 2016. As investigações, no entanto, não avançavam por falta de provas, dado o temor das vítimas diante de represálias que Ana Vindoura poderia submetê-las.

O caso tomou novos rumos quando uma moradora da comunidade conseguiu ser libertada pela Polícia Civil. Após o caso, outras pessoas sentiram-se encorajadas e passaram a denunciar as ilegalidades.

As apurações revelaram que a líder da seita e alguns de seus obreiros, sob a justificativa de garantir a entrada dos fiéis no reino dos céus e a salvação de suas almas, obrigavam as vítimas a trabalharem sem receber qualquer pagamento. Os relatos dão conta de que fiéis trabalhavam vendendo pães e livros no DF.

Os auditores relatam que a operação não teve o objetivo de interferir na crença de qualquer cidadão. No entanto, cabe ao Estado agir positivamente para que os trabalhadores tenham seus direitos fundamentais assegurados, como determina a legislação brasileira. O cerne das investigações está na garantia dos direitos sociais dos trabalhadores ali instalados.

Os auditores verificaram a precariedade do local que comportava os dormitórios comunitários. Alguns moradores dormiam em ônibus ou caminhões mal-adaptados, sujos e que expunham os indivíduos a questões básicas de insegurança.

Um dos alojamentos, por exemplo, ficava ao lado do espaço em que eram armazenados produtos agrotóxicos. Nessa área, a separação dos ambientes se dava por meio de uma parede improvisada de papelão, permitindo com que o cheiro dos pesticidas invadisse os dormitórios.

A deflagração da operação permitiu constatar ainda que os fiéis precisavam pagar R$ 10 por dia à liderança da igreja como contrapartida por habitarem na comunidade. As roupas usadas pelos moradores também precisavam ser compradas lá dentro, assim como a comida consumida por todos. Nesse sentido, foram encontradas inúmeras planilhas que registravam os gastos e os débitos de cada pessoa com a igreja. Os documentos comprobatórios foram apreendidos.

O ambiente de trabalho dos seguidores da seita também era insalubre. Segundo os auditores, a área de confecção e costura tinha mobiliários inadequados, com cadeiras quebradas, sem encosto e iluminação precária. Já o local onde eram produzidos os pães vendidos pelos fiéis precisou ser interditado.

A medida foi aplicada porque verificaram-se irregularidades nas instalações elétricas do espaço e nos equipamentos utilizados pelos trabalhadores, que ficavam expostos a riscos de incêndio. Ainda segundo a apuração, eram produzidos 700 pães por dia, com a finalidade de vendê-los e auferir verba para a comunidade religiosa.

Todas as informações colhidas na deflagração realizada na manhã desta quinta (7) indicaram fortes indícios de submissão de pessoas a condições análogas às de escravo.

Os empregadores serão notificados para rescindir os contratos existentes, formalizar retroativamente os vínculos trabalhistas e quitar as verbas salariais e rescisórias dos empregados.

Como nesse caso será realizada rescisão indireta dos contratos de trabalho, determinada pelos auditores fiscais, as pessoas terão direito a receber três parcelas do benefício de seguro-desemprego especial de trabalhador resgatado.

Em 2015, a 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT) manteve decisão que proibiu a Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia, com unidade instalada em Cuiabá, de utilizar mão de obra de crianças e adolescentes na venda de livros religiosos e outros produtos. De acordo com os autos, os “voluntários” eram submetidos à situações análogas às de escravos. Os desembargadores, todavia, rejeitaram o pedido de reconhecimento de vínculo de emprego.

Fonte: Metrópoles com informações do Ministério Público Federal


O chef Alfredo Lo Brutto não imaginava que a foto que tirou em um fim de tarde iria viralizar nas redes sociais.

Quando estava passando pela Praça Sanseverino, na região da Campania, na Itália, ele ficou impressionado com o que viu. A luz transpassava as nuvens e formava uma imagem que lembrava a do Cristo Redentor.

“Assim que vi essa imagem brilhante, senti uma grande necessidade de compartilhá-la”, afirmou Alfredo à Rai, uma das maiores redes de rádio e TV da Itália.

“Imediatamente reconheci como a imagem do Cristo Redentor, de braços abertos, como se quisesse abençoar toda a cidade de Agropoli”.

O pároco local, Bruno Lancuba, afirmou à Rai que a foto é sugestiva.

“Todos podem interpretar pessoalmente de acordo com a intensidade de sua fé”, disse.

Alfredo disse que sentiu uma mudança muito forte em sua religiosidade.

“Depois desta experiência intensa e dos sentimentos fortes que senti, posso dizer que tenho uma fé religiosa ainda maior”, afirmou.

Fonte: UOL Internacional

A polícia antiterrorismo e alguns outros oficiais invadiram cultos em duas igrejas no Cazaquistão, em domingos de manhã consecutivos, no mês passado em Taraz, no sul da região de Jambyl.

A polícia emitiu três multas com média de um a dois meses de salário, além de dois avisos para punir encontros para cultos sem permissão do Estado.

As duas congregações pertencem ao Conselho de Igrejas Batistas, que não têm registros em nenhum dos antigos países soviéticos.

Os homens que atenderam ao telefone no Departamento de Polícia Regional Antiextremismo e Antiterrorismo de Jambyl, em Taraz, não responderam às perguntas da Forum 18 sobre porque as igrejas foram invadidas e desligaram o telefone. Ao ligarem novamente, a linha tinha sido direcionada para o fax.

Um policial admitiu ter participado da primeira invasão, mas se recusou a responder qualquer pergunta sobre porque a polícia invadiu a comunidade.

A sede do Departamento Regional de Assuntos Religiosos em Taraz, disse à Forum 18 que não tem nenhuma informação sobre as invasões e que seus oficiais não estiveram envolvidos. A única informação dada é que pessoas não podem se encontrar para cultos sem permissão do Estado.

Da mesma forma, Balgabek Myrzayev, que atua como chefe do Comitê de Harmonia Social (que controla as atividades religiosas) na capital do país, Astana, disse à Forum 18, em 4 de março, que não foi informado sobre invasões às igrejas e as multas em Taraz.

Apesar de alegar que “as leis não proíbem orações”, defendeu a punição para pessoas que se encontram para adorar sem a permissão do Estado. “Nossas leis não permitem organizações religiosas sem registro e eu não tenho o direito de mudar a lei”, disse à Forum 18. “Se uma lei foi adotada e entra em vigor, todos devem respeitá-la”, concluiu.

Uma corte na capital comercial Almaty multou o Conselho de Igrejas Batistas com uma média de dois meses de salário em 28 de fevereiro por adoração sem aprovação.

Já a polícia invadiu uma congregação no final de 2018 durante um culto no meio da semana e conduziu uma “análise pericial” da literatura religiosa apreendida.

Os batistas pretendem apelar da multa quando a decisão da corte for emitida por escrito.

Fonte: Portas Abertas


O ator que interpretou o diabo na comissão de frente da Gaviões da Fiel soube pela internet que havia sido morto pela ira divina em um acidente de carro na grande São Paulo.

“Com Deus não se brinca”, alertava a notícia inventada por um site de fake news e por uma montagem vista por um milhão de pessoas no YouTube, que circula livremente nas redes sociais de religiosos.

A escola da torcida do Corinthians vem sofrendo ataques de pastores e parlamentares cristãos que se sentiram ofendidos pela encenação feita no carnaval paulista.

O deputado Marco Feliciano chamou de “grotesca” a representação da figura diabólica na avenida e prometeu se esforçar para que o Carnaval não seja mais financiado por dinheiro público.

A comissão de frente da Gaviões, que terminou seu desfile na manhã de domingo, representou uma batalha de Jesus Cristo com o demônio, a qual o filho de Deus vence no final.

O ator que interpretou o demônio da Gaviões prefere não ter o nome exposto, em uma tentativa de se preservar das ameaças que vem sofrendo pela internet.

Em entrevista ao UOL Esporte, ele se disse indignado em relação ao que classificou como uma interpretação errada de seu trabalho.

“Pegaram trechos do meu trabalho e não contextualizaram”, disse o ator de 32 anos, que é católico e participa do carnaval desde 2011. Ele está há dois anos na escola corintiana e ficou chocado quando viu a notícia sobre sua morte carbonizado em um acidente de carro.

“Várias pessoas me procuraram preocupadas pra saber se havia acontecido alguma coisa. Foi um choque”, afirmou o ator. “A minha indignação é porque estamos em pleno século 21 e nas eleições passadas foi muito discutido o compartilhamento de notícias falsas, mas as pessoas não aprendem a procurar as fontes. Não entendem que no outro lado tem um pai de família, um trabalhador.”

Os técnicos da escola não se furtam de explicar os motivos que os levaram a escolher o tema da comissão de frente. Diante das críticas de religiosos, a torcida organizada reforçou que a maioria de seus membros é formada por pessoas que acreditam em Deus. Antes da apuração, associados da organizada se reuniram no barracão para uma oração e para reforçar seus laços religiosos.

“Fizemos a representação de uma batalha entre o bem e o mal, na qual o bem vence no final”, disse Edgar Junior, o coreógrafo da comissão de frente da Gaviões. “Era uma reflexão pra todo mundo parar e pensar na sua crença. Jesus sempre foi representado no Carnaval. Optamos por ele sofrer e no final acabar com a guerra, abençoar as pessoas que estão na arquibancada, abençoar os anjos do bem e do mal, e inclusive o diabo.”

“A mão de Deus vai pesar sobre essas pessoas”, disse o deputado federal Fernando Rodolfo (PHS-PE) em vídeo que circula nas redes sociais, no qual ele promete propor um projeto de lei que criminaliza a representação de Deus em eventos culturais. “Não podemos aceitar que esses movimentos que blasfemam, que humilham a figura de Jesus Cristo se perpetuem no Brasil.”

A bancada evangélica na Câmara lançou uma nota de repúdio na segunda-feira dizendo que a apresentação da Gaviões é um vilipêndio à fé cristã. “Entendemos que aquela apresentação não é arte, é crime. Nenhum direito é absoluto, logo o direito à manifestação artística não se sobrepõe à inviolabilidade da consciência e da crença”, afirmou o deputado Lincoln Portela (PR-MG).

O ator que interpretou o diabo no desfile acredita que os parlamentares que se sentiram ofendidos com sua apresentação deveriam vê-la por completo e não apenas trechos. Ele se disse “muito preocupado” com a reação dos religiosos. A Gaviões da Fiel ficou na 9ª posição do Grupo Especial, que teve a Mancha Verde como campeã.

Fonte: UOL Esporte


O presidente Jair Bolsonaro surpreendeu um grupo de pessoas que o aguardavam na porta  do Palácio da Alvorada na tarde desta quarta-feira (6).

Ele saiu da residência oficial para ir ao Palácio do Planalto, quando parou o carro e recebeu uma oração dos populares.

Ao descer do carro, o presidente surpreendeu um grupo de cerca de 15 pessoas que orou para que Bolsonaro fosse “abençoado em suas decisões”.

“Em nome de Jesus, que seja estabelecido o Teu Reino na vida dele e em sua casa, para a glória do Teu nome. Que o corpo dele seja sarado, glorificado seja o Teu nome. Em nome de Jesus, sele ele da ponta da cabeça até a planta dos pés”, orou uma das mulheres.

Era Mirtes Hortência, da cidade de Pocinhos, na Paraíba, que visitava Brasília durante o feriado do carnaval. Em entrevista ao jornal O Globo, ela disse foi “abençoada” com o privilégio de ver o presidente.

“Viemos passear apenas com o desejo de vir e tirar algumas fotos e fomos abençoados de ter o privilégio de vê-lo. Oramos para que o Senhor colocasse um homem de Deus, uma pessoa voltada para a nação com os olhos na justiça social”, afirmou a paraibana de 57 anos.

Fonte: Guia-me

No fim do culto deste último domingo (3), o pastor Silas Malafaia anuncio uma novidade em sua igreja que surpreendeu a muitos fiéis da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

O Pastor de uma que já foi a mais tradicional das igrejas, apresentou a bateria de escola de samba de sua própria igreja e a pôs para tocar dentro do culto antes do fim.

Antes da apresentação, Silas Malafaia explicou que o grupo era composto por pessoas de sua igreja que aprenderam com mestres de escolas de samba para que pudessem se apresentar com perfeição.

Malafaia contou que o grupo na verdade seria uma estratégia de evangelismo da igreja para ganhar almas.

Ele contou que no ano de 2018, mandou o grupo a primeira vez na rua no carnaval e cerca de 500 pessoas aceitaram Jesus ou voltaram pra igreja.

O Bloco de Carnaval chamado de Reação, tem até dançarinas e pessoas que fazem teatro enquanto o grupo toca. Depois do fim do culto de carnaval, o grupo vai para as proximidades dos eventos de carnaval do Rio para tocar e pregar.

Malafaia permitiu que o grupo se apresentasse dentro da igreja e os membros caíram no samba e pareceram gostar muito da novidade. Antes de orar pelo grupo abençoando sua ida a rua, Silas Malafaia deu uma dura em internautas que assistiam pela internet o culto e comentaram negativamente.

O pastor fez questão de dizer que quem está criticando é “fariseu, religioso e está sentado com a bunda no sofá sem fazer nada”, esses foram os termos do pastor já exaltado.

Ele ainda afirmou que a “língua do falador não vale mais que alma do pecador” e que por isso, não iria se intimidar com os comentários críticos a atitude de coloca um bloco de carnaval na rua.

Malafaia ainda ressaltou a habilidade dos músicos do bloco que foram evangelizar debaixo de chuva e estando passíveis de enfrentar todo o tipo de reação das pessoas na rua. Ele incentivou e abençoou o grupo.

Veja o vídeo:


Oluwole Ilesanmi, o nigeriano que foi preso no último sábado (23) por pregar o Evangelho nas ruas de Londres, falou sobre a fidelidade de Deus após sua libertação. Ele foi abordado por dois policiais e detido por “perturbar a paz”.

“A polícia entrou em cena e me arrancou de lá”, disse Oluwole em um vídeo produzido pela agência britânica de combate à perseguição, Christian Concern. “Eu fui levado para outro bairro em um lugar muito remoto, achando que eu não conseguiria voltar”.

Por 8 anos, Oluwole tem pregado em Southgate e outras partes de Londres. Ele já foi preso antes, mas desta vez o susto foi maior. O pregador contou à Christian Convern que foi levado pela polícia a um bairro desconhecido, onde foi deixado sem dinheiro para voltar para casa.

Ele conseguiu dinheiro com a ajuda de algumas pessoas que se solidarizaram com a situação, mas ao invés de ir para casa, ele voltou para a estação de metrô em Southgate e continuou pregando o Evangelho sem interferências.

“Nenhum mal, como a Palavra diz, chegará a minha tenda. Deus tem sido muito fiel”, destacou. “Agradeço a todos pelo que fizeram por mim”.

Na quarta-feira (27), foi iniciada uma investigação sobre o caso. A polícia admitiu que, embora o policial tenha acusado o pregador de fazer declarações “islamofóbicas”, nada confirma que isso tenha sido dito pelo cristão.

Segundo a Christian Concern, milhões de pessoas no Reino Unido e em todo o mundo expressaram indignação com a forma como o pregador foi tratado. A entidade pretende pressionar o governo do país a garantir o direito de liberdade de expressão para as pessoas que pregam em locais públicos.

Fonte: Guia-me


Um jovem de 17 anos morreu na noite de domingo (03), vítima de uma descarga elétrica. Matheus Jasson estava em um acampamento evangélico no momento da tragédia.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem estava em um acampamento da Igreja Batista Boas Novas, localizada na divisa dos bairros Jardim Rosolem e Jardim Santa Izabel, quando foi mexer em um sistema de som e tomou o choque. Matheus iria completar 18 anos no próximo dia 14 de março.

Ele chegou a ser levado ao Hospital Estadual Mário Covas, mas não resistiu e morreu.  Matheus acabou de se formar em Farmácia, no Bento Quirino, escola técnica de Campinas. “Todo o colégio está em luto e se coloca solidário neste momento de dor e separação”, informou o colégio em nota oficial.

Os parentes ficaram em choque com a notícia e fizeram homenagens ao rapaz.

– Não caiu a ficha ainda, não dá para acreditar. Você se foi mesmo? Há alguns dias nós conversávamos, falávamos sobre ideias, planos, faculdade…. E de repente você parte assim? Eu não sei o que dizer, meu coração está partido. Só queria ter tido a chance de dizer adeus, do quanto eu te considerava e do amigo bom que você foi – declarou a irmã, Kawany Letícia.

O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto  Médico Legal) de Americana. O velório iniciou às 20h de ontem, no Cemitério Parque Hortolândia, e o enterro foi às 9h desta terça-feira.

Fonte: A Cidade ON e Pleno News


O prefeito Marcelo Crivella usou seu perfil no Facebook para postar uma resposta às críticas da escola de samba Acadêmicos do Sossego.

A agremiação desfilou na Série A do carnaval do Rio e levou para a Avenida uma faixa com os dizeres: “Respeitamos a religião do prefeito Marcelo Crivella e queremos respeito com o carnaval. O Rio pede paz”.

A escola levaria para a Marquês de Sapucaí uma escultura de “diabo” que parecia com Crivella , mas a pedido da prefeitura a retirou.

O tom de deboche, porém, se manteve: no lugar da alegoria foi colocado um boneco parecido com o ex-prefeito Eduardo Paes , conhecido por gostar de carnaval.

“Respeito, sim, todos os carnavalescos. Mas precisamos respeitar igualmente as crianças nas escolas e os doentes nos hospitais, os orfanatos e asilos e as milhares de pessoas que se alimentam nas nossas creches, escolas e restaurantes populares todos os dias. Respeito sim, mas respeito também o restante da população do Rio que quer o dinheiro do município aplicado em serviços públicos”, escreveu Crivella.

Para representar esse desejo da população por investimentos do dinheiro público em serviços e para o carnaval o uso de verba da iniciativa privada, o prefeito citou uma pesquisa: “É o que mostra a pesquisa do Instituto Paraná. 88% da população quer que o carnaval seja patrocinado pela iniciativa privada”.

Ele diz, ainda, que o carnaval deste ano é um sucesso — afirma poder provar isso — e aponta recordes “dentro e fora da Sapucaí”. “A expectativa da Riotur é de que vamos superar 2018 com 1,5 milhão de turistas na cidade. A média de ocupação hoteleira está em 88%, segundo a Hotéis Rio”, diz outro trecho do desabafo de Crivella.

O prefeito fala do esquema montado nas ruas e diz que, apesar da redução de verba pública destinada ao carnaval, houve captação de “R$ 41 milhões de recursos do setor privado, mais um recorde histórico desse carnaval, o que significa que empatou a conta”.

Ele termina o texto falando em austeridade exigida pelo período de crise financeira: “Em época de crise precisamos de austeridade para poder prestar serviços a todos os contribuintes do Rio de Janeiro em especial os que mais precisam. Portanto, respeito sim, mas precisamos desmamar!”.

Fonte: O Globo


A escola de samba da Gaviões da Fiel encerrou o segundo dia de apresentações dos desfiles do carnaval de São Paulo com uma apresentação que gerou revolta nas redes sociais.

Com o título “A saliva do santo e o veneno da serpente”, o enredo apresentou alusões a demônios e teve até uma encenação na qual personagens representavam “o diabo derrotando Jesus”.

Ao saber da apresentação, internautas repudiaram o conteúdo do enredo, apontando, sobretudo as cenas envolvendo Jesus e o diabo, como um desrespeito à fé cristã.

“Que afronta a Deus! Gálatas 6:7 de Deus não se zomba tudo o que o homem semear colherá!”, comentou um internauta no Facebook.

“Essas pessoas estão cegas,que a misericórdia de Deus possam alcança las um dia. O meu Jesus vive e reina. Satanás não tem nem a chave da casa dele. Apocalipse 1.18: ‘E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno”, comentou outra internauta.

A psicóloga paranaense e cristã, Marisa Lobo condenou consistentemente o enredo da Gaviões e reforçou seu apoio ao fim das verbas públicas destinadas ao carnaval.

“O que a Gaviões da Fiel fez contra meu Salvador Jesus Cristo é um escárnio. Desejo que esses demônios sejam derrotados, essa escola de samba não imagina o mal que fez a si mesma e vai receber os frutos, pois amaldiçoou toda sua história, se deixando usar pelo demônio dessa forma vil . Não gosto de carnaval, e a #GaviõesdaFiel, me confirmou o porquê, tem gente que faz do carnaval a casa do diabo”, afirmou.

“Tirando a parte espiritual do escárnio, das provocações, é raro encontrar uma escola que não use o carnaval para discriminar e ofender a fé Cristã e a nós cristãos, mas creio que dessa vez, passaram de todo limite, o ódio cegou todos os responsáveis e participantes. O mundo odeia aos cristão, nosso símbolo maior, a pessoa de Jesus foi terrivelmente ofendida, eu me sinto ofendida. Jesus não se importa com isso, mas nós sim, é nosso Deus e não podemos nos calar”, acrescentou, finalizando sua publicação com a citação da passagem bíblica de Romanos 16:20: “Em breve o Deus da paz esmagará Satanás debaixo dos pés de vocês. A graça de nosso Senhor Jesus seja com vocês”.

Segundo o artigo 208 do Código Penal (Decreto Lei 2848/40), “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso” é considerado crime, com pena prevista de “detenção, de um mês a um ano, ou multa”.

Fonte: Guia-me

Polícia prende homem acusado de matar pastor e beber seu sangue

Um homem é acusado de matar um pastor com golpes de barra de ferro atrás de uma escola municipal no bairro de Barro Vermelho, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Fábio de Souza Brito, de 38 anos, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (1) pelo homicídio de Ronaldo Calazans Inês, de 56 anos.

De acordo com policiais, ele teria bebido o sangue da vítima após cometer o crime.

Informações preliminares indicam que o suspeito teria reagido com violência após Ronaldo tentar lhe entregar um panfleto bíblico.

Um vídeo mostra o homem sendo detido por agentes do 39º BPM (Belford Roxo) enquanto a viatura é cercada por moradores. Ao final, uma mulher se identifica como esposa da vítima e acusa o preso: “Você matou meu marido, seu desgraçado! Ele era crente!”

Em outro momento, um homem encosta na janela e confronta Fábio:

“O cara foi te chamar pra Igreja e você o matou. Agiu de covardia legal”, diz ele, antes de se dirigir aos PMs: “Ninguém vai bater não, só falar umas verdades na cara dele”.

Fábio xinga e retruca: “Você me viu?”

“Todo mundo”, responde outro. O primeiro volta a discutir com Fábio.

“Se eu soubesse que você fazia isso com os outros, eu não tinha te socorrido”, diz.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que conduzirá as investigações. De acordo com a Polícia Civil, ele prestou depoimento e será encaminhado para o presídio.


O ex-padre Wagner Augusto Portugal foi, durante anos, o braço direito do cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta. Portugal, que perdeu o direito de usar a batina, agora, é um dos principais colaboradores da Operação S.O.S. — um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio.

Como delator premiado, ele confessou sua participação em um desvio milionário dos cofres estaduais que envolveram a organização social católica Pró-Saúde, em 2013, revela a Revista Época.

O homem forte da Pró-Saúde, quem chamava Dom Orani de você — muito distante do protocolar “Eminência” reservado aos demais cardeais — e que frequentava a residência oficial do cardeal arcebispo, contou o que sabia aos procuradores do Ministério Público.

A investigação corria em segredo, até o ex-governador do estado Sérgio Cabral, em uma nova estratégia da defesa, falou ao juiz Marcelo Bretas: “Não tenho dúvida de que deve ter havido esquema de propina com a OS (organização social) da Igreja Católica, da Pró-Saúde. Não tenho dúvida. O Dom Orani devia ter interesse nisso, com todo respeito ao Dom Orani, mas ele tinha interesse nisso. Tinha o Dom Paulo, que era padre e tinha interesse nisso. E o Sérgio Côrtes nomeou a pessoa que era o gestor do Hospital São Francisco. Essa Pró-Saúde certamente tinha esquema de recursos que envolvia religiosos. Não tenho a menor dúvida”.

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalares do país. Sediada em São Paulo, a organização encontrou no Rio de Janeiro um local para se desenvolver.

Os contratos com a administração fluminense chegaram a representar 50% do faturamento nacional da entidade, que cresceu de R$ 750 milhões, em 2013, para R$ 1,5 bilhão, em 2015.

Formação de quadrilha; organização criminosa; peculato; lavagem de dinheiro; constrangimento ilegal com emprego de arma de fogo; e corrupção ativa e passiva. Estes são alguns dos crimes apurados pela Operação S.O.S..

“Consciência muito tranquila”

Citado em depoimento pelo ex-governador Sérgio Cabral , que afirmou ter havido esquema de propina na gestão da Organização Social Pró-Saúde —  administrada pela Igreja Católica — , o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, disse estar “muito bem, com a consciência muito tranquila”.



Em pronunciamento realizado ontem, na Rádio Catedral —  emissora oficial da Arquidiocese do Rio de Janeiro —, Dom Orani declarou que sempre recebe a todos e vai a muitos lugares e que, “nesse afã de procurar servir, nós vamos continuar sempre sendo julgados, muitas vezes de maneiras não muito corretas”.

Fonte: Revista Época


Na última semana, intensificaram-se os conflitos entre muçulmanos e as autoridades israelenses junto à Porta Dourada, no Monte do Templo.

O local, também chamado de Portão Dourado e Portão da Vida Eterna é visto por muitos judeus como “profético”. Por ali, diz a tradição baseada em Ezequiel 43 e Zacarias 9, o Messias entraria.

O Portão atual fica no mesmo local em Jerusalém onde Jesus atravessou durante a “entrada triunfal” [cf. Mt 21 e Jo 12]. Fechado desde a Idade Média, é um dos oito portões da muralha que cerca a Cidade Velha de Jerusalém.

Agora, palestinos tentam fazer com que seja construída ali uma nova mesquita. Seria a quinta no alto do Monte do Templo. Desde a última sexta-feira (22) ocorreram manifestações violentas e a polícia interviu.

Sessenta muçulmanos foram presos, incluindo dois representantes do Waqf islâmico, organização jordaniana que administra os locais sagrados do Islã.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu determinou que fossem proibidas orações no local.

Ismail Haniyeh, líder do Hamas, chegou a convocar um marcha dos palestinos e islâmicos “fiéis” até o portão.



Foco de debate
Existe um antigo debate sobre o significado da Porta Dourada, que originalmente dava acesso direto ao Templo de Salomão para quem vinha pelo lado Oriental da cidade, subindo do Vale do Cedron.
Totalmente destruídas no ano 70, as muralhas foram reconstruídas por ordem do sultão Solimão, o Magnífico, que governou Jerusalém entre 1520 e 1566.

No ano de 1541 a Porta foi fechada com blocos, impedindo a passagem. Solimão sabia da crença dos judeus que ali ocorreria a entrada do Messias, o rei máximo de Israel.

Ciente de que as leis judaicas viam como impuro quem tocasse um morto, no lado externo da Porta foi colocado um cemitério muçulmano, que permanece lá até hoje.


O caso de uma menina de 11 anos abusada sexualmente pelo marido de sua avó ganhou repercussão mundial após ela pedir para abortar. Lucía, que vive na província de Tucumán, Argentina, pediu permissão para abortar segundo prevê a lei do país.

Diante do juiz, alegou que queria tirar de dentro dela “o que aquele velho colocou”. O estuprador, de 65 anos, está preso. Contudo, quando a interrupção da gravidez ia ser realizada, na manhã nesta quarta-feira (27), os médicos alegaram “objeção de consciência”.

A maior parte da equipe, incluindo o anestesista, abandonou a sala de cirurgia. A médica Cecília Ousset optou então por fazer uma cesárea sem perguntar à mãe da menina.

Ela alega que “algo deveria ser feito, pois a menina apresentava sintomas de pré-eclâmpsia e não teria como chegar aos oito meses de gravidez”.

O bebê, com apenas 600 gramas, foi levado para uma incubadora e seu caso é grave. Lucía passa bem.

A decisão de salvar a criança gerou uma enxurrada de críticas à Ousset. Um grupo de feministas, usando bandanas e bandeiras verdes, símbolo do movimento pró-aborto na Argentina, fez um protesto em frente ao hospital Eva Perón.

Este já é o segundo caso similar este ano. Em janeiro, uma menina de 12 anos, residente na província de Jujuy, recebeu autorização judicial para realizar um aborto. Contudo, os médicos decidiram fazer uma cesárea. Muito prematuro, o bebê acabou morrendo alguns dias depois.


O ex-governador Sérgio Cabral afirmou nessa terça-feira (26), durante depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que não tinha dúvida do envolvimento da Igreja Católica em esquema de propina com a Organização Social Pró-Saúde, que administra hospitais no Rio de Janeiro e em outros estados.

Ele afirmou que o cardeal arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, teria interesse no esquema e também citou um outro padre, identificado como dom Paulo.

O depoimento de Cabral foi pedido por ele e fez parte do último ato da Operação Fatura Exposta, que investigou pagamentos de propinas do setor de saúde a agentes públicos.

Em nota, a Arquidiocese afirmou que a Igreja Católica no Rio de Janeiro e seu arcebispo têm o único interesse que organizações sociais cumpram seus objetivos, na forma da lei, em vista do bem comum.

A organização social Pró-Saúde disse, em nota, que colabora com a investigação e, em virtude do sigilo do processo, não se vai se manifestar sobre os fatos.

Fonte: EBC via Chico Terra

Um grupo de cristãos pediu à Turquia que tome medidas imediatas para combater os crimes de ódio contra aqueles que praticam a fé.

A reclamação foi feita depois que vândalos desfiguraram uma igreja com pichações ameaçadoras em Istambul.

As mensagens foram pichadas com palavras de ameaças escritas em uma em inglês e árabe avisando: “Vocês estão acabados”. Câmeras de segurança registraram os vândalos pulverizando “discurso racista e de ódio” nas paredes e na porta da Igreja Armênia, segundo relatórios da International Christian Concern (ICC).

O incidente provocou condenação generalizada de toda a comunidade armênia da Turquia, que, segundo o órgão de fiscalização, é frequentemente assediada e alvo de crimes de ódio.


Um relatório recente de uma associação protestante sugeriu que os cristãos que viviam na Turquia estavam preocupados com o crescente discurso de ódio contra suas comunidades.

Muitas famílias cristãs tiveram que deixar o país devido a campanhas intensificadas em mídias tradicionais e sociais, retratando os cristãos como espiões e sendo alinhados com grupos terroristas.

Claire Evans, gerente regional da ICC para o Oriente Médio, disse: “Felizmente, ninguém ficou ferido durante este incidente. No entanto, a gravidade da situação não pode ser ignorada”.

O representante Moris Levi, fundador da Minority, condenou o ataque, segundo o site de notícias turco Sendika.org. “Esses atos são um claro crime de ódio e nossas comunidades ainda estão sendo submetidas a esses ataques”, disse Levi.

Armênios

Cristãos armênios sofreram assédio e violência por muito tempo na Turquia, o que levou a maioria a fugir. O aumento geral do discurso de ódio na Turquia dirigido contra os cristãos soa o alarme de que o ambiente é cada vez mais hostil para com os não-muçulmanos.

“A Turquia se propõe a ser uma nação secular, um país que virou uma nova folha. Se isso for verdade, então aqueles que encorajam e cometem esses crimes de ódio contra os cristãos devem ser responsabilizados antes que a situação se agrave para algo pior”, disse Claire Evans.

A organização cristã Portas Abertas diz que os praticantes da fé cristã na Turquia sofrem níveis “muito altos” de perseguição. Diz ainda que o nacionalismo religioso promovido pelo presidente Recep Tayyip Erdogan marginaliza os cristãos.

A Portas Abertas diz que os cristãos no país do Oriente Médio representam apenas 0,2 por cento da população e muitas vezes são obrigados a esconder sua fé.

“Aqueles de minorias étnicas, como ortodoxos gregos, cristãos armênios e siríacos sofrem discriminação no local de trabalho, especialmente quando os empregadores têm ligações com o governo”, diz a Portas Abertas.

Um dos problemas é que a “filiação religiosa é registrada em cartões de identificação, por isso é fácil discriminar os candidatos cristãos”, explica a organização.

Fonte: Guia-me com informações de Express


Um grupo de diretores de funerárias na África do Sul disse que processará um autoproclamado profeta que afirmou ter ressuscitado um morto.

Um vídeo do pastor Alph Lukau, em que ele aparece gritando "levante-se" para um homem deitado em um caixão, que, em seguida, se ergue e é celebrado por fiéis, viralizou.

As empresas funerárias dizem que foram manipuladas a se envolverem na farsa organizada do lado de fora da igreja de Lukau, próximo a Joanesburgo. O caso foi ridicularizado e criticado por muitos no país.

"Não existem milagres. São tentativas de ganhar dinheiro com o desespero do nosso povo", disse a Comissão para a Promoção e Proteção de Comunidades Culturais, Religiosas e Linguísticas à emissora estatal da África do Sul.

Funerárias alegam danos à sua reputação
Três empresas funerárias que dizem ter sido enganadas agora estão tomando medidas legais por danos à sua reputação.

A Kingdom Blue, a Kings & Queens e a Black Phoenix disseram à imprensa local que os representantes da igreja os enganaram de diferentes formas.

"Supostos membros da família do falecido" disseram à Kings & Queens que tiveram um "conflito com um outro fornecedor de serviços funerários".

Os clientes também supostamente colocaram "adesivos da Black Phoenix em um carro particular" para parecerem críveis para a Kings & Queens quando foram contratar um carro fúnebre da empresa. O caixão, dizem os diretores de funerárias, foi adquirido da Kingdom Blue.

A igreja de Lukau, a Alleluia Ministries International, não respondeu ao pedido de comentários da BBC.

Debate sobre falsos pastores
O site de notícias Sowetan relata que a igreja recuou em sua alegação de ter realizado uma ressurreição, dizendo que o "morto" já estava "vivo" quando foi levado ao local.

O pastor havia apenas "completado um milagre que Deus já havia realizado", disse a Alleluia Ministries International ao Sowetan.

O correspondente da BBC Milton Nkosi disse que o vídeo provocou um debate nacional sobre falsos pastores e foi amplamente criticado por grupos religiosos renomados.

No entanto, alguns sul-africanos usaram a hashtag #ResurrectionChallenge (#DesafioDaRessureição) nas redes sociais para tratar do caso de forma bem-humorada.

Este é o caso mais recente a chamar atenção para líderes religiosos no país que dizem a suas congregações terem realizado feitos extraordinários.

No ano passado, um pastor sul-africano foi considerado culpado de agressão por ter pulverizado um inseticida doméstico sobre os fiéis alegando falsamente que isso poderia curar câncer e infecção pelo vírus HIV.


Uma médica da Flórida está alertando os pais sobre como os desenhos animados no YouTube estão sendo usados ​​para direcionar e expor as crianças a ideias e dicas suicidas.

A Dra. Free Hess, pediatra de Gainesville, recentemente entrou em seu blog para alertar sobre um desenho postado na plataforma de hospedagem de vídeo gerada pelo usuário, que tinha um clipe no meio com um homem adulto demonstrando para as crianças como cortar seus pulsos.

“Lembre-se crianças: lateralmente, preste atenção, ao longo para ter resultados”, diz o homem no clipe.

Ele então aponta para a câmera e grita: “Fim!”

Este homem, na internet, é conhecido como Filthy Frank, e como se nada tivesse acontecido, o desenho animado volta a ser reproduzido automaticamente.

O vídeo vem depois de Hess ter  falado anteriormente sobre o mesmo clipe ser inserido em um desenho animado no app do YouTube Kids há alguns meses. Esse clipe foi removido do aplicativo depois que ela denunciou. 

Mas Hess foi alertada mais recentemente sobre outro vídeo de desenho animado – desta vez postado no YouTube – que tinha um clipe semelhante inserido. Comentários abaixo do vídeo mostraram que as pessoas estavam reclamando do vídeo por até oito meses. Na época da postagem no blog de Hess, o vídeo ainda não havia sido removido pelo YouTube.

No entanto, nos dias seguintes à postagem no blog e após atenção da mídia, o YouTube removeu o vídeo e considerou que ele violava os Termos de Serviço do YouTube.

“A exposição a vídeos, fotos e outros conteúdos que causam danos pessoais e suicidas é um grande problema que nossos filhos enfrentam hoje”, escreveu Hess. “O suicídio é a segunda principal causa de morte em indivíduos entre as idades de 10 e 34 anos, e o número de crianças que apresentam alguma forma de automutilação está crescendo rapidamente”.

Hess apontou que uma pesquisa nacional de estudantes do ensino médio nos EUA constatou que mais de 1,5 alunos do ensino médio, de um total de 10, consideraram seriamente o suicídio. A porcentagem de estudantes do ensino médio que consideraram seriamente o suicídio aumentou 25% desde 2009, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

“Todos os anos, 157.000 jovens entre 10 e 24 anos de idade se apresentam aos Departamentos de Emergência para lesões auto-infligidas e / ou tentativas de suicídio”, enfatizou Hess. “Muitos especialistas acreditam que o acesso a conteúdos que causam danos pessoais e ao suicídio está piorando a situação. Houve vários relatos recentes de adolescentes cometendo suicídio depois de ver material on-line de autoflagelação e suicídio e em plataformas de mídia social. ”

“Cada vez mais pesquisadores estão começando a investigar como o acesso a esse tipo de material está ligado à autoagressão e ao suicídio em adolescentes”, acrescentou ela. ” Um desses estudos acaba de ser encomendado e esperamos que nos dê uma boa visão sobre esta questão.”

Hess alertou que só porque esses dois vídeos foram removidos não significa que não existam vídeos semelhantes disponíveis online.

Ela também disse que o conteúdo que promove o suicídio não se limita a apenas um canal, já que viu esse conteúdo em vários desenhos animados em diferentes canais do YouTube.

“Vi muitos vídeos diferentes no YouTube e no YouTube Kids”, disse Hess à Fox4 no sudoeste da Flórida em uma entrevista. “Coisas como auto-mutilação, corte, suicídio, tiro e vídeos violentos.”

Em seu post no blog , Hess afirmou que algo deve ser feito “agora” para evitar a disseminação dos vídeos.

“Devemos começar nos educando, educando nossos filhos e nos manifestando quando vemos algo perigoso para nossos filhos”, escreveu Hess. “Também precisamos lutar para que os desenvolvedores de plataformas de mídia social sejam responsabilizados quando não garantirem que as restrições de idade sejam seguidas e quando não remover material inadequado e / ou perigoso quando relatado.”

Um clipe de um homem mostrando para as crianças como cortar seus pulsos em busca de “atenção” e “resultados” apareceno meio de um desenho animado que foi postado no YouTube, mas que já foi removido. (Foto: PEDIMOM.COM)

A porta-voz do YouTube, Andrea Faville, disse em um comunicado compartilhado com a ABC News que a organização trabalha duro para garantir que sua plataforma não seja usada “para incentivar comportamentos perigosos”.

“Temos políticas rígidas que proíbem vídeos que promovem a autoagressão”, diz a declaração. “Contamos com a tecnologia de sinalização do usuário e detecção inteligente para sinalizar esse conteúdo para nossos revisores.”

A cada trimestre, o YouTube remove milhões de vídeos e canais que “violam nossas políticas”, segundo o porta-voz.

“Nós removemos a maioria desses vídeos antes que eles tenham qualquer opinião”, assegurou a declaração. “Estamos sempre trabalhando para melhorar nossos sistemas e remover conteúdo volitivo mais rapidamente. Por isso, relatamos nosso progresso em um relatório trimestral e fornecemos aos usuários um painel mostrando o status dos vídeos que eles sinalizaram para nós.”

Folha Gospel com informações de The Christian Post


Um pastor de rua negro, que se acredita ser um homem nigeriano, foi preso em Londres em 23 de fevereiro, aparentemente por uma suposta “violação da paz”, enquanto pregava o Evangelho do lado de fora da Estação de Metrô Southgate, de acordo com um porta-voz da Polícia Metropolitana.

O pregador pediu pacificamente a dois policiais brancos que não tirassem a Bíblia. Em uma detenção humilhante, eles colocaram seus braços atrás das costas com algemas e tiraram a Bíblia dele e um oficial pode ser ouvido dizendo: “Você deveria ter pensado nisso antes de ser racista [ sic ]”.

Em um conflito verbal gravado em vídeo de dois minutos, um oficial diz ao pregador não identificado que ele foi “obrigado a ir embora” porque estava “perturbando o dia das pessoas”. O pregador respondeu: “Eu não irei embora porque preciso lhes contar a verdade. Jesus é o único caminho, verdade e vida ”.

Uma testemunha disse que, antes da chegada da polícia, o pregador estava sendo confrontado agressivamente por um jovem, aparentemente muçulmano e com cerca de 20 anos, vestindo um top com capuz. O homem era altamente abusivo sobre a Bíblia e Deus com o rosto perto do pregador. O jovem também ameaçou o pregador com um punho fechado.

Quando a polícia chegou para interrogar o pregador de rua, houve uma queixa de “islamofobia” contra ele. Não se sabe quem fez a denúncia à polícia. O jovem fugiu da cena assim que a polícia apareceu.

O vídeo da prisão do pastor se tornou viral em países da África Ocidental, como Gana e Nigéria , com cerca de 2,3 milhões de visualizações. Algumas mídias sugeriram que agora existe uma maior liberdade de religião na África do que o Reino Unido, enquanto um relato nigeriano sobre a prisão do homem levou os comentários a serem postados embaixo da história, defendendo espancar os pregadores e banindo-os da Nigéria.

A prisão do pregador nigeriano no norte de Londres parece ter sido ilegal. O vídeo mostra a polícia dizendo ao homem que ele deve parar de pregar. No entanto, não é lícito a um policial ordenar que alguém pare de pregar, a menos que suas ações incitem à violência.

Em 1997, Alison Redmond-Bate, o primeiro caso de pregadores de rua sendo preso na Grã-Bretanha, desde o século XIX, recebeu ordens para parar de pregar por um policial depois que uma multidão de desordeiros se tornou violenta. Quando ela se recusou, ela foi presa. No entanto, no tribunal de recurso, Lord Justice Sedley declarou: “Um policial não tem o direito de pedir a um cidadão que desista de uma conduta legal.”

Folha Gospel com informações de Barnabas Fund


A Igreja Metodista Unida nos EUA manterá a sua posição oficial de que a homossexualidade é contrária ao ensino cristão, numa decisão que se seguiu a dias de debate contencioso sobre a questão.

Nos últimos anos, o UMC (sigla em inglês) se envolveu em um debate emocional sobre a possibilidade de mudar sua posição, conforme descrito em seu Livro de Disciplina, classificando a homossexualidade como “incompatível com o ensino cristão”.

Os delegados da sessão especial da Conferência Geral da UMC, representando toda a denominação global, votaram nesta terça-feira para rejeitar uma medida chamada “Plano da Igreja Única”, que teria permitido aos órgãos regionais da denominação determinar sua posição sobre a homossexualidade.

Em vez disso, os delegados aprovaram o “Plano Tradicional” em uma votação de 438-384. O Plano mantém a posição da denominação contra a homossexualidade, o casamento gay e a ordenação de homossexuais não-celibatários, enquanto promete melhor aplicar essas regras.

Mark Tooley, presidente do teologicamente conservador Instituto sobre Religião e Democracia, em Washington, DC, comemorou o resultado da votação contra o “Plano da Igreja Única” no Twitter.

“Africanos, filipinos, delegados do Euro são cruciais. Eles salvaram a crescente igreja global do sofrimento de implodir os protestantes dos EUA. Obrigado! ” twittou Tooley.

Adam Hamilton, pastor líder da Igreja da Ressurreição em Leawood, Kansas, que é a maior congregação Metodista Unida nos Estados Unidos, falou contra o Plano Tradicional, chamando-o de “regressivo” e alienante para “centristas e progressistas”.

Muitos delegados apresentaram suas opiniões no plenário sobre qual plano preferiam. Ble Leon Nathan Ake, da Costa do Marfim, defendeu o Plano Tradicional.

“A Bíblia nos diz que precisamos permanecer fiéis à Palavra”, disse ele por meio de um intérprete. “É o plano de Deus, é a vontade de Deus, é o caminho bíblico”.

Fonte: The Christian Post

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *