Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Janeiro 2019
'Momo' "Eu quero ir" “Aguardo o Dia” “Casa na Rocha” “Em Casa” “Mais Alto” “Quem é esse?” “Quero Te Adorar” “We magnify his name” 10 Mandamentos 19ª edição do Grammy Latino 2018 2019 22 anos 3 Palavrinhas 360 Wayup 6 milhões 60 Minutes A Bíblia Kingstone Abaixo-assinado abandona Abílio Santana Abin abortistas aborto abortos abrigo para dependentes químicos Absolvida abusador abusar dos membros abuso infantil abuso sexual abusos sexuais Academia Acadêmicos do Sossego acampamento evangélico ação judicial Ação popular Ação social Acertou Mizerávi Achado Arqueológico ACI Digital acidente acidente de trânsito Acioli acordo de paz Acre acusação ad belenzinho ADAI Music Adão e Eva Adaulto Lourenço Adauto Lourenço Adilson Gigante ADO 26 adolescente adolescentes Adolf Hitler Adolf Hittler adventistas do Sétimo Dia advogados Afeganistão Africa África Africa do Sul Agenda Lgbt Airbnb Al-haram Al-sharif Al-qaeda Al-Rashid Aladdin Alagoas Alan Rick Albert Einstein Alcoolismo aldeia Kamayurá Alemanha Alerta aos pais Alex Passos Alexandra Abrantes alexandre frota Alexandre Isquierdo Aline Barros Alison Redmond-Bate alma altares Amazon ambulância América América Latina Amor Amor de Deus Amor e Sexo amor incondicional Ana Paula Ana Paula Valadão Anápolis Anayle Sullivan Anderson Freire André Aquino André Balada Andre Fernandes André Valadão Andrea Long Chu Andrew Brunson Anel Pilatos anencefalia Anglicana Angola Anitta aniversário de casamento Anjo Anne Graham Anne Graham Lotz Anny Theyler Anti-Balaka anti-Israel anti-judaico anticristãs Anticristo Antigo Testamento Antissemitismo apanhar aplicativo Apocalipse apóstolo apóstolo Paulo App apresentador Árabe Araguaína Arca da Aliança Arca de Noé Argentina Argentinos arma arma de fogo Armas Armênia armênios Arqueologia arqueólogia arqueologia bíblica Arqueologia na Bíblia arqueólogo Arquidiocese da Paraíba Arrebatamento arrependimento Artistas Asia Asia Bibi AsiaNews asilo assalto assassinada assassinado assassinato do pastor assassino assédio sexual Assembleia de Deus Assembléia de Deus Assembleia de Deus no Brasil Assembleia de Deus Vitória em Cristo ataque ataque cardíaco Ataque Contra Cristãos ataque de ódio Ataque no Egito Ateísmo Atentado Atentado Terrorista Atentados Ateu Ateus Ativismo Ativismo Gay Ativismo Lgbt ativista gay Ativistas ato profético Ator Atos dos Apóstolos atriz atriz Chrissy Metz audiência Augusto Cury Augusto Heleno Ribeiro Pereira Augustus Nicodemus Augustus Nicodemus Gomes Lopes Austrália Autoajuda automutilação Autoridade Palestina auxílio-mudança avivamento Azerbaijão azul e rosa babalorixá Baby do Brasil Bahia Baleado baleou Bancada Evangélica Band Band News Banda 4Life banda Livres Banda novo som Banda Resgate banda Rosa de Saron Bangladesh Banheiro Transgêneros banheiros únicos barragem Barroso bate boca bateria de escola de samba Batismo batismo infantil Batismo nas Águas Batista Peniel Batista Soul batistas do Sétimo Dia batistas independentes batizado bbb Bebê é abandonado bebê Jesus bebês bebida alcoólica Beit Chabad Beka Belém Belford Roxo Bélgica Belíssima Belo Horizonte Benjamin Netanyahu Bernardino Beth Moore Bethel Bibi Bíblia Bíblia Antiga Bíblia e Ciência Bíblia Mais Antiga bíblia sagrada Bíblias. África bicicleta Big Brother Brasil Billy Graham Bird Box Bispo Bispo Edir Macedo Bispo Julian Henderson bispos Blasfêmia blasfêmia. Cristão Boas Notícias Boko Haram Bola de Neve Bolsa do Samaritano Bolsonaro bombeiros boneco Ken Sereia brad dacus Brad Hoylman Brasil Brasil Sem Aborto Brasil Urgente Brasil x Israel Brasília Brian Houston briga de casal Britney Spears Brittni De La Mora Brumadinho Bruna Drews Bruna Marquezine Bruxa bruxaria bruxos cristãos Budismo Bulgária Bunda Mole buscar a Deus Butão cabo Daciolo Cabo de Santo Agostinho Cabul caçadores de cabeça CADETINS café da manhã de oração por Jerusalém Caio Fábio calçados Hello Kitty. calçados Ipanema calçados Melissa Califórnia caloteira Câmara de Vereadores de Porto Alegre câmara dos Deputados Camarões câmera câmeras de vigilância Caminhada Caminho da Graça Campanha Campinas Canadá canal Metaforando câncer Candomblé cantor Anderson Freire cantor Eli Soares cantor gospel cantor Juliano Son Cantor Leonardo Gonçalves Cantor Robério Lima e Silva Cantor Samuel Mariano cantor Wellington Camargo Cantora cantora Daniela Araújo cantora Flordelis Cantora Gospel capeta escondido Caridade Carlos Apolinário Carlos Bolsonaro Carlos Nadalim carnaval cartão de crédito Casa Branca Casa Civil casal gay casal pastoral casamento Casamento de Célia Sakamoto casamento gay casamentos cristãos Casos de Milagre Cassiane cassino Castidade Catedral da Fé Cativeiro Catolicismo católicos Cazaquistão Ceará Ceia de Natal celebridades Célia Soul Céline Dion celular celulares censura Centro Nacional de Exploração Sexual Centro Pentecostal Jovem Resgate Cepal cerveja Cesare Battisti céu Chance The Rapper Charles Darwin Chico Wehmuth chifres Chile China chineses Chris Pratt Christian Bale Christyan Leão Cia Nissi Ciclone Cid Moreira Cidade bíblica ciência Cinema Circulo de oração Cisjordânia Ciúmes clamor Clínica Abortista clinica de aborto Clínica de Aborto clip CNBB CNN cnpj Coaching Coaf cobertura espiritual Coletes Amarelos Colômbia coluna Comandante Moisés comando vermelho Combate à Corrupção combate à pedofilia combater Comercial Comerj Comics comodoro MT comunismo Condenada conectados a Cristo Conectando Gerações Conexão Repórter Confiabilidade da Bíblia Confiança na Bíblia Conflito Congo Congrega Church congregar congresso internacional de arqueologia bíblica Congresso Nacional consagração Conselho Apostólico Brasileiro Conselho Mundial de Igrejas Conselho Tutelar Conselhos de Psicologia Conservadorismo Consumo de Maconha Contra Ideologia Contra Ideologia de Gênero Convenção Batista do Sul Conversa Com Bial Conversão Coordenação de Assuntos Religiosos COORPIN Coptas coral Coral Kemuel Coreia do Norte Coréia do Norte Coreia do Sul corinthianismo Corinthians Corrupção cova CPAD CPI crê em Deus Crente Bom de Bíblia 2018 Crescimento das Igrejas Criacionismo crianças Crime crime organizado Crimeia Crimes criminalidade criminalização da homofobia Cris Cyborg cristã perseguida cristão cristão homofóbico Cristão Perseguido Cristão Perseguidos Cristão. Lista Mundial da Perseguição 2019 cristãos Cristãos Copta Cristãos de Jos Cristãos no Egito Cristãos no Trabalho cristãos perseguidos Cristianismo Cristo para Todas as Nações Cristóvão Colombo criticada críticas Crocodilo crucificado Crueldade Animal cruz Cruz das Almas-AL cruzada Cuba cuide de sua família culto culto ao ar livre Culto na Rua cultos Cultura de Estupro Cúpula Conservadora das Américas cura Cura de Doenças Cura de Tumor Cerebral Cura do Câncer cura gay Cura Milagrosa curandeiro Cursos Cybercensura Daciolo Damares Alves dança Daniel e Samuel daniela mercury Danielle Favattoigreja Danilo Gentili Darlene Zschech Darwinismo Datafolha Datena Dave Williams. microchips Davi Davi se escondeu David Cerqueira David Owuor Dc Comics Deadpool Debate Deborah Secco decote Decreto Defesa dos Animais Deise Cipriano Deise Jacinto Delegacia de Investigações Gerais delegada Luciane Bachir Deltan Dallagnol Demolidor demônio Demônios Denis Mukwege Denise cerqueira Dennis Christensen dependência quíimica ex-bruxo ex-ocultista libertação do ocultismo libertação espiritual ocultismo sair do ocultismo testemunho de conversão testemunho de fé vício em drogas deportação depressão deputada federal Flordelis Deputada Lauriete deputado federal deputado Hidekazu Takayama deputado Sóstenes Cavalcante Descoberta Arqueológica Descobertas Científicas Desconfinados Descriminalização da Maconha Desigrejados Deus Deus capacita os escolhidos Deus Criador Deus é Mais Deus é Mulher Deus Não Está Morto Deus Salvador deusa robô Devocional Dez Mandamentos DHPP Dia da Bíblia diabo Diante do trono dicas de suicídio dicas no casamento Dilma Rousseff dilúvio Dinheiro diploma de mestre diplomação no TSE Diplomacia Direitos Humanos Disforia de Gênero Disney disparo Distrito Federal Ditadura Dívida Divisão Divórcio dízimo DJ DJ PV DNA Doação doação de imóvel Dom Orani Tempesta Domingão do Faustão domingo Donad Trump Donald Trump Douglas Gonçalves Doutor Estranho doutrinação Dr. Milagre drag queens drogas Dudu Camargo Dupla Dupla Alisson e Neide DVD comemorativo eclipse Ecologia Edificante Edir Macedo Editora de quadrinhos Eduardo Bolsonaro Eduardo Costa Eduardo Paes Eduardo Sterblitch Educação educação domiciliar Efatá Egito El Chapo Elaine Martins Eleições 2018 Eleitoras eletrocutado Eli Soares Ellen Page Elson de Assis embaixada Embaixada Brasileira Embaixador de Israel Emerson Orofino Emerson Pinheiro Emirados Árabes Unidos Emmanuel Macron empresas encontros religiosos Enem enredo ensinamentos budistas Ensino Religioso Entrevista com Deus equipe de transição Erich von Däniken eritreia Ernesto Araújo erotização precoce escândalo Baby Squillo Escatologia Escavação Escócia Escola Cristã Iraque escola de samba Escola Dominical escola sem partido escolas Escolas de elite Escolas de Samba escravas sexuais escravizar fiéis esfaqueador esfaqueia espetáculo Espirito Santo Espírito Santo esposa esposa de bolsonaro esposa do presidente esquerda Esquerdismo Estadão Estado Islâmico Estado laico Estados Unidos Estatísticas esterilizações Estrada Estrela de Belém estudo estupro Etiópia Eu Não Estou Só EUA Eunício Oliveira evangelho evangélica Evangelicaorto Evangélicas evangélico Evangelicos evangélicos evangelismo Evangelismo na Rua Evangelismo Urbano evangelista Evangelização Evangéllicos Evento evento evangelístico Evidências do Cristiainsmo Evo Morales ex-atriz porno Ex-bruxa ex-cantor ex-feminista Ex-gay Ex-governador Ex-homossexual Ex-islâmico ex-líder ex-marido ex-Miss Pensilvânia Ex-muçulmano ex-muçulmanos ex-ocultista Ex-padre ex-padre Wagner Augusto Portugal Ex-pastor ex-pastor evangélico Ex-presidente Lula ex-satanista ex-vocalista da Banda IdeALL excesso de barulho Êxodo exploração sexual extraterrestre extremismo Extremismo Religioso extremistas Extremistas Islâmicos Extremistas Muçulmanos Eyshila Fabio Faria Fábio Pannunzio fábrica de tortura Fabrício da Silva Pimentel Facebook Faixa de Gaza Fake News FakeNews Fala Que Eu Te Escuto falar em público falsa igreja Falso Falso Milagre Falso pastor família Família e Direitos Humanos Fantástico Fat Family Fausto Silva favorecimento Fazer Aborto Fé cristã Fé Irresistível Feira de Santana feitiços felicidade Felipe Moura Brasil feliz FM Feminismo Fenômeno fenômeno da natureza fenômeno evangélico Fernanda Brum Fernanda Lima Fernandinho Fernando Haddad Fernando Pesão Fernando Pessoa feto Fica Tranquilo fichas escolares fiéis Filadélfia Filho filhos Filipinas Filme Filme Cristão Filmes Filmes adultos Filosofia de Vida filósofo Fim dos Tempos financiamento Finlândia fiscalização igrejas físico brasileiro Flávia Alessandra Flávio Bolsonaro Flordelis Floresta Amazônica fofoca Fofocalizando Folha de São Paulo Forças Armadas Fórmula 1 Fortaleza Fórum Desembargador Mendes Wanderley Fórum Econômico Mundial Foundation França Francis Chan Francisco Razzo Frank Aguiar Frank Houston Franklin Graham Fred Instagram Freedom Freiras frente parlamentar evangélica From Religion Funai funk funkeira Ludmilla Futebol Gabinete de Segurança Institucional Gabriel Guedes Gabriel Medina Gabriela Gomes Gabriela Hardt Gabriela Rocha gafanhotos Game of Thrones Gana Gaviões da fiel General Heleno Gênero nas Escolas gênero neutro genética Geografia Bíblica Ghar Wapsi Gideões Missionários Gideoes Missionários da Última Hora Gideões Missionários da Última Hora Gilberto Carvalho Gisele Bündchen Gleisi Hoffmann global Globo Globo News Globo Rural GloboNews Glória a Deus Gogue e Magogue Goiânia Google gospel Gospel for Asia governador do Distrito Federal governadores governo Governo Bolsonaro Governo do DF governo do Egito Grã-Bretanha Grammy Latino gravadora Musile Records grazi massafera Gregório Duvivier Grendene Gretta Vosper Greves Grupo de Lima Grupo dos 77 Grupo Especial do Rio de Janeiro Grupo Lgbt Grupo pró-aborto Grupo Record Grupos religioso Guanambi guerra Guerra interna Guerras Guilherme de Sá guitarrista Haia Hailey Hailey Baldwin Haiti Hamas Hamilton Mourão Hank Hanegraaff Harpa Cristã HB Hebrom Heidi Crowter Henrique Fogaça heresia Hillsong Hinduísmo Hino História do Cristianismo Hitler Holanda Hollywood Holocausto homem Homem de Ferro Homem-Aranha homeschooling Homicídio homofobia homoparentalidade homossexuais homossexual Homossexualidade Hong Kong horóscopo hospital de Brejo Santo Hulk humor Humorista Ibaneis Rocha Ibope Idai identidade de gênero ideologia Ideologia de Espécie ideologia de esquerda ideologia de gênero IEQ igreja Igreja Adventista Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia Igreja Anglicana igreja anti-LGBT igreja Apostólica Acolhidos por Cristo Igreja Assembleia de Deus Igreja Batista Igreja Batista da Lagoinha Igreja Batista Getsêmani igreja Bethel Igreja Brasil para Cristo Igreja Catedral do Avivamento Igreja Católica Igreja Católica Apostólica Romana (icar) Igreja Cidade de Refúgio Igreja Comunidade das Nações Igreja Contra o Aborto Igreja da Cientologia Igreja da Graça Igreja da Inglaterra Igreja de Bethel igreja destruída igreja do distrito de Iara Igreja do Evangelho Quadrangular Igreja Episcopal Igreja Evangélica igreja Hillsong Igreja holandesa Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Luterana Igreja Mananciais da Barra Igreja Metodista Igreja Metodista Unida Igreja Mundial Igreja Mundial do Poder de Deus Igreja Ortodoxa Igreja Ortodoxa Ucraniana Igreja Pentecostal Tempo de Milagres igreja perseguida Igreja Presbiteriana Igreja Presbiteriana de Cruzeiro do Sul Igreja Profetizando as Nações Igreja Quadrangular Igreja Renascer Igreja São Thomas Igreja Universal Igreja Universal do Reino de Deus igrejas Igrejas alemãs Igrejas domésticas igrejas evangelica Igrejas Evangélicas Igrejas evangélicas Alemanha igrejas licença Igualdade Racial ilegais ilustrações do reino de Deus imã Ahmed al-Tayeb Imagem de Cristo imagem de Jesus imbecil IMPD impostos Imran Khan Incêndio incesto indenização Índia indígenas índios Indonésia infância Inglaterra Insetos instituto Barna Instituto de Templo Instituto do Templo Inteligência e Fé intercessão Internacional International Christian Concern internet intolerância religiosa investigação Irã Iranianos Iraque Irlanda Irmandade Muçulmana Isabella Chow Isadora Pompeo Isaias Jr Islã Islâmicos islamismo Islamização Israel Israel Salazar Israel x Palestina Italia Itália Itamaraty IURD Ivanir dos Santos J.d. Greear Já Ouço o Rugido Jacarezinho Jacira Cabral Jair Bolsonaro Jair Bolsonro Jair Messias Bolsonaro James Cowan James Faulkner Jamie Shupe jandira feghali Japão Jay Santana Jean Wyllys Jenna Presley Jerry Falwell Jr. Jersualém Jerusalém Jesus Jesus Copy Jesus Cristo Jezabel Jihad Jim Caviezel Jim Howard Jimmy Evans Jó – Midian Lima João Campos João de Deus Joaquim Alves joel dahl Johan Huibers John Allen Chau John Bolton John Chau Joice Hasselmann Jojo Todynho Jonathan Nemer Jordânia Jorge Viana Jornada Mundial da Juventude jornal Jornal Nacional jornalista Milly Lacombe José de Abreu Josimar Salum Josué Valandro Jr. Jovem jovem cristã Jovem Pan Jovens Jovens Cristãos Joyce Meyer Juan Guaidó juanribe pagliarim Judaismo Judaísmo Judeus Judith Butler Juiz Juiz Marcelo Bretas Juiz Sérgio Moro Juíza juíza Diana Brunstein juíza Maria Lucinda da Costa juízes Julgo Juliana Paes Junior Trovão Justiça Justiça do Trabalho justiça federal Justin Bieber Justin Welby Kantar Ibope Kanye West Kauã Salles Kemilly Santos ken hickam Kevin Sorbo Kingstone kit gay Kleber Lucas lacração ladrões Lady Gaga Lagoinha Lançamentos Lanna Holder laos Las Vegas Latino Lauriete Lauriete Leonel Ximenez Lava Jato Léa Mendonça Leandro Karnal Legalização da Maconha Legalização do Aborto Lei Lei Civil Lei Rouanet lenços verdes Léo Áqulia Leo Dias leões Leonardo Gonçalves LGBT LGBTI LGBTI+ LGBTQ LGBTs libanês Líbano Liberação da Maconha Liberalismo Teológico Liberdade de Expressão Liberdade religiosa libertação Líbia Líder de seita líder do islã Líder Evangélico liderança Líderes Evangélicos Líderes Religiosos Liga Árabe Lindbergh Farias Língua Portuguesa linguagem corporal de Flordelis linguagens de sinais Línguas Estranhas Linhares lista de livros evangélicos 2018 Lista Mundial da Perseguição Lista Mundial da Perseguição 2019 Lito Atalaia livramento Livro Livros Liz Lane Loja Londres Lotz Louie Giglio Louvor e Adoração lua de sangue Luã Freitas Luanda Lucas Luciana Gimenzes Luciano Huck LUCIANO SUBIRÁ Lúcifer Ludmila Ferber Lugar Secreto Luiz Inácio Luiz Inácio Lula da Silva Luiz Sayão Lula Luma Elpidio luteranos Mackenzie Maçonaria Maconha Maconha Não macumba Maduro mãe Mãe de El Chapo Magno Malta Magno Malta e Lauriete Maioridade Penal mais lido 2018 Mais médicos Malásia Malhação mandato mandato ilegal mansão Manuela D'ávila Manuscritos do Mar Morto Maomé Mar Morto Mara Maravilha Maranhão marcelo calero Marcelo Crivella Marcelo Freixo Marcelo Gleiser Marcha Marcha na Argentina Marcha para Jesus Marcha pela Vida marchas Marco Feliciano Marcos Freire Marcos Madaleno Marcos Mion Marechal Cândido Rondon Mariana Valadão Maricá marido Mario Bramnick Mario de Oliveira Marisa Lobo Marisa Lobo Psicóloga Marisa Papen Marrocos marroquino Marvel Marxismo Cultural marxistas MasterChef Mauricio de Souza Maurício de Souza Mauro Souza maus tratos Max Lucado MBL MC Pocahontas McDonald’s MEC meca medicina Mediunidade medo megaigreja meio cristão Melhor Álbum de Música Cristã Melissa Joan Hart membro Menina rosa Menino azul menores menores de 14 anos mensagem mercado de streaming mesquita Messias Mianmar Michel Temer Michele do Carmo de Souza michelle bolsonaro michelle de paula bolsonaro Migração Mike Pence Mike Vieira Mikkelson milagre Milagres ministério “Underground Resistance” Ministério da Cidadania Ministério da Mulher Ministério das Relações Exteriores ministério de louvor da Assembleia de Deus Alto do Ipiranga (SP) Ministério dos Direitos Humanos Ministério Mananciais Ministério Nova Jerusalém Ministério Portas Abertas Ministério Público Ministério Público Federal ministérios. ministra da Mulher Família e Direitos Humanos Ministra Damares Ministra Damares Alves Ministro ministro Augusto Heleno Ministro Dias Toffoli ministro evangélico Ministro Marco Aurélio Mello ministro Marcos Pontes Ministros Mirele Peixoto Souza Teodoro Missão Portas Abertas Missionária Missionária Camila Barros Missionário Missionários Missões Missouri miticismo Mitologia MK Music Mobile Moçambique Mogi das Cruzes Moisés Mongólia monte Monte do Templo Moradores de rua Moro Morreu morte morte de pastor mortos Moscou Movimento Lgbt MPES muçulmano muçulmanos Mudança da Embaixada Mudança de sexo Mulher mulher cega Mulheres mulheres cristãs Música Musica Gospel Música Gospel Musical Musile Records Nações Unidas Namibe não se meta com meus filhos Nascimento de Jesus Nasrat Mohamed Jamil Natal Natália Araújo National Geographic Native Tongue naxalitas Nazaré NCOSE Neal McDonough Neemias Nego do Borel neopentecostais NetFlix neto de Billy Graham Nevada Neymar Nicolás Maduro Nicole Kidman Níger Nigéria Nigeriano Nívea Soares Nobel da Paz nota oficial Nova Friburgo Nova York novela Novelas Novo Testamento O Milagre da Fé o outro lado do paraíso O Seredo dos Deuses Oakland obras ou pela graça Obreiro obrigações fiscais de igrejas ocorrência policial ofensa oferta Oklahoma Ong Cristã Ongs ONU ONU Mulheres Onxy Lorenzoni Onyx Lorenzoni OPBB-SP Operação Lava Jato opositora oração orações Ordem dos Pastores Batistas Organização das Nações Unidas Oriente Médio Os Incríveis os Pingos nos Is Ousado Amor – Isaías Saad outros deuses Pabllo Vittar Paciência pacific justice institute Pacto de Migração pacto diabo padre Padre Alessandro Campos Padre católico gay padre Marcelo Rossi Padre Quevedo padres Paganismo páginas da vida pai pai de vítima pais biológicos Palácio da Alvorada Palácio do Planalto Palavra de Deus Palestina palestinos Panamá Pânico panos ungidos Pantera Negra pão diário Papa Francisco Papai Noel Paquistão Paquistãom Suprema Corte do Paquistão Parada do Orgulho LGBT Parada Gay parada LGBTQ Paraíba paralisia facial Paranoá paris parlamento britânico Parlamento e Fé Partido Comunista Partido Comunista Chinês Partido dos trabalhadores partidos de esquerda passaporte diplomático Passion Pastor Pastor Adir Neto Teodoro pastor Alph Lukau pastor Anderson do Carmo pastor Anderson do Carmo de Souza Pastor Antonio Rocquemore pastor e advogado Adir Neto Teodoro pastor Felippe Valadão Pastor George Pastor Geraldo Mangela pastor Hueslen Santos pastor isidório pastor Jim Jones Pastor Joaquim Barbosa pastor Leonardo Sale Pastor Lucas Pastor Manuel Marcos Pastor Marco Feliciano pastor Melqui Gomes Pastor Reuel pastor Rinaldi Digílio pastor Robert Hood pastor Rusty George Pastor Samuel Mariano Pastor Samuel Olson Pastor Silas Malafaia pastor Takayama Pastor Tiago Brunet pastora Pastores pastores de cabra fulanis Paternidade Patriarca Kirill Patricia Lelis patrimônio da humanidade Paula Fernandes Paulo Freire Paulo Guedes pauta de costumes paz e vida Pcdob PEC pecado pecados pediatra pedido de desculpas pedofilia Pedra Beka pensamento Pensão alimentícia Pentateuco Pequim perda do filho perdão perguntas ofensivas Perlla Pernambuco Perseguição perseguição religiosa personagem gay pesquisa Pesquisas Petista Petrobrás Petrolão Pew Research Center Phatrícia Carvalho Philip Metschan Piauí Pilar do Sul Pilatos pintor preso piscina Pixar Animation Studios Plano de Governo Plano do diabo Plano do diábo PM Pobreza extrema Pode Voar Polêmicas Polícia Polícia Civil Polícia Civil do Rio Polícia Federal Polícia Militar Policiais militares poligamia politica política Pôncio Pilatos Pônico Pilatos população condena pornografia pornografia infantil Porta das Ovelhas porta de igreja Porta dos Fundos Portas Abertas portas dos fundos pós-morte Posse do Presidente Posse Presidencial Pr Luan Santos praças Prb prefeito prefeitura Pregação Pregação Contra Aborto pregador de internet pregador voador pregadores modinha Prem Baba Prêmio Nobel presépio Presépio Satanista Satanismo Presidência presidência no Congresso Presidente presidente da Rússia presidente jair bolsonaro presidente Jovenel Moise presidente Michel Temer Preso presos primeira filha Primeira-dama prisão Priscilla Alcantara prisões iranianas pró-vida processo processo judicial Processos judiciais procuradoria geral da república profecia Profecias professor professores Programa Fantástico Progressismo proibir Projeto de Lei Propaganda propina Proposta de Emenda à Constituição prostituição protestantes Protestantismo protestos Provérbio X psicóloga evangélica PSL PT Punjab Pure Flix Puritanismo queda de helicóptero Quem é Você? Quênia Qumran R. R. Soares R.R. Soares R$ 28 Rabinos racismo radicais rádio Rádio Estadão FM rádio evangélica Rádio Gospel Rádio Jovem Pan Rádio Vida radios gospel Rafael Novarine Rafael Octavio Rafael Octávio Rap Rap Gospel do Brasil ratinho Real Life Church Rebeca Nemer receita federal Recep Tayyip Erdogan Recife record Record News Record TV Rede Bandeirantes rede globo Rede Record Rede TV Redes Sociais reencarnação reforma da previdência reforma tributária refugiados Regensburger Domspatzen regularização rei da matemática Rei Davi Reinhard Bonnke Reino Unido Reis Magos Relacionados Relações exteriores religião religião islâmica religião no futebol religiões religiões de origem africana Religiosidade religiosos Religiosos palestinos Renan Calheiros Renascer Praise Renato Cardoso repartições públicas réplica república centro-africa República Centro-Africana ressucita Ressurreição restaurar Reuel Bernardino Revista Época RFID Ricardo Boechat Ricardo Lewandowski Ricardo Vélez Rodriguez Rio de Janeiro Rio Jordão Riqueza rituais rituais religiosos Roberta Miranda Roberto Requião Rock Cristão Rock in Rio 2019 Rodolfo Abrantes rodovia Castelo Branco Rodrigo Duterte Rodrigo Maia rodrigo silva Roma Romualdo Panceiro Ronald McDonald’s Ronaldo Caiado Ronaldo Ésper Rosa de Saron Rosânia Rocha Roubo Rua Azusa Rumores de Guerras Russia Rússia ryan coleman Sabrina Bittencourt Salmo 91 Salmos Salvador Sam Henrique Samuel Malafaia Sandra Terena Sandro Frederico da Silva Sandy Santa Catarina Santiago Chile Santo São Paulo Sarah Farias Sarah Sheeva Satanás satanismo filosófico satanistas Saul SBT SBT Silvio Santos Schumacher Se Eu Me Humilhar – Discopraise sê tu uma bênção Secularismo Secularismo na Igreja Segunda Instância segundo casamento segundo sol Segurança pública Sei Que Estás Comigo seita seita Cientologia seminários Senado Senado Federal senador estadual Senegal sente as pessoas Separação sequestrado Sérgio Cabral Sergio Knust Sergio Moro Sérgio Moro Séries de Tv Sermão sertanejo Sertãozinho Sharran Sheikh Hasina signos Silas Malafaia Silvio Santos símbolos nazistas símbolos religiosos Simone Simone e Samaria Sindicalistas síndrome de down sinos Sionismo Síria Smartphones sobrenatural socialismo Sociedade Bíblica do Brasil Sodoma e Gomorra Solstício de Inverno Som da Minha Vida Sony Music Gospel Sorocaba Southern Baptist Convention Stan Lee startup DVFLIX Steve Campbell STF sucesso Suicídio Suicído Super Drags Super Interessante Super-herói Superação Supernatural Superpop suplica Suprema Corte Supremo Tribunal Federal Supremo Tribunal Federal (STF) Surdos Surf Suzano Switchfoot Talita Cipriano Tamrazyan tanque de Betesda Tatá Werneck tatuagem Teatro Teleton Templo de Salomão Templo dos Anjos Teocracia teólogas feministas Teologia teologia da prosperidade teólogo Ricardo Velez Rodriguez Teoria da Conspiração Teoria da Evolução Terceiro Gênero Terceiro Templo Teresinha Neves Teresópolis Terra Santa Terrorismo Terrorismo Islâmico Terrorista Terroristas Testemunha de Jeová testemunhar Testemunhas de Jeová Testemunho Testemunho Cristão Testemunho de Fé Testemunhos Tetelestai Thaila Ayala Thalles Roberto Thammy Gretchen The Noite The noite. SBT Theodore McCarrick Theresa Thor Tijuca timidez tipos de testemunhas tiririca Tiroteio no Templo TJ-SP Tocantins Tom Cruise Tony Ramos Top trabalho trabalho escravo Tradição tradução Tradução da Bíblia tragédia Trans especie Transexuais Transexual Transexualidade transfusão de sangue Transgênero transgêneros Transição de Gênero Transplante de útero Tribo queniana Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo tristeza Trump Tubarão tumor Turismo turistas Turma da Mônica Turquia Tv Bandeirantes TV Gazeta TV Globo TVI Twitter Ucrânia Ufc UFO Uganda última tribo Umbandistas unasp Unção Unesco União das Igrejas Cristãs da Venezuela União Europeia Universal Universidade de Liverpool Universidade de Sheffield universidades Uzbequistão Valdemiro Santiago Valdomiro Santiago Vale Valerie Gatto vandalização Vanessa Grazziotin Vanilda Bordieri Vasco da Gama Vasos Quebrados Vaticano Veganismo Veganos velho testamento vendedor Thiego Amorim Venezuela verdades secretas Vereador Vermelho versículo Veruska Seibel Viagem Missionária vice-presidente vice-presidente dos EUA vício vida Vídeos Viktor Orban Violência violência contra cristãos violência sexual Viral Virgindade visão limitada visita histórica Visões Vissarion Vítima vítimas vítimas de tragédia Vitor Santos Viva de Aline Barros Vladimir Brichta Vladimir Putin voador voto aberto Walter Hoye whastapp Whindersson Nunes White Magazine Wilian Nascimento Wilson Witzel X-Men Xi Jinping Xuxa Ygor Siqueira Yoga Yossi Shelley Youseff Youtube Youtube Kids Youtuber Zezé de Camargo e Luciano Zona Norte do Rio


A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou em nota nesta quinta-feira (31) que é a “cuidadora” de Kajutiti Lulu Kamayurá, 20, e que a trata como filha.

Ela negou, entretanto, que Lulu tenha sido tirada de sua tribo irregularmente.

“Lulu não foi arrancada dos braços dos familiares. Ela saiu com total anuência de todos e acompanhada de tios, primos e irmãos para tratamento ortodôntico, de processo de desnutrição e desidratação. Também veio a Brasília estudar”, afirma Damares por meio da assessoria do ministério.

A revista Época publicou uma reportagem nesta quinta-feira (31) com depoimentos de índios da aldeia Kamayurá, localizada no centro da reserva indígena do Xingu, no norte de Mato Grosso, que afirmam que Lulu foi retirada irregularmente da tribo, aos 6 anos.

Damares apresenta Lulu como sua filha adotiva, mas a adoção nunca foi formalizada legalmente, segundo a própria ministra.

Segundo os índios relataram a revista, Lulu deixou a aldeia levada pela amiga e braço direito de Damares, Márcia Suzuki, sob o pretexto de fazer um tratamento dentário na cidade, mas nunca mais voltou. Márcia fundou, junto com Damares, a ONG Atini, cuja bandeira é salvar crianças indígenas do infanticídio.

“Márcia veio na Kuarup (festa tradicional em homenagem aos mortos), olhou os dentes todos estragados (de Lulu) e falou que ia levar para tratar”, contou Mapulu, pajé kamayurá e irmã do cacique.

“Damares é uma cuidadora de Lulu e a considera uma filha”, descreve a nota pública. “Como não se trata de um processo de adoção, e sim um vínculo socioafetivo, os requisitos citados pela reportagem não se aplicam. Ela nunca deixou de conviver com os parentes, que ainda moram em Brasília.”

Em resposta a questionamentos da revista Época, a ministra afirmou que a família biológica da filha adotiva a visita regularmente. Perguntada por que a criança não voltou à aldeia após o tratamento dentário, Damares disse que Lulu retornou ao Xingu para visitas. “Ela deixou o local com a família e jamais perdeu o contato com seus parentes biológicos.”

Os índios, por sua vez, dizem que a primeira visita de Lulu só aconteceu há cerca de dois anos. A questão sobre não ter adotado formalmente a menina foi ignorada pela ministra.

Segundo a revista, para estar de acordo com a lei, a adoção de uma criança indígena precisa passar pelo crivo da Justiça Federal e da Justiça comum. A adoção, ou mesmo a guarda ou a tutela, também dependem do aval da Funai.

No processo, uma equipe de estudos psicossociais deve analisar se há vínculos entre a criança e o adotante e se a família mais extensa corrobora a adoção. No caso dos indígenas, deve ser ouvida a aldeia.

Leia a íntegra do texto divulgado pela ministra:

Nota pública sobre repercussões relacionadas à matéria da revista Época

Sobre as repercussões relacionadas à matéria da revista Época no processo de adoção de Lulu Kamayurá, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos esclarece os seguintes pontos:

1. A ministra Damares Alves não estava presente no processo de saída de Lulu da aldeia. As duas se conheceram em Brasília.

2. Lulu não foi arrancada dos braços dos familiares. Ela saiu com total anuência de todos e acompanhada de tios, primos e irmãos para tratamento ortodôntico, de processo de desnutrição e desidratação. Também veio a Brasília estudar.

3. Damares é uma cuidadora de Lulu e a considera uma filha. Como não se trata de um processo de adoção, e sim um vínculo socioafetivo, os requisitos citados pela reportagem não se aplicam. Ela nunca deixou de conviver com os parentes, que ainda moram em Brasília.

4. Lulu não foi alienada de sua cultura e passou por rituais de passagem de sua tribo.

5. Lulu não é pessoa pública. É maior de idade. Não foi sequestrada. Saiu da aldeia com familiares, foi e é cuidada por Damares com anuência destes. Nenhum suposto interesse público no caso deveria ser motivo para a violação do direito a uma vida privada, sem tamanha exposição.

Fonte: UOL


O aplicativo Living Hope Ministries que oferece sermões, citações bíblicas diárias e pelo menos um podcast, tem uma de suas sessões chamada de “Pray the Gay Away” (algo como “Ore para seu lado gay ir embora”), e é dedicada a promover uma terapia para converter homossexuais.

Popularmente chamada de “cura gay”, a prática, repudiada por alguns psicólogos, gerou uma gritaria tão grande nos Estados Unidos que Apple e Amazon removeram o serviço de suas plataformas no fim de 2018.

O Google, no entanto, manteve o aplicativo no ar. Porém, a companhia está sendo pressionada por um parlamentar de Nova York, eleito justamente pelo distrito onde a empresa mantém sua sede, que está para ser ampliada.

Brad Hoylman, senador estadual, pede a retirada do app da Google Play “imediatamente”, segundo o The Verge.

“O Google [está] planejando ter 7 mil empregados no distrito do nosso Senado, então eu peço que eles removam o app urgente. Estou esperançoso que eles verão o dano causado por esse tipo de mensagem enviada a crianças e suas famílias”, disse o senador.

Procurada, a empresa Google ainda não se manifestou.

O senador é o autor da lei que transforma Nova York o 15º estado dos EUA a proibir terapias popularmente chamadas de “cura gay”. Holyman também é o criador da legislação que transforma em crime qualquer forma de discriminação contra transgêneros e atuou fortemente para que fosse aprovada uma lei para proteger vítimas de crimes sexuais.

A sessão “Pray the Gay Away” do aplicativo contém, entre outros conteúdos, relatos de como leitores gays podem ter sua sexualidade “restaurada” ou “ignorada”.

O app leva o nome da organização que o mantém. A Living Hope Ministries é uma “organização sem fins lucrativos, não denominacional, cuja missão é proclamar a verdade de Deus à medida que viajamos com aqueles que buscam a integridade sexual e relacional através de um relacionamento mais íntimo com Jesus Cristo”, diz em seu site. Fundada em 1989, acredita que apenas relacionamentos heterossexuais são válidos aos olhos de Deus.

O LHM proclama uma visão de mundo bíblica e centrada em Cristo, em que a expressão sexual é enraizada em um homem e uma mulher em um casamento comprometido, monogâmico e heterossexual pela vida. Qualquer coisa menor que este ideal fica aquém do melhor de Deus para a humanidade.

Diz ainda seu site que as Escrituras são claras sobre o desígnio de Deus para a sexualidade, e que a alegria final é encontrada através da entrega a Cristo. O LHM oferece às igrejas uma compreensão mais profunda das questões sexuais e relacionais, e apoio específico aos homens e mulheres que são diretamente afetados pela homossexualidade.

No Brasil, terapias de reorientação sexual, como a “cura gay” proposta pela LHM, geraram uma briga travada na Justiça. O Conselho Federal de Psicologia (CFP) vetava tratamentos do tipo desde 1999 e punia profissionais que procediam dessa forma por acreditar que isso representa “dano à liberdade profissional para criações científicas e, por consequência, ao patrimônio cultural brasileiro”.

Um juiz federal do Distrito Federal emitiu em 2017 uma liminar que autoriza psicólogos a oferecer essas terapias a pacientes que não aceitem a própria orientação sexual. Na época, o CFP rebateu o argumento de que as punições inviabilizavam pesquisas científicas na área.

Segundo o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho publicou no documento oficial de sua decisão liminar, o Conselho Federal de Psicologia não pode impedir que psicólogos pesquisem, se informem e até mesmo atendam pessoas que busquem uma reorientação sexual.

O conselho recorreu para tentar derrubar a decisão e levou a questão em setembro do ano passado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: UOL


(Gustavo Fioratti – São Paulo) Após ação judicial que durou 15 anos, o canal Record News, de propriedade do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, terá de exibir quatro programas sobre religiões de origem africana.

A ação foi aberta em 2004, tendo como autores o Ministério Público, o Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Itecab ) e o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (Ceert).

A causa do processo foi a exibição naquele ano, pela Record, de diversos programas considerados ofensivos a imagens de religiões de origem africana. Foram citados na ação contra a emissora e também contra a extinta Rede Mulher, que pertencia ao Grupo Record, quadros como “Mistérios”, “Sessão de Descarrego” e “Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios?”.

O Grupo Record já havia sido condenado, no ano passado, pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região. A decisão estabelecia que a Record deveria, em direito de resposta, ceder espaço para oito programas produzidos pelo Itecab e o Ceert.

Eles se dedicariam a retratar as religiões de origem africanas, como o candomblé e a umbanda. Após a condenação, a emissora apresentou recurso especial dirigido ao Superior Tribunal de Justiça.

Antes que o recurso fosse enviado a Brasília, porém, o processo foi encaminhado ao Gabinete da Conciliação, unidade do TRF-3 responsável por promover acordos entre partes em litígio.

Chegou-se a uma solução pacífica, então. Além da obrigação de veicular quatro (e não mais oito) programas de televisão na programação da Record News (e não na TV Record), o acordo estabeleceu R$ 300 mil de indenização para o Itecab e a Ceert, totalizando um prejuízo de R$ 600 mil para o Grupo Record.

Segundo informou o TRF-3, o acordo ainda prevê que as duas entidades ofendidas serão responsáveis pela concepção e a produção dos programas. Estabelece ainda que as produções serão pagas pela Record.

Seus conteúdos devem ser exibidos ainda neste semestre, segundo Daniel Teixeira, coordenador de projetos do Ceert.

“É uma grande vitória poder mostrar a riqueza de valores religiosos que o país tem e passar uma mensagem de paz entre as crenças e contra a intolerância religiosa”, comemora Teixeira. A Record não se manifestou sobre o acordo.

Fonte: Folha de S. Paulo


Asia Bibi, cristã que passou oito anos no corredor da morte no Paquistão acusada de blasfêmia, deve chegar em breve no Canadá depois de aceitar uma oferta de asilo, segundo uma fonte próxima à sua família.

Sua transferência irá acontecer após o Supremo Tribunal do Paquistão negar o recurso contra absolvição de Bibi nesta terça-feira (27) e decretar sua liberdade.

“Posso confirmar que Asia Bibi voará para o Canadá muito em breve e estará com o resto de sua família no devido tempo”, disse Wilson Chowdhry, da Associação Cristã Paquistanesa Britânica, ao HuffPost Reino Unido.

Ele disse que os diplomatas canadenses estão fazendo os arranjos necessários e que Bibi “está ansiosa por sua nova vida em um novo país”.

Espera-se que Bibi se junte a duas de suas filhas, que já foram transportadas secretamente para o Canadá, segundo Chowdhry.

O departamento de Assuntos Globais do Canadá não confirmou a atualização de Chowdhry, mas disse que o caso de Bibi é uma “prioridade” para o governo canadense. 

“O Canadá está preparado para fazer tudo o que puder para garantir a segurança de Asia Bibi”, disse a porta-voz do departamento, Brittany Fletcher, na terça-feira. “Pedimos ao governo do Paquistão que tome todas as medidas necessárias para mantê-la segura. A liberdade religiosa é um direito humano fundamental e deve ser plenamente respeitada”.

Falando em segundo plano, as autoridades disseram ao HuffPost Canada que estão trabalhando ativamente no caso, mas não confirmarão detalhes devido a preocupações de segurança de Bibi e diplomatas.

Chowdhry, uma amiga próxima da família Bibi que viajou o mundo tentando garantir seu asilo, disse que a cristã estaria se mudando para uma parte secreta e “relativamente remota” do Canadá.

“Preocupações com segurança ainda são primordiais. Mesmo no Canadá, a vida da Ásia está em perigo potencial”, alertou.

Bibi foi libertada da prisão há dois meses, depois de ser absolvida pela mais alta corte do Paquistão em uma decisão histórica.

No mês passado, uma delegação da Associação Cristã Paquistanesa Britânica visitou o Canadá e recebeu apoio de parlamentares do país, que disseram que receberiam ela e sua família.

Dias depois de sua libertação, o marido de Bibi, Ashiq Masih, fez um apelo por vídeo à primeira-ministra britânica Theresa May pedindo asilo no Reino Unido.

Mas seu apelo por refúgio foi negado pelo Ministério do Interior do Reino Unido, por temer que embaixadas e funcionários diplomáticos se tornassem alvos de extremistas islâmicos.

Vários países ofereceram asilo Bibi, incluindo: França, Espanha, Holanda, Alemanha, Itália e Austrália.

Chowdhry disse ao HuffPost que Bibi e sua família passaram o Natal juntos em um “local seguro e secreto”, protegidos por um núcleo de “diplomatas internacionais”.

Fonte: Guia-me e Huffpost


Muçulmanos constituem 99% da população, de acordo com dados do Departamento de Estado dos Estados Unidos, e o 1% restante experimenta “marginalização e exclusão”, de acordo com Jaward El Hamidi, do Comitê Marroquino para Minorias Religiosas.

“Eles estão enfrentando muitos problemas apesar da visão positiva do rei por meio do pluralismo religioso”, contou ao site de notícias Morocco World News.

“Nós estamos pedindo o direito de dar a nossas crianças nomes cristãos, de adorar em igrejas, ser enterrado em cemitérios cristãos e casar de acordo com nossa religião”, disse um porta-voz da Coalizão Nacional de Cristãos Marroquinos.

Liberdade de opinião e expressão é, geralmente, respeitada no Marrocos, desde que o islamismo, a monarquia e a integridade territorial não sejam criticados. Apesar disso, os cristãos continuam enfrentando uma série de pressões.

O Relatório de Liberdade Religiosa Internacional do Departamento de Estado norte-americano em 2017 disse que cristãos são “detidos e questionados sobre suas crenças e contatos com outros cristãos” ou pressionados para abandonar sua fé.

“Medo de perseguição do governo e da pressão cultural, familiar e social relatados conduz alguns cristãos locais, bahais e xiitas a se absterem da adoração pública e de se reunir discretamente em casas de membros”, o relatório acrescenta.

No Marrocos, cristãos novos convertidos podem encarar muita perseguição da família, mas também de forças de segurança – tribunais continuam condenando e prendendo cristãos em julgamentos injustos.

De acordo com o artigo 220 do Código Penal, qualquer tentativa de parar uma ou mais pessoas de exercer suas crenças religiosas, ou de participar de cultos religiosos, é ilegal e pode ser punido com três a seis meses de prisão e multa de 21 a 53 dólares.

O artigo aplica a mesma penalidade para qualquer um que “abala a fé de um muçulmano”, ou tenta convertê-lo para outra religião.

O islamismo é considerado a religião do reino, com o rei Mohammed VI mantendo o título de “Príncipe dos fiéis”.

Fonte: Missão Portas Abertas


Casamentos cristãos mais uma vez serão reconhecidos oficialmente e registrados em Punjab, a maior província do Paquistão.

A Suprema Corte do Paquistão decidiu, em 16 de janeiro, que o governo de Punjab deve reconhecer esses casamentos e que o banco de dados do registro nacional deve emitir certidões de casamento para cristãos em Punjab.

De acordo com a agência de notícia Fides, o líder cristão, Shahid Meraj, explicou que “a ação judicial começou em 2018, pelo fato de casamentos celebrados por cristãos não terem valor legal e civil, isso foi considerado grave”.

O governo de Punjab reconhecia casamentos cristãos sem problemas até 2013, segundo Kashif Aslam, da Comissão Nacional por Justiça e Paz.

Naquele ano, o Paquistão estabeleceu um nível do governo local chamado Conselho da União, e a província de Punjab interrompeu o registro de casamentos cristãos.

As razões, de acordo com a decisão, foram em grande parte burocráticas, mas em última instância, sem base legal, escreveu o presidente da Suprema Corte, Mian Saqib Nisar, em uma de suas últimas decisões antes de se aposentar.

“É um movimento muito bom da Suprema Corte, mas levará muito tempo para esclarecer tudo”, declarou outro líder cristão, Mario Rodrigues, à agência Fides.

Fonte: Missão Portas Abertas



O cantor Wellington Camargo está dividindo a cela com outros presos, cujo número não foi revelado, no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil, ele foi preso por não pagar pensão alimentícia. Irmão da dupla Zezé di Camargo e Luciano, o artista só poderá receber visitas de familiares após 30 dias, segundo informou a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) na manhã desta quinta-feira (31).

De acordo com o órgão, a restrição segue "protocolo de segurança da unidade". A exceção é para advogados do cantor.

Detido pela Polícia Militar na terça-feira (29), no Setor Jardim América, em Goiânia, Wellington foi levado para a cadeia de Senador Canedo e depois transferido, no dia seguinte, ao Núcleo de Custódia. A DGAP destacou que ele passou a primeira noite no local "estável e sem nenhuma intercorrência".

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa de Wellington, por telefone, na manhã desta quinta, mas uma funcionária disse que a responsável não se encontrava. Anteriormente, ela já havia dito que não iria se manifestar a respeito da prisão.

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou que não tem como se pronunciar sobre o assunto, pois casos desta natureza tramitam em sigilo.

A Polícia Civil informou que não tem informações sobre a prisão, uma vez que o processo não tramita na esfera criminal.


O advogado de Yara Costa Silva, ex-mulher de Wellington, informou por telefone ao G1, na terça-feira, que a prisão do cantor, neste processo, não tem qualquer relação com ela ou com o filho que os dois têm juntos. Segundo Carlos Eduardo Freitas Araújo, que diz ter tido acesso aos autos, a prisão é por dever pensão à filha de um outro relacionamento que teve antes de se casar com Yara.

O G1 tenta localizar a primeira esposa de Wellington para obter um posicionamento sobre o caso.

Sequestro
Atualmente com 47 anos, Wellington nasceu em Pirenópolis e se mudou para Goiânia para tratar de uma poliomielite quando ainda tinha 2 anos de idade. Por causa de consequências da doença, ele é cadeirante.

Aos 27 anos, o cantor foi sequestrado. O caso mobilizou todo o país. Ele teve metade da orelha esquerda cortada pelos sequestradores durante os 94 dias que ficou em cativeiro, em uma chácara.

Em entrevista ao G1 em dezembro de 2012, ele afirmou que os dias de cativeiro não saíam de sua memória. "Até hoje, tenho pesadelo com isso. Por incrível que pareça, ainda sonho que estou sendo sequestrado", lembrou.

Anos depois, em 2002, Wellington foi eleito deputado estadual em Goiás. Ele atuou no cargo público até o fim do mandato, em 2006




Em Haia, na Holanda, a Igreja de Bethel anunciou o fim de um culto que durou três meses. O pronunciamento aconteceu nesta quarta-feira (30).

A reunião religiosa foi alongada para impedir a deportação de uma família de armênios que estava no país.

A medida adotada pela igreja viabilizou um acordo político que permitirá que os refugiados permaneçam no país.

Pai, mãe e três filhos compunham a família que estaria em perigo caso tivesse que voltar, visto que escaparam de ameaças por atividades políticas na Armênia.

A liderança da igreja se valeu de uma lei que impede que as autoridades conduzam operações em um local no qual serviços religiosos estejam sendo realizados.

O grupo, formado por 650 pastores da Holanda, além da França, Alemanha e Bélgica, se uniram para tornar possível a realização ininterrupta do culto. Eles começaram a se reunir em outubro.

O último culto foi realizado às 13h30 do horário local (10h30 em Brasília), desta quarta-feira, e foi seguido por uma festa.

“O acordo político de terça-feira agora oferece a famílias como os Tamrazyans uma perspectiva segura na Holanda”, disse em comunicado o representante da Igreja, Theo Hettema. “Estamos incrivelmente gratos por um futuro seguro na Holanda para centenas de famílias de refugiados”, acrescentou Hettema.

Ameaças de morte na Armênia

A família Tamrazyan fugiu da Armênia depois que o pai recebeu ameaças de morte por causa de suas atividades políticas. Eles estão na Holanda há nove anos. A família se abrigou na igreja após as autoridades terem rejeitado os pedidos de asilo, que incluíam a permanência dos filhos no país.

O acordo parlamentar garante que sejam examinados os pedidos de cerca de 700 crianças que nasceram e foram criadas na Holanda enquanto seus pais aguardavam a resposta aos pedidos de asilo.

Quatro partidos da coalizão chegaram a este acordo na terça-feira, depois de fortes críticas por parte de grupos de direitos humanos e da sociedade civil porque o caso envolve a deportação de crianças, muitas das quais nasceram na Holanda e não conhecem nem o idioma e nem o país de origem de seus pais.

Segundo este acordo, pelo menos 90% das crianças – 630 de 700 – poderão ficar junto a seus familiares, depois que seus casos foram reconsiderados de forma individual.

A questão tinha deteriorado a relação entre os quatro partidos – o liberal VVD, a Chamada Democrata-Cristã (CDA), Democratas 66 e União Cristã – e ameaçava iniciar uma crise de governo porque os liberais se negavam a conter estas deportações, enquanto os outros três partidos pediam para paralisá-las até a publicação de um relatório oficial sobre a gestão do tema nos últimos anos.

A coalizão também acordou encurtar os procedimentos para avaliar as solicitações de asilo, que chegaram a demorar mais de uma década entre recursos e julgamentos, e que será destinado mais dinheiro aos serviços de imigração.

“Tivemos que encontrar um novo equilíbrio e acredito que funcionou”, celebrou Klaas Dijkhoff, o líder do VVD, partido do atual primeiro-ministro, Mark Rutte.

Fonte: Pleno News e Terra


Em entrevista ao programa Domingo Show, da Record TV, o cantor Eduardo Costa afirmou que por muito tempo acreditou que o dinheiro lhe traria felicidade, até que o sucesso chegou e ele percebeu que não é assim.

“Eu sempre achei que se eu tivesse uma condição financeira melhor, eu seria muito feliz. Daí eu consegui e posso falar para você que não é isso”.

Nem mesmo estar acompanhado das mulheres mais bonitas lhe trouxe felicidade e ele disse que o estado de tristeza poderia levá-lo à depressão.

Questionado pelo apresentador Geraldo Luiz se em algum momento ele esteve depressivo, Costa declarou que não e que acredita que a doença seja um problema espiritual.

“Eu não tive depressão, e graças a Deus eu não tenho e nem tenho tendência a ter, porque eu acredito que a depressão é uma doença espiritual e no dia a dia eu tento não alimentar isso”, declarou.

“Eu tenho me aproximado cada vez mais de Deus, porque eu tenho muito medo disso. Às vezes eu me sinto triste”, continuou.

Eduardo Costa comentou da solidão, que muitas vezes deixa os palcos após se apresentar para milhares de pessoas e se encontra sozinho no hotel, sem tem ninguém para conversar.

Assista:


Após a tragédia ambiental com a ruptura da barragem de Brumadinho, no estado de Minas Gerais, centenas de igrejas iniciaram campanhas de oração. Muitos também coletaram doações para as famílias das vítimas.

Os números oficiais falam de 84 mortos e 276 desaparecidos. Além das forças militares do Brasil, 130 soldados do exército israelense estão ajudando com sua experiência em grandes desastres.

As igrejas evangélicas de Brumadinho estão completamente envolvidas com ajuda humanitária e espiritual. Existem dezenas de voluntários cristãos na cidade, indo nas famílias e oferecendo remédios e suprimentos.

Os batistas do estado, liderados por seu diretor executivo, Pastor Marcio dos Santos, foram os primeiros a enviar pessoas para ajudar a cidade que, com cerca de 40 mil habitantes, está passando pelo pior momento de sua história em quase 80 anos.

“Estamos entorpecidos com tudo o que aconteceu. Mais uma vez, uma tragédia em nossas Minas Gerais “, disse o líder da Convenção Batista, que está na vanguarda do plano de ação para ajudar as vítimas e os familiares afetados.

Em um dos muitos vídeos, Márcio fala sobre o amplo apoio das igrejas que, além de ações sociais com coleta de roupas, medicamentos e água, oferecem apoio espiritual, incluindo visitas a casas e orações.

A presidente do Conselho dos Pastores Evangélicos de Brumadinho, a pastora Maria da Conceição Lima dos Santos, da Igreja Quadrangular, afirmou que “nosso sentimento é de profunda tristeza”. Estamos orando o tempo todo oferecendo apoio material e espiritual às vítimas. “

No total, existem 12 igrejas locais envolvidas com o apoio às vítimas, trabalhando em unidade para mostrar de maneira concreta o amor de Jesus.

“Eu venho de Belo Horizonte porque eu também tenho dois conhecidos desaparecidos, dois missionários da minha igreja, nós viemos para apoiar a família e o apoio espiritual, a oração”, disse o pastor Mauricio Marques de Oliveira à agência Sputnik, que se aproximou do centro que atende os afetados em Brumadinho.

Fonte: Evangélico Digital


A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, preparou uma proposta de medida provisória para regulamentar o ensino domiciliar – uma das metas dos 100 primeiros dias de governo de Jair Bolsonaro (PSL).

A medida permite que os pais possam escolher se seus filhos devem ser educados na escola ou em sua própria casa.

A prática, também conhecida como “homeschooling”, foi vetada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado.

“Nós entendemos que é direito dos pais decidir sobre a educação dos seus filhos, é uma questão de direitos humanos. Então, a iniciativa sai deste ministério sob esta vertente. É uma questão de direitos humanos também”, disse Damares Alves.

De acordo com a ministra, a pasta será responsável pela medida pois esta é “uma demanda” da família. “Claro, em parceria e anuência com o Ministério da Educação, mas a iniciativa deste ministério é legítima”, defendeu.

“O que pretendemos é dar uma oportunidade para que a família escolha a opção que achar mais conveniente para os filhos. Ninguém vai obrigar as crianças a deixar as escolas. Simplesmente vamos atender aos anseios de milhares de pessoas que preferem essa modalidade de ensino e que, hoje, não têm respaldo legal para isso”, disse Damares ao Valor Econômico .

De acordo com o novo governo, 31 mil famílias já praticam o “homeschooling” atualmente.

Damares Alves confirmou que a medida provisória será encaminhada ao Congresso no dia 1º de fevereiro, dia em que os parlamentares começam a trabalhar. No entanto, a oposição deve acionar o STF para tentar barrar a medida.

Fonte: Último Segundo


As igrejas protestantes da China estão sendo obrigadas a aceitar a instalação de câmeras de vigilância em suas dependências, como parte do monitoramento do que acontece nos cultos, como também dos seus frequentadores.

Assim, autoridades chinesas estão se tornando mais veementes em seus esforços de registrar e controlar as informações de identificação de todos os cristãos. Segundo relatório do Bitter Winter, a polícia chinesa registra os crentes que entram e depois aparecem em suas casas para “inspeções”.

A Igreja Protestante Three-Self, controlada pelo Estado, sempre esteve sob o rigoroso controle e supervisão das autoridades, que fez a instalação de câmeras de vigilância em várias de suas igrejas como forma de monitoramento de seus sermões.

Se o Departamento de Trabalho da Frente Unida (UFWD, sigla em inglês) acredita que o conteúdo de um sermão viola suas regras, o pregador em questão é levado imediatamente para uma “conversa” e pode ser preso.

Apesar da ostensiva vigilância, isso não parece ter tranquilizado as autoridades, afirma o relatório. “O controle dos membros da igreja está se tornando cada vez mais rigoroso”, afirma.

Uma das experiências da igreja Three-Self na cidade de Tieling, na província de Liaoning, mostra como a supervisão está afetando os crentes. “Os adoradores temerosos estão se afastando da igreja”, diz o relatório, que afirma que a perseguição está começando a desencorajar as pessoas a praticarem sua fé.

Em 8 setembro de 2018, quando os membros da igreja foram à capela para um culto, eles descobriram que dois policiais à paisana estavam vigiando a entrada da igreja. Os oficiais exigiram que os membros da igreja anotassem suas informações pessoais em detalhes antes de entrarem na igreja.

Para o culto prosseguir, cada membro da igreja que foi na congregação teve que fornecer suas informações pessoais aos oficiais, como nome completo, sexo, idade, endereço residencial e contatos.

“Naquele dia, uma idosa cristã de quase 90 anos foi à igreja com sua filha. Como todo mundo, ela e sua filha foram informados de que deveriam se registrar. A filha protestou, explicando que ela não acreditava em Deus, mas estava lá apenas para acompanhar a mãe idosa”, relatou a Bitter Winter.

Os policiais disseram que acreditando ou não em Deus, se a mulher fosse entrar na igreja deveria se registar.

A polícia disse ao líder da congregação, Yang Li (nome fictício): “Sua igreja é certificada. Ela precisa ser mais obediente ao Partido Comunista Chinês (PCC) e se submeter ao seu controle”.

Uma semana depois de terem registrado os crentes daquela igreja, a polícia trouxe a lista de membros registrados para Yang Li e disse: “Leve-nos a cada uma dessas casas para as inspeções. Seja qual for a casa que queremos ir, você vai nos levar até lá”.

Depois desse esforço inicial de registro em setembro, em cada dia em que a congregação estava programada para se reunir, três policiais ficavam fora da capela para registrar as informações dos membros da igreja. Sob o assédio e perseguição da polícia do PCC, a igreja, que inicialmente tinha mais de cem congregantes, gradualmente viu seus números declinarem. Agora, apenas cerca de 30 crentes permanecem.

Tal como acontece com as igrejas Three-Self, os membros das igrejas domésticas também têm suas informações de identificação registradas.

Em 30 de setembro, cerca de uma dúzia de pessoas do Departamento de Assuntos Religiosos (Segurança Pública e outros departamentos do condado de Yunxiao, na província sudeste de Fujian) invadiram uma igreja local e exigiram que o pastor da congregação se registrasse, assim como os cristãos presentes foram obrigados declarar suas informações pessoais.

Alegando que o pregador não tinha o certificado de pregação emitido pelo Departamento de Assuntos Religiosos, as autoridades o proibiram de pregar e o tiraram do púlpito da igreja.

Os fiéis estão preocupados com o monitoramento e com os registros de suas informações e identificação. “Eles se preparam para mais perseguições. Essas ações das autoridades criaram uma enorme quantidade de estresse mental para os membros da igreja, fazendo com que os números de suas congregações diminuíssem”, afirma o relatório.

Fonte: Guia-me


A Igreja Anglicana da Inglaterra está levando em consideração uma carta aberta assinada por mais de 2.000 clérigos e membros que critica a recente orientação de afirmação transgênero da denominação.

A carta pede que a Casa dos Bispos da Igreja da Inglaterra “revise, adie ou retire” sua polêmica orientação pastoral emitida no mês passado que permite que o clero anglicano realize cerimônias de Afirmação da Fé Baptismal durante os cultos da igreja para simbolizar a transição de gênero de uma pessoa.

A orientação também encoraja o clero a se referir a pessoas trans identificadas por seu nome escolhido e pronomes preferidos.

A carta , assinada por 2.251 membros na tarde desta terça-feira, 29, explica que, embora a disforia de gênero seja reconhecida há décadas, “as evidências das ciências médicas e sociais são freqüentemente conflitantes e de baixa qualidade”.

A carta enfatiza que “novas teorias controversas” sobre a relação entre sexo biológico e o significado de gênero têm sido associadas à disforia de gênero.

A carta afirma que a orientação de dezembro “levanta algumas questões significativas para a crença e prática da Igreja”.

Embora os proponentes da orientação afirmem que nenhuma nova liturgia será oferecida, aqueles que se opõem alegam que ela cria uma nova liturgia “já que as palavras existentes estão sendo colocadas em um novo propósito”.

Tradicionalmente, a Afirmação da Fé Baptismal é uma cerimônia para pessoas que já foram batizadas, mas querem reafirmar seu compromisso com Cristo.

A carta também expressa preocupação com o que eles dizem que poderia ser um “mau uso da liturgia”, uma vez que a reafirmação dos votos batismais deve ser focada em “celebrar nova vida em Cristo” em vez de uma “nova situação ou circunstância”.

Embora o arcebispo de Canterberry, Justin Welby, tenha dito anteriormente que a orientação não é obrigatória, nem uma “mudança de doutrina” e que aqueles que se opõem à orientação podem ignorá-la, isso não satisfaz as preocupações do clero que assinou a carta de oposição.

Em uma declaração ao The Sunday Times, a Igreja da Inglaterra respondeu à carta:

“Os bispos darão à carta sua séria consideração, especialmente no contexto da preparação de um novo conjunto importante de recursos de ensino e aprendizagem sobre identidade, relacionamentos, casamento e sexualidade, ‘Vivendo no Amor e na Fé’, que será publicado no ano que vem… A orientação não é uma reformulação ou uma nova declaração sobre assuntos relacionados a gênero, nem muda o ensino da Igreja da Inglaterra.”

Fonte: The Christian Post


As acusações contra grupos religiosos e indivíduos que realizaram “atividade missionária” na Crimeia, ocupada pela Rússia, duplicaram em 2018, chegando a 23 casos, segundo a organização para a liberdade de religião.

A maioria é processada por compartilhar sua fé nas ruas, por realizar cultos em locais não aprovados, ou não usar o nome legal completo de uma comunidade religiosa registrada.

As autoridades russas também multaram indivíduos por terem ou serem considerados responsáveis ​​pela literatura religiosa que o governo considerou “extremista”.

As multas podem ser de até 50.000 rublos russos (quase dois meses de salário médio local) e o confisco de qualquer literatura ou outro material.

Segundo o Forum 18, desses 23 processos administrativos, 19 terminaram em punição. Além dessas punições, pelo menos cinco pessoas estão enfrentando processo criminal por exercer sua liberdade de religião ou crença.

As comunidades conhecidas por terem enfrentado casos administrativos em 2018 são: pentecostal, batista, luterana, ortodoxa russa, muçulmana e caraíta.

Um membro de uma comunidade religiosa na Crimeia disse ao Forum18 que “os crentes saem para compartilhar sua fé com menos frequência e distribuem publicações ou convites de forma menos aberta”.

“É uma questão não apenas de multas, se você não pagar, as multas são dobradas e, se você ainda não pagar, elas imporão trabalho compulsório”, acrescentou.

Todos os casos administrativos na Crimeia em 2018, foram trazidos sob as emendas à Lei da Religião que o presidente Putin assinou em julho de 2016 , que foram imediatamente impostas na Crimeia.

A lei redefiniu a “atividade missionária” como qualquer ato religioso feito fora das instalações da igreja . Qualquer missionário ou crente nacional deve garantir uma permissão do governo através de uma organização religiosa registrada.

Desde a anexação russa da Crimeia em março de 2014 , as comunidades religiosas locais precisam se registrar novamente sob a lei russa. Muitos foram forçados a se reestruturar para atender às exigências russas.

Comunidades religiosas, bibliotecas e indivíduos repetidamente enfrentam invasões e punições.

Fonte: Evangelical Focus


No último dia 15 de janeiro, o cristão Pervaiz Masih foi informado de que estava livre, pois o Tribunal de Sessões de Kassur, na província de Punjab, no Paquistão, não conseguiu encontrar provas suficientes de que ele havia insultado o profeta Maomé durante uma discussão com um empresário muçulmano em setembro de 2015.

A absolvição por um tribunal de primeira instância é incomum, pois a maioria deixa as decisões relativas à lei de blasfêmia para as cortes mais altas.

É bem provável que esse seja o primeiro caso na história em que um tribunal de primeira instância absolve um cristão acusado de blasfêmia.

O diretor de um centro de assessoria jurídica, Nasir Saeed, disse em dezembro que “por causa das ameaças dos muçulmanos conservadores de linha dura, tribunais de pequenas causas passam sua responsabilidade para cortes mais altas e então leva anos para provar que o acusado é inocente”.

A declaração foi feita após dois irmãos cristãos serem sentenciados à pena de morte, por suposta blasfêmia.

O presidente da Associação Cristã Paquistanesa-Britânica, Wilson Chowdhry, disse que há mais 17 cristãos paquistaneses presos por supostamente cometerem blasfêmia, constituindo quase metade dos 40 casos de blasfêmia pendentes no Paquistão.

Fonte: Missão Portas Abertas


A escola de samba carioca Acadêmicos do Sossego escolheu seu personagem para ilustrar o tema que usará no carnaval deste ano: a liberdade religiosa.

Será o prefeito Marcelo Crivella, representado por uma imagem do diabo, já vazada nas redes sociais.

“É o prefeito. Estávamos terminando a obra hoje. O objetivo é fazer uma crítica política à desvalorização do carnaval por parte dele. Temos que defender nosso carnaval. Era para ser uma surpresa, mas vou me reunir com o presidente da escola e vamos decidir ainda o que vai ser feito, mas a princípio a escultura vai estar na avenida sim”, explicou o diretor de carnaval da escola Hugo Júnior.

Com o samba-enredo “Não se meta com minha fé, acredito em quem quiser”, a escola da Série A está programada para desfilar no dia 1º de março e disse que levará a escultura para a avenida.

Sobre o fato, a Prefeitura do Rio disse  que “respeita a liberdade de expressão e não vai se manifestar” a respeito.

Desde que assumiu a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella tem sido alvo de críticas por parte dos carnavalescos.

No primeiro ano de seu mandado, assumido em 2017, o prefeito viajou para o exterior no período do carnaval em clara demonstração desconexão com o evento.

Bispo licenciado da igreja Universal, Crivella também foi criticado por vários setores e pela Liga das Escolas de Samba (Liesa) do Rio por ter cortado em 50% as verbas para as escolas de samba. “Vou criar o bloco conversando é que a gente se entende”, disse o prefeito ironizando as críticas feitas sobre corte de verba para o carnaval 2018.

A Sossego não é a primeira a levar Crivella para o desfile como personagem em sua alegoria. Em 2018, a Mangueira cantou “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco” e transformou Crivella em boneco de Judas.

Em 2018, Marcelo Crivella disse não ter qualquer preconceito contra o carnaval. No Palácio da Cidade, ele participou da cerimônia de entrega da chave da cidade ao Rei Momo, mas sem fazer o ato simbólico.

O carnaval deste ano acontecerá no período de 1º a 5 de março.

Fonte: Guia-me


No último sábado (26) o pastor José Carlos da Silva, de 53 anos, foi atingido com três golpes de facão durante o culto realizado em uma igreja evangélica na cidade de Sorriso (MT).

O acusado pelo crime foi identificado como Dionatan Fernando de Sousa, 19 anos, ele Igreja Nova Aliança armado com o facão e durante o momento de oração foi até o pastor e o atacou.

Segundo informações da Polícia Militar, o jovem estava transtornado pela morte da mãe e teria ido na igreja pedir oração. Depois de atacar o pastor ele saiu da igreja, mas logo voltou para ameaçar os fiéis que presenciaram o crime.

Um dos frequentadores da igreja viu que o jovem se escondeu no pátio de um lava-jato perto do templo e os policiais conseguiram prendê-lo. O pastor foi socorrido e não teve nenhuma lesão grave.


O reitor da Basílica de Santo Antônio, em Americana (interior de SP), padre Pedro Leandro Ricardo, 50, foi suspenso por tempo indeterminado de suas funções eclesiásticas sob suspeita de ter assediado por anos rapazes menores de idade.

O decreto foi publicado neste domingo (27) por dom Vilson Dias de Oliveira, bispo da Diocese de Limeira.

O afastamento vem na esteira de uma investigação do Ministério Público de São Paulo que mira não só o padre Leandro Ricardo, mas o próprio bispo.

​A pedido da Promotoria, a Polícia Civil de Americana abriu um inquérito para investigar acusações contra os sacerdotes católicos.

É o padre Leandro que tem maior protagonismo na denúncia feita de forma anônima e que embasou a abertura de investigação sob sigilo judicial —a Folha de S. Paulo conversou com quatro pessoas citadas no documento, entre supostas vítimas e seus parentes.

Elas citam cinco garotos que teriam sido alvo de Leandro em paróquias por que passou —entre avanços que não prosperaram e casos consentidos.

O clérigo só foi afastado do cargo após a Folha de S. Paulo questionar a diocese sobre o inquérito em andamento. Antes da suspensão, o padre já havia pedido para sair alegando “momentos de estresse muito grande” que afetaram “suas plenas capacidades”.

Contra dom Vilson pairam suspeitas de acobertamento da ação do clérigo e questionamentos sobre seu patrimônio —a denúncia cita dez imóveis. Procurados, os dois negam qualquer malfeito.

O caso envolve promotores de Americana, Limeira e Araras. Começou a partir de uma carta anônima que chegou ao gabinete da deputada estadual Leci Brandão (PC do B) e foi encaminhada para o procurador-geral paulista —e de lá para as cidades.

Fonte: Folha de S. Paulo


A Suprema Corte do Paquistão rejeitou uma apelação contra a absolvição de Asia Bibi e confirmou sua liberdade nesta terça-feira (28), após dez anos no corredor da morte sob acusação de blasfêmia contra o Islã.

“Com base no mérito, este recurso foi rejeitado”, disse o juiz Asif Saeed Khosar durante a audiência.

Bibi foi condenada à morte em 2010, mas foi absolvida pela Suprema Corte em outubro de 2018. Após a petição de muçulmanos extremistas ser negada, a cristã está livre para deixar o Paquistão e procurar asilo. Duas de suas filhas já estão no Canadá.

A decisão foi celebrada pela Release International, organização que apoia cristãos perseguidos no mundo e atuou ativamente na campanha de Bibi. “Estamos muito contentes que a Suprema Corte tenha se mantido firme em relação à sua decisão corajosa”, disse o presidente-executivo Paul Robinson.

Robinson pediu ao governo do Paquistão para garantir a segurança de Bibi, proteger a minoria cristã contra as represálias da população e monitorar casos de violência. Ele também pediu que a Justiça paquistanesa revise os casos de outros prisioneiros que foram presos por blasfêmia.

“Segundo parceiros no Paquistão, há 218 outros cristãos que ainda enfrentam acusações de blasfêmia — um número desproporcional de acusados. Quando eles são acusados, indivíduos, famílias e comunidades inteiras enfrentam a violência nas mãos de guardas”, observou Robinson.

A Associação Cristã Paquistanesa Britânica acredita que nove entre dez paquistaneses ainda consideram Asia Bibi uma blasfema, o que pode torná-la um alvo para assassinato.

“No caso Asia Bibi, a Suprema Corte revelou o que a Release tem dito há anos, que as acusações de blasfêmia podem ser maliciosas e baseadas em mentiras, simplesmente para acertar as contas”, revelou Robinson.

A Portas Abertas também celebrou a decisão da Suprema Corte do Paquistão. “Estamos muito felizes que a justiça tenha prevalecido e estamos orando para que isso preveja uma nova era de direitos iguais para os cristãos e outras minorias religiosas no Paquistão”, disse a porta-voz da organização no Reino Unido, Zoe Smith.

Fonte: Guia-me


Mais um caso de pastor que comete suicídio choca a comunidade cristã. Desta vez, o caso aconteceu com um pastor de uma megaigreja nos Estados Unidos.

Jim Howard, pastor líder do campus Valência, da Real Life Church (RLC), na Califórnia, igreja com mais de 6.000 membros, matou-se fatalmente em casa na quarta-feira depois de uma prolongada batalha contra uma doença mental.

“É com o coração pesado que posso confirmar que sofremos uma perda trágica em nossa equipe da igreja esta semana. Na quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, Jim Howard – um pastor amado aqui na RLC – tirou a própria vida”, disse Rusty George, pastor líder da Igreja Real Life em um comunicado divulgado no Facebook na última quinta-feira.

“Como todos nós que conhecemos Jim podemos atestar, ele era um homem maravilhoso com um profundo amor por Jesus e uma paixão por compartilhar a graça de Deus com qualquer um que conhecesse. Ele também foi um furacão, sempre procurando novos desafios e oportunidades para ministrar aos outros ”, disse George.

Detetives disseram ao site The Signal que começaram a investigar a morte de uma pessoa que suspeitam ter morrido de um ferimento a bala auto-infligido no quintal de uma casa em Valência na quarta-feira.

Pouco antes das 15h40, os paramédicos do Corpo de Bombeiros do Condado de Los Angeles foram despachados para a casa na North Sunny Creek Drive e a polícia foi chamada para investigar um tiro na cabeça.

Em sua declaração na quinta-feira, George observou que Howard estava lutando contra uma doença mental por um tempo e até havia falado publicamente sobre sua luta contra esta doença. Howard também teria servido na Igreja Real Life por mais de três anos.

“Infelizmente, Jim sofreu em privado com desafios de saúde mental – alguns dos quais ele bravamente discutiu em público – e estava lutando com algumas questões pessoais nos últimos meses. Esta semana ele tomou a trágica decisão de acabar com sua dor. Ele será profundamente sentido por sua família, amigos, a família RLC e todos aqueles que foram abençoados em conhecê-lo”, disse George.

Ele ainda instou os membros da igreja que estão lutando e precisam de ajuda, para chamar a igreja.

A Fundação Jared Monroe, uma organização sem fins lucrativos da Califórnia dedicada a promover a conscientização, o entendimento e o apoio ao Transtorno Bipolar, também instou aqueles que sofrem com doenças mentais a procurar ajuda.

“Nossas sinceras condolências à família do pastor Jim Howard, amigos e família RLC. Os desafios de saúde mental afetam TODOS. Não sofra sozinho. Estenda a mão se você precisar conversar. Você não precisa sofrer sozinho ”, disse a fundação em um comunicado na sexta-feira.

“Algumas pessoas vão querer falar agora, e o mais incrível é que estamos falando de suicídio, morte por suicídio”, disse Sharon Brubaker, especialista em tratar traumas. “Não é mais um estigma e temos que conversar sobre isso dia após dia.”

Fonte: The Christian Post


Os cristãos, em meio à maioria muçulmana em Bangladesh, não se consideravam uma minoria até os ataques começarem, de acordo com o site de notícias The Wire.

Dhiriti Rani Gomez, de 34 anos, disse que “não se sentia membro de uma comunidade minoritária no país por grande parte de sua vida. Mas nos últimos anos, esse sentimento mudou”.

A comunidade cristã de Barisal, a que Dhiriti sempre pertenceu, foi atacada em 2016 e sua terra ocupada ilegalmente por um grupo imobiliário. “Depois do ataque, as coisas mudaram em Barisal entre os cristãos”, disse a cristã ao site.

Os cristãos em Bangladesh, que representam 0,5% da população de 166 milhões de pessoas, enfrentam discriminação de seus vizinhos muçulmanos e do governo.

Apropriação de terras e violência são dois dos problemas que geralmente cristãos tribais enfrentam.

De acordo com a Lista Mundial da Perseguição 2019, eles encaram vulnerabilidade dupla, já que pertencem a minorias étnicas e religiosas.

Outro grupo que enfrenta perseguição severa são os convertidos do islamismo, hinduísmo, budismo ou outro contexto tribal ou étnico. Eles sempre se reúnem em pequenas igrejas domésticas ou grupos secretos por medos de ataques.

No último sábado (19), depois da meia noite, Nasima Begam e seu marido, foram acordados por gritos vindos de fora de sua casa. “Leve os cristãos embora” e “Nós vamos matar vocês agora”.

O casal, que vivia na vila de Chargorak Mandop, no distrito de Kurigram, no nordeste de Bangladesh, era islâmico e se tornou cristão há 10 anos. Com o tempo, eles abriram uma igreja perto de sua casa. Um de seus vizinhos, Afan Ali, ficou sabendo da conversão.

“Ele ameaçou nos matar se não renunciássemos nossa fé em Cristo e voltássemos para o islamismo”, Nasima contou. Ultimamente, o casal foi isolado pela comunidade.

No sábado à noite, um grupo liderado por Afan Ali se aproximou de sua casa e começou a atacá-la. Eles saquearam a igreja, destruindo Bíblias e hinários, e a casa do casal.

Em meio ao caos, pegaram os filhos e fugiram para salvar suas vidas.

A família prestou queixa na polícia, mas está vivendo escondida, temendo por suas vidas. Não é possível voltar para a casa porque os agressores araram a terra e plantaram milho.

Fonte: Portas Abertas


A Suprema Corte do Paquistão vai reexaminar sua decisão de absolver Asia Bibi em todas as acusações de blasfêmia, depois que extremistas islâmicos pressionaram o governo para executá-la imediatamente.

Bibi, uma mulher cristã que ficou no corredor da morte por quase uma década por supostamente ofender o Islã, foi absolvida de todas as acusações em outubro. O tribunal não encontrou provas para apoiar as acusações contra ela.

Bibi está escondida desde que a Suprema Corte a libertou, com medo de que muçulmanos radicais e raivosos, que se revoltaram depois de ouvir a notícia de sua absolvição, a matem.

A Reuters informou que três juízes, incluindo o novo juiz do Supremo Tribunal, Asif Saeed Khosa, irá reconsiderar seu caso nesta terça-feira, 29.

Seu advogado, Saiful Malook, está confiante de que a Suprema Corte manterá sua decisão de libertá-la.

“Eles entraram com a petição em terras frágeis”, disse ele à Reuters . “Eles não tentaram impedir sua libertação por motivos constitucionais.”

Malook, que fugiu para a Europa com medo de sua vida, retornou ao Paquistão esta semana para representar Bibi no tribunal.

“Se Deus quiser, ela terá a decisão a seu favor. Ela será uma pessoa livre para ir a qualquer lugar que quiser”, disse ele.

Asilo

Grupos internacionais estão pedindo aos países ocidentais que concedam asilo para Bibi.

Seu caso foi levantado antes do parlamento britânico várias vezes, mas foi rejeitado.

O Daily Mail relata que a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, bloqueou pessoalmente a concessão de asilo a Bibi, até mesmo desconsiderando o ministro do Interior britânico, Sajid Javid, que disse que Bibi deveria se refugiar no Reino Unido.

May teria sido convencida de que, ao conceder refúgio a Bibi, ela inflamaria as tensões entre os muçulmanos britânicos e poderia até mesmo fornecer um estímulo para ataques a embaixadas do Reino Unido em todo o mundo.

O marido de Bibi, Ashiq Masih, implorou a May que concedesse asilo para sua esposa e família no Reino Unido. 

“Estou solicitando ao primeiro-ministro da Grã-Bretanha que nos ajude a sair do Paquistão e nos dê asilo se puder”, disse ele, segundo o The Guardian.

Fonte: CBN News


As igrejas evangélicas de Brumadinho estão completamente envolvidas com a tragédia que se abateu sobre a cidade, atingindo famílias e membros das igrejas, provocando perdas materiais e de vidas humanas.

A cidade com cerca de 40 mil pessoas passa pelo pior momento de sua história de apenas 80 anos.

“Estamos estupefatos com tudo o que aconteceu. Mais uma vez uma tragédia nas nossas Minas Gerais”, desabafou o pastor Marcio dos Santos, diretor-executivo da Convenção Batista Mineira que está à frente do plano de ação para ajudar as vítimas e os familiares atingidos pelo rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na última sexta-feira (25).

O pastor Márcio esteve ao lado do governador de Minas, Romeu Zema, na recepção aos soldados do Exército de Israel que, por sua experiência e expertise em grandes desastres, chegou em Minas ontem para dar apoio às autoridades brasileiras que trabalham na cidade.

“O apoio das igrejas tem sido amplo, além de ações sociais com arrecadações de roupas, remédios e água, há um grande envolvimento de apoio espiritual, com visitas a casas e orações”, destacou a presidente do Conselho de Pastores Evangélicos de Brumadinho, a pastora Maria da Conceição Lima dos Santos.

“Nosso sentimento é de profunda de tristeza. Estamos orando em todo o tempo oferecendo apoio e sustentação espiritual para as vítimas”, disse a presidente do COPEB, que é pastora da Igreja do Evangelho Quadrangular, em entrevista exclusiva ao site cristão Guiame.

De acordo com as pastora Conceição, 12 igrejas estão envolvidas com apoio às vítimas, entre as quais, a Quadrangular, a Assembleia de Deus, a Batista Ebenézer e a Primeira Batista de Brumadinho.

“Estamos de plantão para visitas e oração. Estamos unidos em força e unidade, buscando os princípios, cumprindo a Palavra de Deus do verdadeiro amor de Jesus”, disse.

Uma das ações que a Primeira Igreja Batista de Brumadinho está realizando é o suporte aos socorristas e voluntários envolvidos com os resgates.

“Nós estamos instalando máquinas para lavar as fardas dos que estão trabalhando”, disse o seminarista Aquarius Campos, que está coordenando as ações. Segundo ele, este mesmo suporte será oferecido aos soldados do IDF (Forças de Defesa de Israel), que chegaram a Minas para dar suporte às vítimas. “A ideia é lavar, passar e embalar as fardas para entregar aos que estão trabalhando”, disse.

O diretor-executivo da Convenção Batista Mineira disse que doações como roupas, alimentos e água já não são mais necessárias, agora a ajuda deve ser com relação às moradias das vítimas.  Para isso, ele pediu que todos os batistas se mobilizem com a finalidade de levantar recursos para reconstruir as casas destruídas.

Membros da igreja Batista, Laura e Abel perderam tudo. “Ouvi um barulho de árvores batendo, a menina estava nos fundos da casa e começou a gritar. Saí para fora e o barro já estava em nossa casa”, conta Abel, um morador sobrevivente, mas que perdeu tudo.

O pastor Marcio conta que em Mariana a  Convenção Batista teve o mesmo envolvimento. “Nós que tivemos muito próximos em Mariana apoiando as famílias, inclusive até hoje mantemos base naquela cidade”.

Ele disse que em Brumadinho é hora de oferecer outro tipo de ajuda também. “Precisamos reconstruir as casas destas pessoas que perderam tudo, como a Laura e o Abel que são membros da igreja”.

Ele disse que a Convenção Batista está comprometida com esse tipo de ação. “Precisamos fazer a diferença na vida dessas pessoas e mostrar Jesus de forma prática”, disse o pastor Marcio.

Auxiliar do pastor João Luiz, da Primeira Igreja Batista em Brumadinho, Aquarius disse ainda que a igreja vai receber um ônibus equipado para ajudar em ações de saúde, com equipes de voluntários que darão suporte às pessoas. Entre os voluntários está uma missionária da cidade de Barra Longa, que atuou diretamente na tragédia ocorrida em Mariana. “Ela tem experiência”, disse Aquarius.

Ele explicou ainda que foi criado um fundo, por meio da Convenção Batista Mineira, para custear as ações de socorro e apoio às vítimas. “O gerenciamento será feito pela Convenção e o direcionamento das necessidades apontado pela igreja local”, explicou.

Oração

A dor e o sofrimento das famílias têm sido imensos. Nesta segunda-feira (28), o pastor João Luiz realizou o culto fúnebre de um homem, vítima do rompimento da barragem, ex-membro da igreja que foi batizado por ele. Caberá ao pastor também centralizar a ajuda enviada pela Convenção à cidade.

Muitas orações têm sido feitas pelas vítimas. Para Ronaldo Adriano da Silva, que cuida da Comunicação da Igreja Ebenézer, presidida pelo pastor José Ricardo Santana, “no momento, o que mais precisamos é de oração e cremos que Deus nos consola e nos sustenta”.

A presidente do COPEB também fala que o maior apoio agora não são alimentos ou outros donativos, mas o suporte espiritual.

“As igrejas têm suas equipes, que estão sendo direcionadas aos lares e às famílias para dar suporte espiritual e oração. Estamos em plantão, em alerta em todo momento, prontos para as convocações feitas pelos irmãos. Estamos fazendo tudo conforme está em nossa possiblidade e habilidade para fazer”.

A pastora disse esperar que essa tragédia possa ser ponto de maior unidade entre as igrejas, como acontecia na igreja primitiva, onde tudo era compartilhado.

“Que Deus abençoe a todos os pastores de cada igreja, a cada denominação, a cada membro e nós que estamos sofrendo as consequências dessa grande tragédia e provação que atingiu a todos nós, que com ela possamos aprender a sermos um”, disse a pastora Conceição.

Fonte: Guia-me


O TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) coloca em pauta, nesta segunda-feira (28), o julgamento da competência do Ministério Público Federal (MPF) de propor uma ação civil pública contra a Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd).

Na ação, aberta em 2006, o MPF questiona a “imunidade tributária” alegada pela igreja para o não pagamento de impostos referentes aos períodos-base de 1991 a 1994, cujo total calculado pela procuradoria chega a R$ 98,3 milhões.

O Ministério Público aponta que, na época, auditores fiscais da Receita Federal em SP “desconsideraram a imunidade tributária da entidade” para cobrar tributos como PIS e Imposto de Renda.

“Inconformada com a decisão” a Iurd interpôs recurso, diz o texto. Após avaliação do então Conselho de Contribuintes, hoje o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (​Carf), a dívida da entidade foi reduzida em quase R$ 92 milhões —valor cobrado pelo MPF, que alega “defesa do patrimônio público lesado”.

A Iurd diz que “o pedido do MPF contraria julgamentos do Superior Tribunal de Justiça”. “O MPF não pode cobrar na Justiça impostos, pois existe um órgão público com esta função, a Receita Federal”, afirma a instituição.

Fonte: Folha de S. Paulo


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não pode mais receber visitas de líderes religiosos toda tarde de segunda-feira, em sua cela especial na sede da Polícia Federal, em Curitiba.

Em decisão desta sexta-feira (25), a juíza federal Carolina Lebbos Moura endureceu as condições do ex-presidente no cárcere.

O petista está preso desde 7 de abril de 2018, no berço da Operação Lava Jato, condenado a 12 anos e um mês de prisão.

Lula obteve em 2018 o direito de receber visitas religiosas toda segunda-feira. Nos seis primeiros meses, foram 17 de líderes religiosos que estiveram com o petista.

O mais assíduo, o pai de santo Antonio Caetano de Paula Júnior, o Caetano de Oxossi (3 visitas), da Cabana Pai Tobias de Guiné, conhecida como Terreiro Tulap.

O Ministério Público Federal questionou em junho de 2018 a realização de visitas de caráter religioso “em dia e horário diversos da visitação comum” e afirmou que “tais visitas deveriam ocorrer na mesma data em que realizadas as demais”.

A PF informou à Justiça que foi dada permissão de visitação “uma vez por semana, às segundas-feiras, no período da tarde e por no máximo uma hora”, “mediante requerimento da defesa, com indicação do religioso”.

Explicou que os demais presos podem receber um padre “uma vez por mês, preferencialmente na primeira sexta-feira de cada mês”.

A juíza destaca que Lula “tem recebido visitas de diversos líderes religiosos, das mais diversas crenças, fora, portanto, do serviço de prestação de assistência religiosa ofertado pelo estabelecimento prisional”.

“A manutenção dessas visitas não se mostra compatível com os princípios e as regras que regem a execução da pena.”

A juíza afirma que “o dever jurídico estatal vem sendo cumprido no âmbito da carceragem da Superintendência da Polícia Federal no Estado do Paraná”. “Conforme informação policial, organizou-se serviço de prestação de assistência religiosa, com atendimento periódico de representante religioso qualificado.”

Segundo ela, “o ordenamento jurídico não outorga ao detento o direito subjetivo de ter serviço de atendimento religioso que bem lhe aprouver, com exclusividade e alheio à organização do estabelecimento prisional”.

“Não cabe ao executado estabelecer forma de atendimento religioso próprio, em paralelo ao existente, mormente sem que apresente qualquer incompatibilidade deste com as suas crenças. Além disso, e especialmente, não se pode, a pretexto da garantia ao atendimento religioso, buscar burlar o regime de visitação existente no estabelecimento prisional.”

A magistrada destaca que nos seis primeiros meses da pena Lula recebeu visitas de líderes de “diversas religiões (frades, padres, freiras, bispos, pastores, monges, pais de santo, rabino)”. “Tais circunstâncias comprovam não se cuidar de assistência religiosa, nos termos legais, mas de visitas de religiosos. Evidente o desvio da finalidade da norma.”

“Determino a imediata suspensão das denominadas visitas de religiosos realizadas às segundas-feiras”, decidiu a juíza. “Registre-se ficar assegurada ao detento a assistência religiosa nos moldes permitidos aos demais presos.”

A juíza determinou também, que o ex-presidente não pode mais receber visitas de Fernando Haddad –seu substituto na disputa à Presidência de 2018– em qualquer dia da semana.

Fonte: UOL


Ao menos 18 pessoas morreram nas explosões de duas bombas em uma igreja de uma ilha dos sul das Filipinas que é reduto de militantes islamitas, anunciaram as autoridades do país.

A primeira explosão aconteceu dentro de uma igreja católica da ilha de Jolo durante a missa da manhã de domingo. Quando as tropas chegaram ao local, a segunda explosão foi registrada, informou o porta-voz militar da região, Gerry Besana.

Fotos divulgadas pela polícia regional mostram escombros espalhados perto da entrada da igreja e um caminhão militar danificado.

Cinco soldados, um membro da Guarda Costeira e 12 civis morreram no ataque, enquanto 83 pessoas ficaram feridos, anunciou Besana.

O chefe da polícia nacional, Oscar Albayalde, divulgou um balanço diferente, que registra 20 mortes.

“Usaremos toda a força da lei para levar os responsáveis por este ataque à justiça”, afirmou em um comunicado o secretário de Defesa, Delfin Lorenzana.

O exército utilizou helicópteros para transportar alguns feridos até a cidade Zamboanga, onde receberão atendimento médico.

“Provavelmente foi um ato terrorista. São pessoas que não querem a paz. É uma pena que isto aconteça pouco depois da aprovação da lei sobre Bangsamoro”, declarou Besana, em referência à região autônoma que os filipinos aprovaram criar em um referendo organizado esta semana.

Jolo fica na região de Bangsamoro, de maioria muçulmana.

A ilha é também uma base do grupo islamita Abu Sayyaf, acusado pelos ataques mais violentos na história do país.

O estabelecimento desta zona em um território de maioria muçulmana – dentro de um arquipélago majoritariamente católico – busca restabelecer a paz depois de décadas de um conflito que deixou dezenas de milhares de mortos.

Grupos muçulmanos pegaram em armas nos anos 1970 para exigir a autonomia ou independência do sul das Filipinas, que consideram sua terra ancestral. A insurreição deixou 150.000 mortos.

A província de Sulu, onde fica Jolo, votou contra a criação da região autônoma no sul das Filipinas, que as autoridades esperam que proporcione paz e desenvolvimento após décadas de combate, situação que deixou a zona em situação de pobreza.

O governador de Sulu questionou na Corte Suprema a lei que estabelece a nova área.

Apesar da votação em Sulu, a legislação estabelece que a província deve integrar a nova entidade política, pois os eleitores da atual região autônoma se pronunciaram a favor em seu conjunto.

Fonte: AFP via IstoÉ


Na última quarta-feira (23), o vereador Alexandre Isquierdo compartilhou em sua página oficial do Facebook, um breve vídeo para denunciar o que considerou ser mais uma forma de promover a ideologia de gênero entre as crianças.

Com um boneco ‘Ken’ nas mãos, ele mostrou que o personagem estava caracterizado como uma sereia.

“Olha aí, gente… mostrar para vocês uma vergonha, covardia com as nossas crianças: se lembram do Ken? É, o que faz casal com a Barbie. Pois é, quem te viu quem te vê, roupinha de sereia, para crianças acima de três anos, com cores LGBT”, disse o vereador. “Onde é que isso vai parar? Fora, ideologia de gênero”.

O boneco que faz parte de uma das coleções da Barbie em diferentes versões como “sereia”.

Essa não foi a primeira vez que a marca da boneca teve sua imagem usada em prol da agenda LGBT. Em 2017, a Mattel (fabricante da boneca) autorizou o uso da personagem para apoiar o casamento gay nos EUA.

Em uma publicação do perfil oficial ‘@barbiestyle’, duas bonecas da linha apareciam vestindo camisas com a frase “O Amor Vence”, escrita em inglês e em letras coloridas. A expressão foi o slogan de uma campanha em favor do casamento gay na época.



O pastor Silas Malafaia comentou em suas redes sociais sobre a decisão judicial que o tornou réu em um processo do Ministério Público do Rio de Janeiro contra o empenho de dinheiro público para a Marcha para Jesus.

“Todo o Brasil vai ver o que é perseguição religiosa. Uma juíza não aceita que a Marcha para Jesus, que é um evento de paz, seja promovida pela prefeitura. E ela, quando aceita isso, ela me denigre”, afirma.

Malafaia foi apresentado na ação porque em 2013 ele era presidente do Conselho dos Ministros Evangélicos do Estado do Rio de Janeiro, organizadora da Marcha para Jesus na capital fluminense.

Além dele, o MPRJ processou Eduardo Paes, que era prefeito do Rio, a Prefeitura e ex-chefe da Casa Civil Guilherme Schleder. A juíza Mirela Erbisti, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Rio, decidiu receber a denúncia do MP e abrir investigação.

No vídeo, Malafaia explicou o que é improbidade administrativa: “Improbidade é quando um agente público usa uma verba que não poderia usar”. Malafaia esclareceu que o caso não se refere à corrupção ou desvio de dinheiro.

O dinheiro, R$ 1,6 milhão, segundo o pastor, foi totalmente investido na realização do evento, e todo o gasto foi detalhado e aprovado no Tribunal de Contas.

“A Marcha para Jesus não é evento de igreja nenhuma, ela é um evento para promover paz, alegria e abençoar a cidade. Ela existe em mais de 100 países do mundo e no Brasil é realizada em mais de 3 mil cidades, quase todas elas promovidas pela prefeitura ou Estado”.

Malafaia compara a Marcha com a Parada Gay, evento que também é promovido por dinheiro público, mas que, na visão do pastor, comete um crime ao vilipendiar imagens de religião.

“Isso é uma verdadeira perseguição religiosa”, disse o pastor. Ele ainda destaca o despacho da juíza que faz acusações contra ele dizendo que ele “teria se locupletado com o evento”.

Assista!



A Suprema Corte dos Estados Unidos deu o aval nesta terça-feira (22/01) à medida do presidente Donald Trump que proíbe que transgêneros sirvam nas Forças Armadas americanas.

Os juízes não analisaram o mérito do caso, porém determinaram que o veto pode entrar em vigor enquanto é aguardada a decisão de recursos em instâncias inferiores.

Por cinco votos a favor e quatro contra, a derrubada das liminares que impediam o veto expôs a inclinação mais conservadora que a corte adquiriu com a chegada do juiz Brett Kavanaugh no final do 2018. Trump indicou Kavanaugh para substituir Anthony Kennedy.

A corte não decidiu sobre a questão da legalidade da medida, no entanto, ao derrubar as liminares, sinalizou que provavelmente dará vitória a Trump no caso de o impasse chegar até sua instância.

Em julho de 2017, Trump anunciou que transgêneros não poderiam mais servir nas Forças Armadas, alegando os “tremendos custos médicos e interrupções” gerados por soldados transgênero.

A decisão invalidava uma política anunciada pela gestão do ex-presidente americano Barack Obama. Críticos do veto alegam que ele atenta contra o direito à igualdade garantido na Constituição americana.

Em março do ano passado, o Pentágono apresentou a proposta para proibir nas Forças Armadas transgêneros que desejavam ou já haviam passado pelo processo de transição de gênero e quem tivesse um histórico de disforia de gênero, um transtorno que ocorre devido ao desconforto entre o sexo biológico e a identidade de gênero.

A entrada em vigor da proposta, porém, foi bloqueada pela Justiça, diante recursos que argumentavam que a medida era discriminatória e violava os direitos constitucionais.

Com o impasse, o governo de Trump decidiu levar seu veto ao Supremo em novembro para que a principal corte do país se pronunciasse sobre essa política e argumentou que o bloqueio judicial forçou o Exército a manter uma política anterior, apesar de um relatório elaborado pelo Pentágono ter estabelecido que a incorporação de transgêneros “coloca em risco a letalidade e eficácia militar”.

Há três semanas, o Tribunal de Apelações do Distrito de Columbia decidiu que esta proibição anunciada pelo Pentágono em 2017 não deveria ter sido bloqueada enquanto era contestada, apesar de a medida não poder entrar em vigor por decisões similares de outros tribunais.

A decisão do Supremo Tribunal é provisória, até que o complexo processo judicial que ainda está em análise produza uma sentença definitiva.

“Há mais de 30 meses, soldados transgênero estão servindo nosso país abertamente com valor e distinção, mas agora novamente tiveram o tapete puxado”, afirmou Peter Renn, um dos advogados que entraram com o recurso contra a medida.

A líder democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, afirmou que a decisão de Trump de banir transgêneros foi construída para “humilhar homens e mulheres corajosos que procuram servir ao seu país”.

O Pentágono elogiou a decisão do Supremo e afirmou que a medida foi baseada em julgamento militar para garantir que as Forças Armadas americanas “continuem sendo as mais letais e efetivas em combate” do mundo.

Não há números oficiais sobre transgêneros nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Um estudo de 2016, no entanto, estimou que havia cerca de 2.450 na época.

Fonte: Deutsche Welle


A igreja do Centro Cristão de Avivamento, localizada na cidade de Resistencia, província do Chaco, Argentina, sofreu um ataque de um grupo de mulheres violentas ativistas identificadas com lenços verdes (símbolo a favor do aborto).

As mulheres pintaram as paredes da igreja com spray vermelho, insultando os membros que no momento estavam realizando renovação do templo e gritaram palavras de ordem como “igreja suja, você é a ditadura” .

Alejandro Mainetti, um porteiro da congregação que estava no local, foi atacado pelas mulheres. Mainetti disse que “um grupo de pessoas veio com lenços verdes e saímos porque estavam pintando a igreja. Quando eu tento colocar minha mão para que parem de fazê-lo, uma mulher veio e me jogou contra a janela, me insultando e me empurrando para que eu reagisse e batesse nela, dizendo ‘você não pode me tocar’, mas ela fez. Pedi-lhe para não me tocar e pedi-lhe que saísse, mas elas continuaram pintando e gritando até saírem”.

Mainetti tem ferimentos e arranhões e disse que vai fazer um boletim de ocorrência, pois também havia registros das câmeras de segurança, que mostram em detalhes como estavam os fatos.

Os atos violentos sofridos pela igreja do Centro Cristão de Avivamento foram repudiados por várias entidades evangélicas na Argentina e em outros países. A Aliança Evangélica da Argentina (ACIERA) expressou seu repúdio ao ataque.

“Além deste evento específico, que se soma ao que sofreu muitas igrejas em diferentes cidades do país e que a mídia nacional silenciou, estamos preocupados com essa cultura de violência e intolerância que tenta se impor como um estilo para resolver o dissenso na nossa sociedade”, diz um comunicado emitido pela ACIERA.

A entidade evangélica argentina acrescenta sua solidariedade aos irmãos da Resistência , “reiterando nosso apelo à pacificação, respeito e tolerância”.

Do México, também foram emitidas palavras de condenação sobre os eventos sofridos por esta igreja e seus fiéis. O Congresso Ibero-americano pela Vida e a Família divulgou uma declaração pública e seu presidente, o Sr. Aarón Lara, enviou uma carta de protesto ao consulado argentino na Cidade do México.

“Nós reconhecemos nossa franca rejeição a tal perseguição e flagrante discriminação religiosa”, diz o manifesto. “Com espanto, notamos que um grupo provoca perseguição e procura um modelo único de pensamento, impondo à toda a sociedade … Causa-nos maior perplexidade, porque o aparelho do Estado não reage ou estabelece a ordem e permite os caminhos da agressão favorecendo a promoção de uma visão particular, infringindo direitos de todo cidadão que tem que tolerar abusos, insultos, agressões físicas, verbais e psicológicas, bem como danos em suas propriedades”, acrescenta o Congresso da Vida e Família.

A declaração, assinada por Lara, também questiona ” Desde quando os crentes evangélicos têm sido cidadãos como qualquer outro? Desde quando não podemos nos expressar privada ou publicamente sobre nossas convicções e crenças? Desde quando o Estado deixou de ser o protetor de nossas liberdades? Desde quando a violência é o caminho para resolver nossas diferenças e o Estado permite isso?”

Fonte: Evangélico Digital


A situação na Venezuela piorou desde o dia 10 de janeiro, quando Nicolás Maduro iniciou um segundo mandato que a oposição e grande parte da comunidade internacional reconhece como resultado de fraude eleitoral.

A Assembleia Nacional, controlada pela oposição, anunciou na terça-feira que assumiu os poderes do Executivo. O presidente da Assembleia, Juan Guaidó, já foi reconhecido como presidente interino pelo Secretário Geral da OEA, Luis Almagro.

Na noite de terça-feira, 22, centenas de venezuelanos foram às ruas para protestar contra o regime de Maduro. Os manifestantes queimaram a estátua do falecido presidente Hugo Chávez, informou a imprensa venezuelana.

Diante desta situação, vários líderes e organizações cristãs venezuelanas pediram oração e paz.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais Pastor Samuel Olson, presidente do Conselho Evangélico da Venezuela, convida a nação para orar “juntos como uma família, pedindo a Deus por Seu Espírito Santo para cuidar, liderar e abençoar nossa nação neste hora crítica de sua história “.

A União das Igrejas Cristãs da Venezuela foi mais enfática e em uma declaração pública reconheceu Juan Guaidó como o “chamado para liderar a nação neste período de transição” .

Esse grupo também se referiu “a cessação da usurpação da Presidência da República, um governo de transição urgente e eleições livres dentro do marco de um grande acordo nacional”.

Guaidó convocou uma série de conselhos abertos em diferentes cidades da Venezuela. Durante algumas dessas reuniões públicas, momentos de oração também foram organizados.

Fonte: Evangelical Focus


Aster* é casada e mãe de quatro filhos. Desde que o marido, que é pastor, foi levado para a prisão por adorar fora das igrejas reconhecidas pelo Estado na Eritreia, prover para sua família ficou sob sua responsabilidade.

Ela falou para a Portas Abertas sobre as dificuldades que a perseguição trouxe, mas também sobre algumas alegrias.

A cristã se casou dois anos após se tornar cristã e já apoiou o marido no pastoreio de uma igreja na Eritreia. “Nós vivemos com amor e servimos ao Senhor juntos. Estávamos cheios de alegria”.

Até que seu marido foi pego orando com amigos e levado preso. “Nós não tínhamos nada naquela época. Até mesmo o aluguel da casa não estava pago e nós não tínhamos economias. Eu estava muito preocupada e me sentia sozinha”.

Como esperado, o principal desafio foi descobrir como sobreviver. “Mesmo que eu tivesse um trabalho, não seria suficiente para cobrir nossos gastos. As crianças precisavam de dinheiro para a escola, transporte e comida. Eu achava difícil ficar calma e perguntei para Deus: ‘se isso é o que você quer, estou deixando tudo com você. Por favor, resolva o problema. Eu não posso fazer nada. Me dá coragem e graça para passar por esse tempo e permanecer forte’”.

Aster começou um pequeno negócio e apesar de conquistar uma renda relativamente boa, não era nada perto do que precisava para cobrir todas as suas necessidades.

“Eu também estava com problemas de saúde. Tinha dores de cabeça frequentes e sofria com uma terrível dor nos joelhos depois de uma queda grave”. Isso fazia com que ela não conseguisse trabalhar com frequência.

No meio de tudo, ela ainda teria que explicar o que aconteceu com o marido para os filhos.

“Quando disse às crianças que o pai foi preso, eles ficaram chocados. Não queria mentir para eles. Eu disse que devíamos passar por tais dificuldades e todos precisávamos orar e adorar a Deus. Meu filho do meio chorou. Eu tentei confortá-lo, assegurando que era a vontade de Deus para nós naquele momento. Eu li o livro de Atos, sobre as dificuldades que os primeiros cristãos passaram, e aquilo os fez se sentirem um pouco melhor”.

Segundo Aster, eles realmente sentem falta do pai.

Fonte: Missão Portas Abertas

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *