Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Genro de Silvio Santos é batizado em igreja evangélica


No Brasil desde 1963, o norte-americano Steve Campbell, que trabalha na tradução da Bíblia para a etnia jamamadis, foi detido pela Funai após ter entrado no território dos hi-merimãs. O missionário batista não tinha permissão para contatar o único povo isolado da região de Lábrea, no Amazonas.

Sua família tem uma casa na aldeia São Francisco, a mais populosa da região onde vivem cerca de 9.000 indígenas de oito etnias, entre os quais os hi-merimãs, que são cerca de 400. A Funai deteve e interrogou Steve nesta segunda-feira (31). O órgão indigenista deverá acionar o Ministério Público Federal e a Polícia Federal para investigar o caso.

Há cerca de 30 anos, a Funai mantém uma diretriz de não contato com os povos isolados, que segundo Bruno Pereira – coordenador geral de índios isolados e de recente contato da Funai – “não tem memória imunológica para lidar com uma simples gripe ou conjuntivite”.

Pereira também reclama que o missionário não estaria respeitando “a autodeterminação desses povos e suas formas de vida” o que conflitaria “com aquilo que acreditam”. O funcionário da Funai diz que, mesmo que ninguém tenha sido ferio, “caso se configure, na investigação, que existiu interesse de fazer contato, de se utilizar da relação dele com outros índios para se aproximar dos isolados, ele pode ser imputado por crime de genocídio ao expor deliberadamente a segurança e a vida dos hi-merimãs”.

Segundo a Folha de São Paulo, o americano chegou a solicitar à Funai um Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (Rani), passando ser considerado jamamadi, mas o pedido foi negado. A Funai diz ainda que os missionários não tem autorização oficial para morar na terra indígena.




Esse ano eu passei por varias provações, quebrei preconceitos e posso falar que foi o ano que mais testei a minha fé em Deus. Sempre fui católico e tinha muita resistência em frequentar alguma igreja cristã pelo que eu “ouvia” falar. Minha mulher começou a me levar há 5 anos atrás pra igreja batista e tive a oportunidade de conhecer mais as histórias da Bíblia, comecei a ficar curioso e fui lendo mais sobre Davi, João, os salmos, enfim, aprendi mais sobre a Bíblia e sobre Jesus. Casamos no ano passado numa cerimônia Judaico-cristã com o pastor Sidney e o que ficou do nosso casamento foi a cerimônia e não a festa. No final desse ano eu tive a oportunidade de me batizar e foi um dos maiores renovos que que já tive na vida. Não gosto de rótulos e não me considero evangélico mas um homem cristão que procura melhorar a cada dia como Pai, como marido e como pessoa seguindo a Bíblia. Que 2019 seja um ano maravilhoso pra todos nós e que Deus ilumine o nosso Brasil! #Feliz2019 #Fé #Deus
Uma publicação compartilhada por Fabio Faria (@fabiofaria55) em

Gospel Prime

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget