Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Fevereiro 2019
'Momo' "Eu quero ir" “Aguardo o Dia” “Casa na Rocha” “Em Casa” “Mais Alto” “Quem é esse?” “Quero Te Adorar” “We magnify his name” 10 Mandamentos 19ª edição do Grammy Latino 2018 2019 22 anos 3 Palavrinhas 360 Wayup 6 milhões 60 Minutes A Bíblia Kingstone Abaixo-assinado abandona Abílio Santana Abin abortistas aborto abortos abrigo para dependentes químicos Absolvida abusador abusar dos membros abuso infantil abuso sexual abusos sexuais Academia Acadêmicos do Sossego acampamento evangélico ação judicial Ação popular Ação social Acertou Mizerávi Achado Arqueológico ACI Digital acidente acidente de trânsito Acioli acordo de paz Acre acusação ad belenzinho ADAI Music Adão e Eva Adaulto Lourenço Adauto Lourenço Adilson Gigante ADO 26 adolescente adolescentes Adolf Hitler Adolf Hittler adventistas do Sétimo Dia advogados Afeganistão Africa África Africa do Sul Agenda Lgbt Airbnb Al-haram Al-sharif Al-qaeda Al-Rashid Aladdin Alagoas Alan Rick Albert Einstein Alcoolismo aldeia Kamayurá Alemanha Alerta aos pais Alex Passos Alexandra Abrantes alexandre frota Alexandre Isquierdo Aline Barros Alison Redmond-Bate alma altares Amazon ambulância América América Latina Amor Amor de Deus Amor e Sexo amor incondicional Ana Paula Ana Paula Valadão Anápolis Anayle Sullivan Anderson Freire André Aquino André Balada Andre Fernandes André Valadão Andrea Long Chu Andrew Brunson Anel Pilatos anencefalia Anglicana Angola Anitta Anjo Anne Graham Anne Graham Lotz Anny Theyler Anti-Balaka anti-Israel anti-judaico anticristãs Anticristo Antigo Testamento Antissemitismo apanhar aplicativo Apocalipse apóstolo apóstolo Paulo App Árabe Araguaína Arca da Aliança Arca de Noé Argentina Argentinos arma arma de fogo Armas Armênia armênios Arqueologia arqueólogia arqueologia bíblica Arqueologia na Bíblia arqueólogo Arquidiocese da Paraíba Arrebatamento arrependimento Artistas Asia Asia Bibi AsiaNews asilo assalto assassinada assassinado assassinato do pastor assassino assédio sexual Assembleia de Deus Assembléia de Deus Assembleia de Deus no Brasil Assembleia de Deus Vitória em Cristo ataque ataque cardíaco Ataque Contra Cristãos ataque de ódio Ataque no Egito Ateísmo Atentado Atentado Terrorista Atentados Ateu Ateus Ativismo Ativismo Gay Ativismo Lgbt ativista gay Ativistas Ator Atos dos Apóstolos atriz atriz Chrissy Metz audiência Augusto Cury Augusto Heleno Ribeiro Pereira Augustus Nicodemus Augustus Nicodemus Gomes Lopes Austrália Autoajuda automutilação Autoridade Palestina auxílio-mudança avivamento Azerbaijão azul e rosa babalorixá Baby do Brasil Bahia Baleado baleou Bancada Evangélica Band Band News Banda 4Life banda Livres Banda novo som Banda Resgate banda Rosa de Saron Bangladesh Banheiro Transgêneros banheiros únicos barragem Barroso bate boca bateria de escola de samba Batismo batismo infantil Batismo nas Águas Batista Soul batistas do Sétimo Dia batistas independentes batizado bbb Bebê é abandonado bebê Jesus bebês bebida alcoólica Beit Chabad Beka Belém Belford Roxo Bélgica Belíssima Belo Horizonte Benjamin Netanyahu Bernardino Beth Moore Bethel Bibi Bíblia Bíblia Antiga Bíblia e Ciência Bíblia Mais Antiga bíblia sagrada Bíblias. África bicicleta Big Brother Brasil Billy Graham Bird Box Bispo Bispo Edir Macedo Bispo Julian Henderson bispos Blasfêmia blasfêmia. Cristão Boas Notícias Boko Haram Bola de Neve Bolsa do Samaritano Bolsonaro bombeiros boneco Ken Sereia brad dacus Brad Hoylman Brasil Brasil Sem Aborto Brasil Urgente Brasil x Israel Brasília Brian Houston briga de casal Britney Spears Brittni De La Mora Brumadinho Bruna Drews Bruna Marquezine Bruxa bruxaria bruxos cristãos Budismo Bulgária Bunda Mole buscar a Deus Butão cabo Daciolo Cabo de Santo Agostinho Cabul caçadores de cabeça CADETINS café da manhã de oração por Jerusalém Caio Fábio calçados Hello Kitty. calçados Ipanema calçados Melissa Califórnia caloteira Câmara de Vereadores de Porto Alegre câmara dos Deputados Camarões câmera câmeras de vigilância Caminhada Caminho da Graça Campanha Campinas Canadá câncer Candomblé cantor Anderson Freire cantor Eli Soares cantor gospel cantor Juliano Son Cantor Leonardo Gonçalves Cantor Robério Lima e Silva Cantor Samuel Mariano cantor Wellington Camargo Cantora cantora Daniela Araújo cantora Flordelis Cantora Gospel capeta escondido Caridade Carlos Apolinário Carlos Bolsonaro Carlos Nadalim carnaval cartão de crédito Casa Branca Casa Civil casal gay casamento Casamento de Célia Sakamoto casamento gay casamentos cristãos Casos de Milagre Cassiane cassino Castidade Catedral da Fé Cativeiro Catolicismo católicos Cazaquistão Ceará Ceia de Natal celebridades Célia Soul Céline Dion celulares censura Centro Nacional de Exploração Sexual Centro Pentecostal Jovem Resgate Cepal cerveja Cesare Battisti céu Chance The Rapper Charles Darwin Chico Wehmuth Chile China chineses Chris Pratt Christian Bale Christyan Leão Cia Nissi Ciclone Cid Moreira ciência Cinema Circulo de oração Cisjordânia Ciúmes clamor Clínica Abortista clinica de aborto Clínica de Aborto clip CNBB CNN cnpj Coaching Coaf cobertura espiritual Coletes Amarelos Colômbia coluna Comandante Moisés comando vermelho Combate à Corrupção combate à pedofilia combater Comercial Comics comodoro MT comunismo Condenada conectados a Cristo Conectando Gerações Conexão Repórter Confiabilidade da Bíblia Confiança na Bíblia Conflito Congo Congrega Church congregar congresso internacional de arqueologia bíblica Congresso Nacional consagração Conselho Apostólico Brasileiro Conselho Mundial de Igrejas Conselho Tutelar Conselhos de Psicologia Conservadorismo Consumo de Maconha Contra Ideologia Contra Ideologia de Gênero Convenção Batista do Sul Conversa Com Bial Conversão Coordenação de Assuntos Religiosos COORPIN Coptas coral Coral Kemuel Coreia do Norte Coréia do Norte Coreia do Sul corinthianismo Corinthians Corrupção cova CPAD CPI crê em Deus Crente Bom de Bíblia 2018 Crescimento das Igrejas Criacionismo crianças Crime crime organizado Crimeia Crimes criminalidade criminalização da homofobia Cris Cyborg cristã perseguida cristão cristão homofóbico Cristão Perseguido Cristão Perseguidos Cristão. Lista Mundial da Perseguição 2019 cristãos Cristãos Copta Cristãos de Jos Cristãos no Egito Cristãos no Trabalho cristãos perseguidos Cristianismo Cristo para Todas as Nações Cristóvão Colombo criticada críticas Crocodilo crucificado Crueldade Animal cruz Cruz das Almas-AL cruzada Cuba cuide de sua família culto culto ao ar livre Culto na Rua cultos Cultura de Estupro Cúpula Conservadora das Américas cura Cura de Doenças Cura de Tumor Cerebral Cura do Câncer cura gay Cura Milagrosa curandeiro Cursos Cybercensura Daciolo Damares Alves dança Daniel e Samuel daniela mercury Danielle Favattoigreja Danilo Gentili Darlene Zschech Darwinismo Datafolha Datena Dave Williams. microchips David Cerqueira David Owuor Dc Comics Deadpool Debate Deborah Secco decote Decreto Defesa dos Animais Deise Cipriano Deise Jacinto Delegacia de Investigações Gerais delegada Luciane Bachir Deltan Dallagnol Demolidor demônio Demônios Denis Mukwege Denise cerqueira Dennis Christensen dependência quíimica ex-bruxo ex-ocultista libertação do ocultismo libertação espiritual ocultismo sair do ocultismo testemunho de conversão testemunho de fé vício em drogas deportação depressão deputada federal Flordelis Deputada Lauriete deputado federal deputado Hidekazu Takayama deputado Sóstenes Cavalcante Descoberta Arqueológica Descobertas Científicas Desconfinados Descriminalização da Maconha Desigrejados Deus Deus capacita os escolhidos Deus Criador Deus é Mais Deus é Mulher Deus Não Está Morto Deus Salvador deusa robô Devocional Dez Mandamentos DHPP Dia da Bíblia diabo Diante do trono dicas de suicídio Dilma Rousseff dilúvio Dinheiro diploma de mestre diplomação no TSE Diplomacia Direitos Humanos Disforia de Gênero Disney disparo Distrito Federal Ditadura Dívida Divisão Divórcio dízimo DJ DJ PV DNA Doação doação de imóvel Dom Orani Tempesta Domingão do Faustão domingo Donad Trump Donald Trump Douglas Gonçalves Doutor Estranho doutrinação Dr. Milagre drag queens drogas Dudu Camargo Dupla Dupla Alisson e Neide DVD comemorativo eclipse Ecologia Edificante Edir Macedo Editora de quadrinhos Eduardo Bolsonaro Eduardo Costa Eduardo Paes Eduardo Sterblitch Educação educação domiciliar Efatá Egito El Chapo Elaine Martins Eleições 2018 Eleitoras eletrocutado Eli Soares Ellen Page Elson de Assis embaixada Embaixada Brasileira Embaixador de Israel Emerson Orofino Emerson Pinheiro Emirados Árabes Unidos Emmanuel Macron empresas encontros religiosos Enem enredo ensinamentos budistas Ensino Religioso Entrevista com Deus equipe de transição Erich von Däniken eritreia Ernesto Araújo erotização precoce escândalo Baby Squillo Escatologia Escavação Escócia Escola Cristã Iraque escola de samba Escola Dominical escola sem partido escolas Escolas de elite Escolas de Samba escravas sexuais escravizar fiéis esfaqueador esfaqueia espetáculo Espirito Santo Espírito Santo esposa esposa de bolsonaro esposa do presidente esquerda Esquerdismo Estadão Estado Islâmico Estado laico Estados Unidos Estatísticas esterilizações Estrada Estrela de Belém estudo estupro Etiópia Eu Não Estou Só EUA Eunício Oliveira evangelho evangélica Evangelicaorto Evangélicas evangélico Evangelicos evangélicos evangelismo Evangelismo na Rua Evangelismo Urbano evangelista Evangelização Evangéllicos Evento evento evangelístico Evidências do Cristiainsmo Evo Morales ex-atriz porno Ex-bruxa ex-cantor ex-feminista Ex-gay Ex-governador Ex-homossexual Ex-islâmico ex-líder ex-marido ex-Miss Pensilvânia Ex-muçulmano ex-muçulmanos ex-ocultista Ex-padre ex-padre Wagner Augusto Portugal Ex-pastor ex-pastor evangélico Ex-presidente Lula ex-satanista ex-vocalista da Banda IdeALL excesso de barulho Êxodo exploração sexual extraterrestre extremismo Extremismo Religioso extremistas Extremistas Islâmicos Extremistas Muçulmanos Eyshila Fabio Faria Fábio Pannunzio fábrica de tortura Fabrício da Silva Pimentel Facebook Faixa de Gaza Fake News FakeNews Fala Que Eu Te Escuto falar em público falsa igreja Falso Falso Milagre Falso pastor família Família e Direitos Humanos Fantástico Fat Family Fausto Silva favorecimento Fazer Aborto Fé cristã Fé Irresistível Feira de Santana feitiços felicidade Felipe Moura Brasil Feminismo Fenômeno fenômeno da natureza fenômeno evangélico Fernanda Brum Fernanda Lima Fernandinho Fernando Haddad Fernando Pesão Fernando Pessoa feto Fica Tranquilo fichas escolares fiéis Filadélfia Filho filhos Filipinas Filme Filme Cristão Filmes Filmes adultos Filosofia de Vida filósofo Fim dos Tempos financiamento Finlândia físico brasileiro Flávia Alessandra Flávio Bolsonaro Flordelis Floresta Amazônica fofoca Fofocalizando Folha de São Paulo Forças Armadas Fórmula 1 Fortaleza Fórum Desembargador Mendes Wanderley Fórum Econômico Mundial Foundation França Francis Chan Francisco Razzo Frank Aguiar Frank Houston Franklin Graham Fred Instagram Freedom Freiras frente parlamentar evangélica From Religion Funai funk funkeira Ludmilla Futebol Gabinete de Segurança Institucional Gabriel Guedes Gabriel Medina Gabriela Gomes Gabriela Hardt Gabriela Rocha gafanhotos Game of Thrones Gana Gaviões da fiel General Heleno Gênero nas Escolas gênero neutro genética Geografia Bíblica Ghar Wapsi Gideões Missionários Gideoes Missionários da Última Hora Gideões Missionários da Última Hora Gilberto Carvalho Gisele Bündchen Gleisi Hoffmann global Globo Globo News Globo Rural GloboNews Glória a Deus Gogue e Magogue Goiânia Google gospel Gospel for Asia governador do Distrito Federal governadores governo Governo Bolsonaro Governo do DF governo do Egito Grã-Bretanha Grammy Latino gravadora Musile Records grazi massafera Gregório Duvivier Grendene Gretta Vosper Greves Grupo de Lima Grupo dos 77 Grupo Especial do Rio de Janeiro Grupo Lgbt Grupo pró-aborto Grupo Record Grupos religioso Guanambi guerra Guerra interna Guerras Guilherme de Sá guitarrista Haia Hailey Hailey Baldwin Haiti Hamas Hamilton Mourão Hank Hanegraaff Harpa Cristã HB Heidi Crowter heresia Hillsong Hinduísmo Hino História do Cristianismo Hitler Holanda Hollywood Holocausto homem Homem de Ferro Homem-Aranha homeschooling Homicídio homofobia homoparentalidade homossexuais homossexual Homossexualidade Hong Kong horóscopo hospital de Brejo Santo Hulk humor Humorista Ibaneis Rocha Ibope Idai identidade de gênero ideologia Ideologia de Espécie ideologia de esquerda ideologia de gênero IEQ igreja Igreja Adventista Igreja Adventista Remanescente de Laodiceia Igreja Anglicana igreja anti-LGBT igreja Apostólica Acolhidos por Cristo Igreja Assembleia de Deus Igreja Batista Igreja Batista da Lagoinha Igreja Batista Getsêmani igreja Bethel Igreja Brasil para Cristo Igreja Catedral do Avivamento Igreja Católica Igreja Católica Apostólica Romana (icar) Igreja Cidade de Refúgio Igreja Comunidade das Nações Igreja Contra o Aborto Igreja da Cientologia Igreja da Graça Igreja da Inglaterra Igreja de Bethel igreja destruída igreja do distrito de Iara Igreja do Evangelho Quadrangular Igreja Episcopal Igreja Evangélica igreja Hillsong Igreja holandesa Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Luterana Igreja Mananciais da Barra Igreja Metodista Igreja Metodista Unida Igreja Mundial do Poder de Deus Igreja Ortodoxa Igreja Ortodoxa Ucraniana Igreja Pentecostal Tempo de Milagres igreja perseguida Igreja Presbiteriana Igreja Presbiteriana de Cruzeiro do Sul Igreja Profetizando as Nações Igreja Quadrangular Igreja São Thomas Igreja Universal Igreja Universal do Reino de Deus igrejas Igrejas alemãs Igrejas domésticas igrejas evangelica Igrejas Evangélicas Igrejas evangélicas Alemanha igrejas licença Igualdade Racial ilegais imã Ahmed al-Tayeb Imagem de Cristo imagem de Jesus imbecil impostos Imran Khan Incêndio incesto indenização Índia indígenas índios Indonésia infância Inglaterra Insetos instituto Barna Instituto de Templo Instituto do Templo Inteligência e Fé intercessão Internacional International Christian Concern internet intolerância religiosa investigação Irã Iranianos Iraque Irlanda Irmandade Muçulmana Isabella Chow Isadora Pompeo Isaias Jr Islã Islâmicos islamismo Islamização Israel Israel Salazar Israel x Palestina Italia Itália Itamaraty IURD Ivanir dos Santos J.d. Greear Já Ouço o Rugido Jacarezinho Jacira Cabral Jair Bolsonaro Jair Bolsonro Jair Messias Bolsonaro James Cowan James Faulkner Jamie Shupe jandira feghali Japão Jay Santana Jean Wyllys Jenna Presley Jerry Falwell Jr. Jersualém Jerusalém Jesus Jesus Copy Jesus Cristo Jezabel Jihad Jim Caviezel Jim Howard Jimmy Evans Jó – Midian Lima João Campos João de Deus Joaquim Alves joel dahl Johan Huibers John Allen Chau John Bolton John Chau Joice Hasselmann Jojo Todynho Jonathan Nemer Jordânia Jorge Viana Jornada Mundial da Juventude jornal Jornal Nacional jornalista Milly Lacombe José de Abreu Josimar Salum Josué Valandro Jr. Jovem jovem cristã Jovem Pan Jovens Jovens Cristãos Joyce Meyer Juan Guaidó Judaismo Judaísmo Judeus Judith Butler Juiz Juiz Marcelo Bretas Juiz Sérgio Moro Juíza juíza Diana Brunstein juíza Maria Lucinda da Costa juízes Julgo Juliana Paes Junior Trovão Justiça Justiça do Trabalho justiça federal Justin Bieber Justin Welby Kantar Ibope Kanye West Kauã Salles Kemilly Santos ken hickam Kevin Sorbo Kingstone kit gay Kleber Lucas lacração ladrões Lady Gaga Lagoinha Lançamentos Lanna Holder laos Las Vegas Latino Lauriete Lauriete Leonel Ximenez Lava Jato Léa Mendonça Leandro Karnal Legalização da Maconha Legalização do Aborto Lei Lei Civil Lei Rouanet lenços verdes Leo Dias leões Leonardo Gonçalves LGBT LGBTI LGBTI+ LGBTQ LGBTs libanês Líbano Liberação da Maconha Liberalismo Teológico Liberdade de Expressão Liberdade religiosa libertação Líbia Líder de seita líder do islã Líder Evangélico liderança Líderes Evangélicos Líderes Religiosos Liga Árabe Lindbergh Farias Língua Portuguesa linguagens de sinais Línguas Estranhas Linhares lista de livros evangélicos 2018 Lista Mundial da Perseguição Lista Mundial da Perseguição 2019 Lito Atalaia livramento Livro Livros Liz Lane Loja Londres Lotz Louie Giglio Louvor e Adoração lua de sangue Luã Freitas Luanda Lucas Luciana Gimenzes Luciano Huck LUCIANO SUBIRÁ Lúcifer Ludmila Ferber Lugar Secreto Luiz Inácio Luiz Inácio Lula da Silva Luiz Sayão Lula Luma Elpidio luteranos Mackenzie Maçonaria Maconha Maconha Não macumba Maduro mãe Mãe de El Chapo Magno Malta Magno Malta e Lauriete Maioridade Penal mais lido 2018 Mais médicos Malásia Malhação mandato mandato ilegal mansão Manuela D'ávila Manuscritos do Mar Morto Maomé Mar Morto Mara Maravilha Maranhão marcelo calero Marcelo Crivella Marcelo Freixo Marcelo Gleiser Marcha Marcha na Argentina Marcha para Jesus Marcha pela Vida marchas Marco Feliciano Marcos Freire Marcos Madaleno Marcos Mion Marechal Cândido Rondon Mariana Valadão Maricá marido Mario Bramnick Mario de Oliveira Marisa Lobo Marisa Lobo Psicóloga Marisa Papen Marrocos marroquino Marvel Marxismo Cultural marxistas Mauricio de Souza maus tratos Max Lucado MBL MC Pocahontas McDonald’s MEC meca medicina Mediunidade medo megaigreja meio cristão Melhor Álbum de Música Cristã Melissa Joan Hart membro Menina rosa Menino azul menores menores de 14 anos mensagem mercado de streaming mesquita Messias Mianmar Michel Temer michelle bolsonaro michelle de paula bolsonaro Migração Mike Pence Mike Vieira Mikkelson milagre Milagres ministério “Underground Resistance” Ministério da Cidadania Ministério da Mulher Ministério das Relações Exteriores ministério de louvor da Assembleia de Deus Alto do Ipiranga (SP) Ministério dos Direitos Humanos Ministério Mananciais Ministério Nova Jerusalém Ministério Portas Abertas Ministério Público Ministério Público Federal ministérios. ministra da Mulher Família e Direitos Humanos Ministra Damares Ministra Damares Alves Ministro ministro Augusto Heleno Ministro Dias Toffoli Ministro Marco Aurélio Mello ministro Marcos Pontes Ministros Mirele Peixoto Souza Teodoro Missão Portas Abertas Missionária Missionária Camila Barros Missionário Missionários Missões Missouri miticismo Mitologia MK Music Mobile Moçambique Mogi das Cruzes Moisés Mongólia monte Monte do Templo Moradores de rua Moro Morreu morte morte de pastor mortos Moscou Movimento Lgbt MPES muçulmano muçulmanos Mudança da Embaixada Mudança de sexo Mulher mulher cega Mulheres mulheres cristãs Música Musica Gospel Música Gospel Musical Musile Records Nações Unidas Namibe não se meta com meus filhos Nascimento de Jesus Nasrat Mohamed Jamil Natal Natália Araújo National Geographic Native Tongue naxalitas Nazaré NCOSE Neal McDonough Nego do Borel neopentecostais NetFlix neto de Billy Graham Nevada Neymar Nicolás Maduro Nicole Kidman Níger Nigéria Nigeriano Nívea Soares Nobel da Paz nota oficial Nova Friburgo Nova York novela Novelas Novo Testamento O Milagre da Fé o outro lado do paraíso O Seredo dos Deuses Oakland obras ou pela graça Obreiro ocorrência policial ofensa oferta Oklahoma Ong Cristã Ongs ONU ONU Mulheres Onxy Lorenzoni Onyx Lorenzoni OPBB-SP Operação Lava Jato opositora oração orações Ordem dos Pastores Batistas Organização das Nações Unidas Oriente Médio Os Incríveis os Pingos nos Is Ousado Amor – Isaías Saad outros deuses Pabllo Vittar Paciência pacific justice institute Pacto de Migração pacto diabo padre Padre Alessandro Campos Padre católico gay padre Marcelo Rossi Padre Quevedo padres Paganismo páginas da vida pai pai de vítima pais biológicos Palácio da Alvorada Palácio do Planalto Palavra de Deus Palestina palestinos Panamá Pânico panos ungidos Pantera Negra pão diário Papa Francisco Papai Noel Paquistão Paquistãom Suprema Corte do Paquistão Parada do Orgulho LGBT Parada Gay parada LGBTQ Paraíba paralisia facial Paranoá paris parlamento britânico Parlamento e Fé Partido Comunista Partido Comunista Chinês Partido dos trabalhadores partidos de esquerda passaporte diplomático Passion Pastor Pastor Adir Neto Teodoro pastor Alph Lukau pastor Anderson do Carmo Pastor Antonio Rocquemore pastor e advogado Adir Neto Teodoro pastor Felippe Valadão Pastor George Pastor Geraldo Mangela pastor Hueslen Santos pastor isidório pastor Jim Jones Pastor Joaquim Barbosa pastor Leonardo Sale Pastor Lucas Pastor Manuel Marcos Pastor Marco Feliciano pastor Melqui Gomes Pastor Reuel pastor Rinaldi Digílio pastor Robert Hood pastor Rusty George Pastor Samuel Mariano Pastor Samuel Olson Pastor Silas Malafaia pastor Takayama Pastor Tiago Brunet pastora Pastores pastores de cabra fulanis Paternidade Patriarca Kirill Patricia Lelis patrimônio da humanidade Paula Fernandes Paulo Freire Paulo Guedes pauta de costumes Pcdob PEC pecado pecados pediatra pedido de desculpas pedofilia Pedra Beka pensamento Pensão alimentícia Pentateuco Pequim perda do filho perdão perguntas ofensivas Perlla Pernambuco Perseguição perseguição religiosa pesquisa Pesquisas Petista Petrobrás Petrolão Pew Research Center Phatrícia Carvalho Philip Metschan Piauí Pilar do Sul Pilatos pintor preso piscina Pixar Animation Studios Plano de Governo Plano do diabo Plano do diábo PM Pobreza extrema Pode Voar Polêmicas Polícia Polícia Civil Polícia Civil do Rio Polícia Federal Polícia Militar Policiais militares poligamia politica política Pôncio Pilatos Pônico Pilatos população condena pornografia pornografia infantil Porta das Ovelhas porta de igreja Porta dos Fundos Portas Abertas portas dos fundos pós-morte Posse do Presidente Posse Presidencial praças Prb prefeito prefeitura Pregação Pregação Contra Aborto pregador de internet pregador voador pregadores modinha Prem Baba Prêmio Nobel presépio Presépio Satanista Satanismo Presidência presidência no Congresso Presidente presidente da Rússia presidente jair bolsonaro presidente Jovenel Moise presidente Michel Temer Preso presos primeira filha Primeira-dama prisão Priscilla Alcantara prisões iranianas pró-vida processo processo judicial Processos judiciais procuradoria geral da república profecia Profecias professor professores Programa Fantástico Progressismo proibir Projeto de Lei Propaganda propina Proposta de Emenda à Constituição prostituição protestantes Protestantismo protestos Provérbio X psicóloga evangélica PSL PT Punjab Pure Flix Puritanismo queda de helicóptero Quem é Você? Quênia Qumran R. R. Soares R.R. Soares R$ 28 Rabinos racismo radicais rádio Rádio Jovem Pan Rádio Vida radios gospel Rafael Novarine Rafael Octavio Rafael Octávio Rap Rap Gospel do Brasil Real Life Church Rebeca Nemer receita federal Recep Tayyip Erdogan Recife record Record News Record TV Rede Bandeirantes rede globo Rede Record Rede TV Redes Sociais reencarnação reforma da previdência reforma tributária refugiados Regensburger Domspatzen regularização rei da matemática Rei Davi Reinhard Bonnke Reino Unido Reis Magos Relacionados Relações exteriores religião religião islâmica religião no futebol religiões religiões de origem africana Religiosidade religiosos Religiosos palestinos Renan Calheiros Renascer Praise Renato Cardoso repartições públicas réplica república centro-africa República Centro-Africana ressucita Ressurreição restaurar Reuel Bernardino Revista Época RFID Ricardo Boechat Ricardo Lewandowski Ricardo Vélez Rodriguez Rio de Janeiro Rio Jordão Riqueza rituais rituais religiosos Roberta Miranda Roberto Requião Rock Cristão Rock in Rio 2019 Rodolfo Abrantes rodovia Castelo Branco Rodrigo Duterte Rodrigo Maia rodrigo silva Roma Romualdo Panceiro Ronald McDonald’s Ronaldo Caiado Ronaldo Ésper Rosa de Saron Rosânia Rocha Roubo Rua Azusa Rumores de Guerras Russia Rússia ryan coleman Sabrina Bittencourt Salmo 91 Salmos Salvador Sam Henrique Samuel Malafaia Sandra Terena Sandro Frederico da Silva Sandy Santa Catarina Santiago Chile Santo São Paulo Sarah Farias Sarah Sheeva Satanás satanismo filosófico satanistas SBT SBT Silvio Santos Schumacher Se Eu Me Humilhar – Discopraise sê tu uma bênção Secularismo Secularismo na Igreja Segunda Instância segundo casamento segundo sol Segurança pública Sei Que Estás Comigo seita seita Cientologia seminários Senado Senado Federal senador estadual Senegal sente as pessoas Separação sequestrado Sérgio Cabral Sergio Knust Sergio Moro Sérgio Moro Séries de Tv Sermão sertanejo Sertãozinho Sharran Sheikh Hasina signos Silas Malafaia Silvio Santos símbolos nazistas símbolos religiosos Simone Simone e Samaria Sindicalistas síndrome de down sinos Sionismo Síria Smartphones sobrenatural socialismo Sociedade Bíblica do Brasil Sodoma e Gomorra Solstício de Inverno Som da Minha Vida Sony Music Gospel Sorocaba Southern Baptist Convention Stan Lee startup DVFLIX Steve Campbell STF sucesso Suicídio Suicído Super Drags Super Interessante Super-herói Superação Supernatural Superpop Suprema Corte Supremo Tribunal Federal Supremo Tribunal Federal (STF) Surdos Surf Suzano Switchfoot Talita Cipriano Tamrazyan tanque de Betesda Tatá Werneck tatuagem Teatro Teleton Templo de Salomão Templo dos Anjos Teocracia teólogas feministas Teologia teologia da prosperidade teólogo Ricardo Velez Rodriguez Teoria da Conspiração Teoria da Evolução Terceiro Gênero Terceiro Templo Teresinha Neves Teresópolis Terra Santa Terrorismo Terrorismo Islâmico Terrorista Terroristas Testemunha de Jeová testemunhar Testemunhas de Jeová Testemunho Testemunho Cristão Testemunho de Fé Testemunhos Tetelestai Thaila Ayala Thalles Roberto Thammy Gretchen The Noite The noite. SBT Theodore McCarrick Theresa Thor Tijuca timidez tipos de testemunhas tiririca Tiroteio no Templo TJ-SP Tocantins Tom Cruise Tony Ramos Top trabalho trabalho escravo Tradição tradução Tradução da Bíblia tragédia Trans especie Transexuais Transexual Transexualidade transfusão de sangue Transgênero transgêneros Transição de Gênero Transplante de útero Tribo queniana Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo tristeza Trump Tubarão tumor Turismo turistas Turma da Mônica Turquia TV Gazeta TV Globo TVI Twitter Ucrânia Ufc UFO Uganda última tribo Umbandistas unasp Unção Unesco União das Igrejas Cristãs da Venezuela União Europeia Universal Universidade de Liverpool Universidade de Sheffield universidades Uzbequistão Valdemiro Santiago Valdomiro Santiago Vale Valerie Gatto vandalização Vanessa Grazziotin Vanilda Bordieri Vasco da Gama Vasos Quebrados Vaticano Veganismo Veganos velho testamento vendedor Thiego Amorim Venezuela verdades secretas Vereador Vermelho versículo Veruska Seibel Viagem Missionária vice-presidente vice-presidente dos EUA vício vida Vídeos Viktor Orban Violência violência contra cristãos violência sexual Viral Virgindade visão limitada visita histórica Visões Vissarion Vítima vítimas vítimas de tragédia Viva de Aline Barros Vladimir Brichta Vladimir Putin voador voto aberto Walter Hoye whastapp Whindersson Nunes White Magazine Wilian Nascimento Wilson Witzel X-Men Xi Jinping Xuxa Ygor Siqueira Yoga Yossi Shelley Youseff Youtube Youtube Kids Youtuber Zezé de Camargo e Luciano Zona Norte do Rio

Um grupo de cristãos pediu à Turquia que tome medidas imediatas para combater os crimes de ódio contra aqueles que praticam a fé.

A reclamação foi feita depois que vândalos desfiguraram uma igreja com pichações ameaçadoras em Istambul.

As mensagens foram pichadas com palavras de ameaças escritas em uma em inglês e árabe avisando: “Vocês estão acabados”. Câmeras de segurança registraram os vândalos pulverizando “discurso racista e de ódio” nas paredes e na porta da Igreja Armênia, segundo relatórios da International Christian Concern (ICC).

O incidente provocou condenação generalizada de toda a comunidade armênia da Turquia, que, segundo o órgão de fiscalização, é frequentemente assediada e alvo de crimes de ódio.


Um relatório recente de uma associação protestante sugeriu que os cristãos que viviam na Turquia estavam preocupados com o crescente discurso de ódio contra suas comunidades.

Muitas famílias cristãs tiveram que deixar o país devido a campanhas intensificadas em mídias tradicionais e sociais, retratando os cristãos como espiões e sendo alinhados com grupos terroristas.

Claire Evans, gerente regional da ICC para o Oriente Médio, disse: “Felizmente, ninguém ficou ferido durante este incidente. No entanto, a gravidade da situação não pode ser ignorada”.

O representante Moris Levi, fundador da Minority, condenou o ataque, segundo o site de notícias turco Sendika.org. “Esses atos são um claro crime de ódio e nossas comunidades ainda estão sendo submetidas a esses ataques”, disse Levi.

Armênios

Cristãos armênios sofreram assédio e violência por muito tempo na Turquia, o que levou a maioria a fugir. O aumento geral do discurso de ódio na Turquia dirigido contra os cristãos soa o alarme de que o ambiente é cada vez mais hostil para com os não-muçulmanos.

“A Turquia se propõe a ser uma nação secular, um país que virou uma nova folha. Se isso for verdade, então aqueles que encorajam e cometem esses crimes de ódio contra os cristãos devem ser responsabilizados antes que a situação se agrave para algo pior”, disse Claire Evans.

A organização cristã Portas Abertas diz que os praticantes da fé cristã na Turquia sofrem níveis “muito altos” de perseguição. Diz ainda que o nacionalismo religioso promovido pelo presidente Recep Tayyip Erdogan marginaliza os cristãos.

A Portas Abertas diz que os cristãos no país do Oriente Médio representam apenas 0,2 por cento da população e muitas vezes são obrigados a esconder sua fé.

“Aqueles de minorias étnicas, como ortodoxos gregos, cristãos armênios e siríacos sofrem discriminação no local de trabalho, especialmente quando os empregadores têm ligações com o governo”, diz a Portas Abertas.

Um dos problemas é que a “filiação religiosa é registrada em cartões de identificação, por isso é fácil discriminar os candidatos cristãos”, explica a organização.

Fonte: Guia-me com informações de Express


Um grupo de diretores de funerárias na África do Sul disse que processará um autoproclamado profeta que afirmou ter ressuscitado um morto.

Um vídeo do pastor Alph Lukau, em que ele aparece gritando "levante-se" para um homem deitado em um caixão, que, em seguida, se ergue e é celebrado por fiéis, viralizou.

As empresas funerárias dizem que foram manipuladas a se envolverem na farsa organizada do lado de fora da igreja de Lukau, próximo a Joanesburgo. O caso foi ridicularizado e criticado por muitos no país.

"Não existem milagres. São tentativas de ganhar dinheiro com o desespero do nosso povo", disse a Comissão para a Promoção e Proteção de Comunidades Culturais, Religiosas e Linguísticas à emissora estatal da África do Sul.

Funerárias alegam danos à sua reputação
Três empresas funerárias que dizem ter sido enganadas agora estão tomando medidas legais por danos à sua reputação.

A Kingdom Blue, a Kings & Queens e a Black Phoenix disseram à imprensa local que os representantes da igreja os enganaram de diferentes formas.

"Supostos membros da família do falecido" disseram à Kings & Queens que tiveram um "conflito com um outro fornecedor de serviços funerários".

Os clientes também supostamente colocaram "adesivos da Black Phoenix em um carro particular" para parecerem críveis para a Kings & Queens quando foram contratar um carro fúnebre da empresa. O caixão, dizem os diretores de funerárias, foi adquirido da Kingdom Blue.

A igreja de Lukau, a Alleluia Ministries International, não respondeu ao pedido de comentários da BBC.

Debate sobre falsos pastores
O site de notícias Sowetan relata que a igreja recuou em sua alegação de ter realizado uma ressurreição, dizendo que o "morto" já estava "vivo" quando foi levado ao local.

O pastor havia apenas "completado um milagre que Deus já havia realizado", disse a Alleluia Ministries International ao Sowetan.

O correspondente da BBC Milton Nkosi disse que o vídeo provocou um debate nacional sobre falsos pastores e foi amplamente criticado por grupos religiosos renomados.

No entanto, alguns sul-africanos usaram a hashtag #ResurrectionChallenge (#DesafioDaRessureição) nas redes sociais para tratar do caso de forma bem-humorada.

Este é o caso mais recente a chamar atenção para líderes religiosos no país que dizem a suas congregações terem realizado feitos extraordinários.

No ano passado, um pastor sul-africano foi considerado culpado de agressão por ter pulverizado um inseticida doméstico sobre os fiéis alegando falsamente que isso poderia curar câncer e infecção pelo vírus HIV.


Uma médica da Flórida está alertando os pais sobre como os desenhos animados no YouTube estão sendo usados ​​para direcionar e expor as crianças a ideias e dicas suicidas.

A Dra. Free Hess, pediatra de Gainesville, recentemente entrou em seu blog para alertar sobre um desenho postado na plataforma de hospedagem de vídeo gerada pelo usuário, que tinha um clipe no meio com um homem adulto demonstrando para as crianças como cortar seus pulsos.

“Lembre-se crianças: lateralmente, preste atenção, ao longo para ter resultados”, diz o homem no clipe.

Ele então aponta para a câmera e grita: “Fim!”

Este homem, na internet, é conhecido como Filthy Frank, e como se nada tivesse acontecido, o desenho animado volta a ser reproduzido automaticamente.

O vídeo vem depois de Hess ter  falado anteriormente sobre o mesmo clipe ser inserido em um desenho animado no app do YouTube Kids há alguns meses. Esse clipe foi removido do aplicativo depois que ela denunciou. 

Mas Hess foi alertada mais recentemente sobre outro vídeo de desenho animado – desta vez postado no YouTube – que tinha um clipe semelhante inserido. Comentários abaixo do vídeo mostraram que as pessoas estavam reclamando do vídeo por até oito meses. Na época da postagem no blog de Hess, o vídeo ainda não havia sido removido pelo YouTube.

No entanto, nos dias seguintes à postagem no blog e após atenção da mídia, o YouTube removeu o vídeo e considerou que ele violava os Termos de Serviço do YouTube.

“A exposição a vídeos, fotos e outros conteúdos que causam danos pessoais e suicidas é um grande problema que nossos filhos enfrentam hoje”, escreveu Hess. “O suicídio é a segunda principal causa de morte em indivíduos entre as idades de 10 e 34 anos, e o número de crianças que apresentam alguma forma de automutilação está crescendo rapidamente”.

Hess apontou que uma pesquisa nacional de estudantes do ensino médio nos EUA constatou que mais de 1,5 alunos do ensino médio, de um total de 10, consideraram seriamente o suicídio. A porcentagem de estudantes do ensino médio que consideraram seriamente o suicídio aumentou 25% desde 2009, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

“Todos os anos, 157.000 jovens entre 10 e 24 anos de idade se apresentam aos Departamentos de Emergência para lesões auto-infligidas e / ou tentativas de suicídio”, enfatizou Hess. “Muitos especialistas acreditam que o acesso a conteúdos que causam danos pessoais e ao suicídio está piorando a situação. Houve vários relatos recentes de adolescentes cometendo suicídio depois de ver material on-line de autoflagelação e suicídio e em plataformas de mídia social. ”

“Cada vez mais pesquisadores estão começando a investigar como o acesso a esse tipo de material está ligado à autoagressão e ao suicídio em adolescentes”, acrescentou ela. ” Um desses estudos acaba de ser encomendado e esperamos que nos dê uma boa visão sobre esta questão.”

Hess alertou que só porque esses dois vídeos foram removidos não significa que não existam vídeos semelhantes disponíveis online.

Ela também disse que o conteúdo que promove o suicídio não se limita a apenas um canal, já que viu esse conteúdo em vários desenhos animados em diferentes canais do YouTube.

“Vi muitos vídeos diferentes no YouTube e no YouTube Kids”, disse Hess à Fox4 no sudoeste da Flórida em uma entrevista. “Coisas como auto-mutilação, corte, suicídio, tiro e vídeos violentos.”

Em seu post no blog , Hess afirmou que algo deve ser feito “agora” para evitar a disseminação dos vídeos.

“Devemos começar nos educando, educando nossos filhos e nos manifestando quando vemos algo perigoso para nossos filhos”, escreveu Hess. “Também precisamos lutar para que os desenvolvedores de plataformas de mídia social sejam responsabilizados quando não garantirem que as restrições de idade sejam seguidas e quando não remover material inadequado e / ou perigoso quando relatado.”

Um clipe de um homem mostrando para as crianças como cortar seus pulsos em busca de “atenção” e “resultados” apareceno meio de um desenho animado que foi postado no YouTube, mas que já foi removido. (Foto: PEDIMOM.COM)

A porta-voz do YouTube, Andrea Faville, disse em um comunicado compartilhado com a ABC News que a organização trabalha duro para garantir que sua plataforma não seja usada “para incentivar comportamentos perigosos”.

“Temos políticas rígidas que proíbem vídeos que promovem a autoagressão”, diz a declaração. “Contamos com a tecnologia de sinalização do usuário e detecção inteligente para sinalizar esse conteúdo para nossos revisores.”

A cada trimestre, o YouTube remove milhões de vídeos e canais que “violam nossas políticas”, segundo o porta-voz.

“Nós removemos a maioria desses vídeos antes que eles tenham qualquer opinião”, assegurou a declaração. “Estamos sempre trabalhando para melhorar nossos sistemas e remover conteúdo volitivo mais rapidamente. Por isso, relatamos nosso progresso em um relatório trimestral e fornecemos aos usuários um painel mostrando o status dos vídeos que eles sinalizaram para nós.”

Folha Gospel com informações de The Christian Post


Um pastor de rua negro, que se acredita ser um homem nigeriano, foi preso em Londres em 23 de fevereiro, aparentemente por uma suposta “violação da paz”, enquanto pregava o Evangelho do lado de fora da Estação de Metrô Southgate, de acordo com um porta-voz da Polícia Metropolitana.

O pregador pediu pacificamente a dois policiais brancos que não tirassem a Bíblia. Em uma detenção humilhante, eles colocaram seus braços atrás das costas com algemas e tiraram a Bíblia dele e um oficial pode ser ouvido dizendo: “Você deveria ter pensado nisso antes de ser racista [ sic ]”.

Em um conflito verbal gravado em vídeo de dois minutos, um oficial diz ao pregador não identificado que ele foi “obrigado a ir embora” porque estava “perturbando o dia das pessoas”. O pregador respondeu: “Eu não irei embora porque preciso lhes contar a verdade. Jesus é o único caminho, verdade e vida ”.

Uma testemunha disse que, antes da chegada da polícia, o pregador estava sendo confrontado agressivamente por um jovem, aparentemente muçulmano e com cerca de 20 anos, vestindo um top com capuz. O homem era altamente abusivo sobre a Bíblia e Deus com o rosto perto do pregador. O jovem também ameaçou o pregador com um punho fechado.

Quando a polícia chegou para interrogar o pregador de rua, houve uma queixa de “islamofobia” contra ele. Não se sabe quem fez a denúncia à polícia. O jovem fugiu da cena assim que a polícia apareceu.

O vídeo da prisão do pastor se tornou viral em países da África Ocidental, como Gana e Nigéria , com cerca de 2,3 milhões de visualizações. Algumas mídias sugeriram que agora existe uma maior liberdade de religião na África do que o Reino Unido, enquanto um relato nigeriano sobre a prisão do homem levou os comentários a serem postados embaixo da história, defendendo espancar os pregadores e banindo-os da Nigéria.

A prisão do pregador nigeriano no norte de Londres parece ter sido ilegal. O vídeo mostra a polícia dizendo ao homem que ele deve parar de pregar. No entanto, não é lícito a um policial ordenar que alguém pare de pregar, a menos que suas ações incitem à violência.

Em 1997, Alison Redmond-Bate, o primeiro caso de pregadores de rua sendo preso na Grã-Bretanha, desde o século XIX, recebeu ordens para parar de pregar por um policial depois que uma multidão de desordeiros se tornou violenta. Quando ela se recusou, ela foi presa. No entanto, no tribunal de recurso, Lord Justice Sedley declarou: “Um policial não tem o direito de pedir a um cidadão que desista de uma conduta legal.”

Folha Gospel com informações de Barnabas Fund


A Igreja Metodista Unida nos EUA manterá a sua posição oficial de que a homossexualidade é contrária ao ensino cristão, numa decisão que se seguiu a dias de debate contencioso sobre a questão.

Nos últimos anos, o UMC (sigla em inglês) se envolveu em um debate emocional sobre a possibilidade de mudar sua posição, conforme descrito em seu Livro de Disciplina, classificando a homossexualidade como “incompatível com o ensino cristão”.

Os delegados da sessão especial da Conferência Geral da UMC, representando toda a denominação global, votaram nesta terça-feira para rejeitar uma medida chamada “Plano da Igreja Única”, que teria permitido aos órgãos regionais da denominação determinar sua posição sobre a homossexualidade.

Em vez disso, os delegados aprovaram o “Plano Tradicional” em uma votação de 438-384. O Plano mantém a posição da denominação contra a homossexualidade, o casamento gay e a ordenação de homossexuais não-celibatários, enquanto promete melhor aplicar essas regras.

Mark Tooley, presidente do teologicamente conservador Instituto sobre Religião e Democracia, em Washington, DC, comemorou o resultado da votação contra o “Plano da Igreja Única” no Twitter.

“Africanos, filipinos, delegados do Euro são cruciais. Eles salvaram a crescente igreja global do sofrimento de implodir os protestantes dos EUA. Obrigado! ” twittou Tooley.

Adam Hamilton, pastor líder da Igreja da Ressurreição em Leawood, Kansas, que é a maior congregação Metodista Unida nos Estados Unidos, falou contra o Plano Tradicional, chamando-o de “regressivo” e alienante para “centristas e progressistas”.

Muitos delegados apresentaram suas opiniões no plenário sobre qual plano preferiam. Ble Leon Nathan Ake, da Costa do Marfim, defendeu o Plano Tradicional.

“A Bíblia nos diz que precisamos permanecer fiéis à Palavra”, disse ele por meio de um intérprete. “É o plano de Deus, é a vontade de Deus, é o caminho bíblico”.

Fonte: The Christian Post


Um cientista japonês criou um robô budista ao custo de £ 700 mil (cerca de R$ 3,47 milhões) para compartilhar os ensinamentos do Budismo em um templo de Kyoto, no Japão.

O robô, batizado de Kannon, tem como base uma divindade budista da misericórdia e foi pensado para atrair um público mais jovem ao antigo templo de Kodaiji, inaugurado em 1619.

Hiroshi Ishiguro, professor de inteligência robótica da Universidade de Osaka, projetou o androide de 1,95m e 59kg em colaboração com os ensinamentos do templo zen.

Somente o rosto, o pescoço e parte do tórax levam silicone, dando uma afeição ‘humana’ ao robô. Uma câmera instalada em seu olho esquerdo ainda tem como objetivo aproximá-lo dos peregrinos através do contato visual.

Além de pregar os sermões em japonês baseados nos Sutras do Coração, há ainda a opção de ouvir mensagens budistas em inglês e mandarim.

“Estamos esperando que o andróide Kannon ajude os ensinamentos budistas a alcançarem o coração das pessoas hoje. Queremos que muitas pessoas venham e vejam o robô e pensem na essência do budismo”, explicou Tensho Goto, um sacerdote do templo, ao jornal Asahi.

Fonte: UOL


A cantora Mara Maravilha foi muito criticada por evangélicos por ter participado do programa “A Fazenda”, na Record TV, e por ter sido apresentadora do “Fofocalizando”, no SBT.

Segundo ela, os evangélicos não conseguem entender sua carreira midiática e, por isso, a criticam. “O evangélico julga muito. Essa é uma parte delicada da minha carreira. Alguns evangélicos não entendem por que eu me submeti a ir para A Fazenda ou para o Fofocalizando”, disse.

“O que não me agride não é pecado. Só quem pode me julgar é Deus. Patrulha de julgamento muito grande. Mas com o meu amadurecimento de 51 anos, eu não me importo mais com o que falam, mas sim com o que fazem”, afirmou ela em entrevista à revista Contigo!.

Fora do Fofocalizando desde agosto, Mara Maravilha tem voltado a se apresentar como cantora gospel, além de fazer shows com canções infantis que a consagraram na TV nas décadas de 1980 e 1990.


O pastor José Teles Carneiro Filho, de 50 anos, morreu durante um culto no município de Rio Sono, na noite deste domingo (24). A suspeita é que ele teve um ataque cardíaco fulminante.

Médicos que acompanhavam o evento fizeram os primeiros socorros e o levaram para o hospital da cidade. A suspeita é que ele tenha chegado morto na unidade.

José Teles era o presidente da Assembleia de Deus Ciadseta Palmas-Sul desde o ano de 2010. Ele estava no interior do Tocantins para participar da posse do novo pastor que assumiu a igreja em Rio Sono.

A vítima morreu na mesma igreja onde foi pastor por 14 anos. A maioria dos fiéis que acompanhava o culto o conhecia.

Segundo testemunhas, o culto já havia começado, quando o pastor se sentiu mal, por volta das 20h20. Ele estava sentado no púlpito, ao lado de outros obreiros, quando deu um suspiro, escorregou na cadeira e caiu desacordado.

Membros da igreja confirmaram que o pastor estava tratando de problemas cardíacos e tinha pressão alta.

O corpo do líder religioso foi velado na igreja Assembleia de Deus Ciadseta localizada na avenida Tocantins, em Taquaralto, região sul de Palmas. A previsão era que o corpo fosse levado no início da tarde para Aparecida do Rio Negro, onde seria enterrado.

José Teles deixa esposa, três filhos e cinco netos.

Fonte: G1


A justiça do Rio Grande do Norte determinou a realização de uma transfusão sanguínea em uma criança recém-nascida mesmo sem autorização da mãe.

A decisão foi tomada durante Plantão do Judiciário atendendo a um pedido antecipação de tutela da Defensoria Pública do Estado. O serviço social do Hospital Geral do Santa Catarina foi o responsável por informar sobre o risco de morte do paciente.

De acordo com a ação, a criança nasceu com quadro de anemia severa tendo sido atestada pela médica neonatologista a necessidade de transfusão de sangue. No entanto, a mãe da criança não teria autorizado o procedimento em razão de ser Testemunha de Jeová.

O serviço social do hospital procedeu, então, para informar o caso ao plantão cível da Defensoria Pública do Estado.

Na ação, a defensora Luciana Vaz pedia que fosse autorizada a realização do procedimento independentemente da anuência da genitora, considerando que “o direito à liberdade religiosa não suplanta o direito à vida, notadamente de um incapaz”.

O juiz plantonista acatou o pedido e ordenou um mandado para que fosse realizado o procedimento.

“O ordenamento jurídico pátrio assegura ao paciente o direito de recusar determinado tratamento médico, dentre o qual se inclui o de receber transfusão de sangue. Há casos, entretanto, em que a proteção do direito à liberdade de crença, em níveis extremos, defronta-se com outro direito fundamental, norteador de nosso sistema jurídico-constitucional, a saber, o direito à vida”, registra a jurisprudência citada na decisão.

Testemunhas de Jeová e a questão do sangue

As Testemunhas de Jeová acreditam que não devem aceitar transfusões de sangue ou doar e armazenar seu próprio sangue para transfusão.

De acordo com sua crença, a recusa de transfusões de sangue total ou seus quatro componentes principais – glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas e plasma – é uma posição religiosa inegociável e que aqueles que respeitam a vida como um presente de Deus não tente sustentar a vida tomando sangue, mesmo em uma emergência.

A doutrina foi introduzida em 1945 e sofreu algumas mudanças desde então. Os membros do grupo que aceitam voluntariamente uma transfusão e não “se arrependem” são considerados como tendo se desassociado do grupo, abandonando suas doutrinas e são subsequentemente evitados pelos membros da igreja.

Fonte: Portal N10


No último sábado (23), a Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB) emitiu uma nota oficial sobre a o julgamento da ADO n° 26 (Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão), que visa criminalizar a “homofobia” e está inclusa na pasta de costumes em pauta no STF desde o dia 13 de fevereiro.

No texto, a Ordem que representa os Pastores Batistas do Brasil destacou pontos cruciais, reafirmando seu posicionamento bíblico com relação ao tema.

“O Cristianismo possui papel de relevo no desenvolvimento histórico dos Direitos Humanos, bem como na construção do princípio da dignidade da pessoa humana. Sob essa perspectiva fundamental do cristianismo, que sempre nos acompanha em discursos e práticas, pautada em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, nutrimos o profundo respeito por todas as pessoas, independentemente de sua religião, cor, raça e opção sexual e ensinamos a todos os que estão sob nossa liderança a vivenciarem este princípio diariamente”, iniciou a nota.

Na nota, a OPBB também chama a atenção para o fato de o STF estar indo além de suas competências ao tentar legislar por meio desse julgamento, o que fere a democracia e o sistema constitucional republicano.

“Entendemos que os poderes da República Federativa do Brasil, delineados pela Constituição de 1988, precisam ser respeitados por todos os brasileiros em suas competências específicas e, também, precisam atuar de maneira harmônica, sem a promoção de interferências recíprocas, mesmo que pautadas em premissas aparentemente benéficas, mas que possam, ao final, promoverem eventuais degradações do sistema constitucional republicano”, acrescentou.

Liberdade de expressão e religiosa

O documento também destacou que a liberdade de expressão e de crença são direitos assegurados a cada cidadão pela própria Constituição Brasileira e que a criminalização da homofobia sob termos ainda vagos e indefinidos pode implicar na restrição desses direitos fundamentais.

“Defendemos o direto de todo brasileiro(a) expressar seu pensamento contrário a qualquer assunto sem que isso lhe seja imputado como crime, pois a dialética é fundamental na construção do pensamento de uma sociedade justa e humanitária. Compreendemos que quaisquer formas de coações sobre as pessoas, que procurem lhes impor pensarem de forma unânime sobre determinado tema, nunca foi e nem será um pilar Constitucional sustentável”, afirmou.

“A liberdade religiosa assegurada pela Constituição de 1988 a todo cidadão, garante a exposição de sua fé sem a interferência do Estado, isto significa que cada pessoa pode manifestar sua fé, sua opinião e crença sem que haja nenhuma forma de constrangimento legal ou moral”, alertou.

A OPBB finalizou sua carta, lembrando que o simples fato de discordar da conduta e comportamento sexual das pessoas não é suficiente para configurar homofobia ou qualquer outro crime (como racismo — tipificação criminal proposta pelo ministro Celso de Mello à homofobia em seu voto).

Leia a íntegra da nota abaixo:

N O T A   D E   P O S I C I O N A M E N T O

O Supremo Tribunal Federal pautou no dia 13/02/2019 o julgamento da ADO n° 26 (Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão) e do MI 4.733 (Mandado de Injunção), onde são pleiteados principalmente provimentos para criminalização específica de todas as formas de homofobia e transfobia.

Diante deste fato, a Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, representando os Pastores Batistas do Brasil, vem através desta nota dizer que:

O Cristianismo possui papel de relevo no desenvolvimento histórico dos Direitos Humanos, bem como na construção do princípio da dignidade da pessoa humana.
Sob essa perspectiva fundamental do cristianismo, que sempre nos acompanha em discursos e práticas, pautada em amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, nutrimos o profundo respeito por todas as pessoas, independentemente de sua religião, cor, raça e opção sexual e ensinamos a todos os que estão sob nossa liderança a vivenciarem este princípio diariamente.

Entendemos que os poderes da República Federativa do Brasil, delineados pela Constituição de 1988, precisam ser respeitados por todos os brasileiros em suas competências específicas e, também, precisam atuar de maneira harmônica, sem a promoção de interferências recíprocas, mesmo que pautadas em premissas aparentemente benéficas, mas que possam, ao final, promoverem eventuais degradações do sistema constitucional republicano.

Propugnamos pelo direito fundamental e Constitucional da Liberdade de Expressão e da Liberdade Religiosa, muito bem fundamentados em nossa Carta Magna (art. 5º, IV e VI, CF). Assim, entendemos que as demandas propostas acima poderão trazer restrições inconstitucionais aos citados direitos, caso sejam acolhidas as pretensões de criminalização da homofobia e da transfobia.

Defendemos o direto de todo brasileiro(a) expressar seu pensamento contrário a qualquer assunto sem que isso lhe seja imputado como crime, pois a dialética é fundamental na construção do pensamento de uma sociedade justa e humanitária. Compreendemos que quaisquer formas de coações sobre as pessoas, que procurem lhes impor pensarem de forma unânime sobre determinado tema, nunca foi e nem será um pilar Constitucional sustentável.

A liberdade religiosa assegurada pela Constituição de 1988 a todo cidadão, garante a exposição de sua fé sem a interferência do Estado, isto significa que cada pessoa pode manifestar sua fé, sua opinião e crença sem que haja nenhuma forma de constrangimento legal ou moral.

A Ordem dos Pastores Batistas do Brasil expressa desta forma sua postura contrária ao cerceamento da liberdade de expressão e a liberdade religiosa pois entende que divergir do comportamento sexual, da conduta ética de pessoas não se caracteriza homofobia, muito menos um crime, pois se assim o fosse, os que pensam contrários ao comportamento hetero sexual, deveriam também ser considerados heterofôbicos e criminalizados em sua postura! A liberdade de pensamento e expressão é um direito que assiste a qualquer brasileiro(a) que respeita e cumpre a constituição federal do Brasil.

Compreendemos, respeitosamente, que não existe qualquer comando constitucional expresso de criminalização da homofobia e da transfobia, considerando que o texto constitucional, ao utilizar a expressão “punição”, não determina que seja por meio de uma lei penal;

Destacamos, ainda, que ao nosso ver, não há omissão do Poder Legislativo, poder constitucionalmente encarregado da edição das Leis em nosso País, considerando que encontram-se em tramitação projetos de lei sobre o tema em comento;
Desta forma, a Ordem dos Pastores Batistas do Brasil vem através desta nota reafirmar seu compromisso com o respeito total as pessoas e suas ideias, com a valorização e respeito às Leis e à Constituição brasileira, sua absoluta certeza de que a Liberdade de Expressão e Liberdade Religiosa não serão tolhidas em nosso pais através de decisão judicial e nem através de Lei, sua convicção de que o processo dialético é útil e saudável a uma sociedade justa e igualitária, e que sempre se pautará pelos princípios e valores da Palavra de Deus.

Rio de Janeiro, 23 de fevereiro de 2019

A Diretoria

Ordem dos Pastores Batistas do Brasil

Fonte: Guia-me e Ordem dos Pastores Batistas do Brasil


O cantor e pastor André Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha em Orlando, nos Estados Unidos, usou as redes sociais para se pronunciar sobre a polêmica envolvendo um cartão de crédito de sua marca “Fé Pra Todo Lado”.

Por meio de um vídeo no YouTube, ele explicou que trata-se apenas de mais um produto.

Logo no início da publicação, o pastor informou que queria conversar sobre o lançamento do cartão. Ele contou que tem recebido várias mensagens e que está ciente que portais de notícias cristãos e seculares publicaram sobre o caso.

“Eu criei essa marca desde o ano 2000. A marca tem crescido e tem sido sensacional. Está em várias partes e seguimentos no comércio, como camisetas, licenciamento de capacetes, calçados, caderno, produtos escolares, cosméticos. A marca vai espalhando e o pessoal gosta muito dela. E, há poucos dias, um negócio muito legal foi o lançamento do cartão Fé para o segmento de crédito consignado no nosso Brasil”, disse o cantor e pastor.

Segundo André Valadão, a nova proposta está sendo bem aceita. Entretanto, ele compreende que pessoas que ainda não sabem do que se trata acreditam que ele estaria comercializando a fé ou a Igreja.

Visando acabar com dúvidas, o cantor defendeu que sua marca é como qualquer outra. Além das declarações, Valadão fez questão de escrever nos comentários uma mensagem direcionada aos fãs.

“Amo vocês. Importante as coisas ficarem bem claras. Produto é produto e Fé é fé. Não misturo as coisas não. Deus abençoe a todos e espero que fique mais claro. Mas, na verdade, eu sei que cada um é livre pra entender as coisas como bem querer. Mas tá aí a minha explicação pra vocês. Deus abençoe”, disse Valadão.

Veja o vídeo:


A expressão “caça às bruxas” surgiu após os julgamentos no pequeno povoado de Salém, Massachusetts (EUA), em outubro de 1692. Na ocasião, mulheres que tinham envolvimento com práticas ocultas foram julgadas e cerca de 20 delas acabaram queimadas numa fogueira em praça pública.

Em abril de 2019, na mesma Salém, será realizada a primeira “Convenção anual de bruxos cristãos”. Segundo o material de divulgação, contará com a presença de um dos líderes desse movimento, o “profeta” Calvin Witcher, o qual defende que Jesus era um feiticeiro e a Bíblia é um “livro de magia”.

A pastora Valerie Love, promotora do evento, se descreve como uma bruxa cristã e costuma ministrar aulas de ‘consciência espiritual’. Recentemente, ela iniciou a Escola de Mistérios, onde oferece ajuda para os cristãos usarem a magia, que os críticos condenam como “perigosa”. ” Ela insiste que não há nada errado com a ideia de cristãos praticando magia apesar das advertências bíblicas contra a prática.

Em entrevistas anteriores, Witcher apontou os milagres feitos por Jesus como claros exemplos de feitiçaria.

“Você está falando sobre feitiçaria em seu entendimento básico, é apenas ser capaz de mudar o natural por meios sobrenaturais. É um processo alquímico…. você transformar água em vinho. Fazer dois peixes e cinco pães alimentar uma multidão – com certeza formas de feitiçaria. Andar sobre a água desafia as leis que governam esse plano físico. Isso é tudo do reino de feitiçaria. Todo milagre de Jesus desafia a lei humana, as leis do universo e do mundo. Então… você não pode realmente falar sobre ser um seguidor de Jesus sem fazer o que ele fez que é magia”, argumentou.

Para Witcher os líderes da igreja não querem que as pessoas saibam sobre isso para manter os fiéis como “escravos”. “Na maioria das vezes, quando as pessoas são contra magia, feitiçaria, misticismo, ocultismo, a nova era… elas não sabem que a Bíblia não é contrária à magia.”
No vídeo de divulgação da Convenção de Bruxas Cristãs, que será realizada de 15 a 21 de abril, a patora Love disse no último dia do evento, o Domingo de Páscoa, as bruxas e bruxos se reunirão para o primeiro culto dentro de uma igreja na cidade.

Jennifer LeClaire, que foi uma bruxa por muitos anos, antes de conhecer Jesus e ser liberta, que acompanha o movimento cristão de bruxaria há vários anos. Ela diz que essa mistura de bruxaria e cristianismo é “perigosa”.

“Temos visto a ascensão de cristãos praticando feitiçaria. Ou talvez eles não sejam cristãos de verdade. Eu não vou julgar a salvação de alguém, mas quando as pessoas na igreja liberam maldições, oram contra você e fazem jejum para destruí-lo, o fruto do Espírito está claramente ausente “, lamentou. “Gálatas 6 relaciona tanto o fruto do Espírito quanto as obras da carne. A bruxaria está entre eles.”


Muitas das melhores faculdades e universidades dos Estados Unidos estão oferecendo cursos destinados a “promover uma agenda de esquerda, demonizar os valores cristãos e conservadores, além de excluir a diversidade ideológica”, afirma um novo relatório da organização ‘Young America’s Foundation’ (YAF).

A YAF argumenta que o currículo de uma ampla gama de escolas americanas, como a de Harvard, Columbia e Swarthmore, parecem querer atacar os valores conservadores e cristãos de formas chocantes, chegando até a distorcer a mensagem bíblica para promover a ideologia de gênero, por exemplo.

“Muitos dos cursos e descrições listados no relatório deste ano podem parecer cômicos à primeira vista, mas a situação que continua a se desdobrar nos campi dos Estados Unidos dificilmente é motivo de riso. Além dos tópicos vazios, obcecados por identidade e interseccionalidade, essas classes avançam com uma agenda esquerdista, demonizando conservadores e seus valores, e excluindo a diversidade ideológica”, disse o porta-voz da YAF, Spencer Brown.

O relatório examina o currículo de aproximadamente 50 principais universidades. Aqui estão apenas alguns exemplos de algumas das ofertas de cursos questionáveis:

“Eco / Queer / Arte e Práticas Feministas” – Universidade de Michigan WOMENSTD 434
“Marx para hoje” – Universidade de Minnesota CSCL 3405
“Brancura inquietante” – Universidade de Northwestern AFAMST 339
“Deus Queering: Teologia Feminista e Queer” – Faculdade de Swarthmore RELG 032
“Tornando Queer a História das Emoções” – Faculdade de Swarthmore ENGL 050M
“Misoginia Americana” – Faculdade de Middlebury AMST 0325
“Dissidência Sexual Latinx e Tradução de Guerrilha” – Faculdade de Davidson LAS 394
“Santos, bruxas e loucas” – Universidade de Nebraska HIST 336
“Infância Queer” – Faculdade de Pomona GWS 142
“Capitalismo global e racismo” – Universidade do Tennessee SOCI 460
“Humanidade ou Nah? Negligência, gênero, resistência e memória em monumentos, mapas e arquivos” – Universidade Brown GNSS 1961
“Republica do Árco-Íris: Cultura Queer American, de Walt Whitman a Lady Gaga” – Faculdade de Wellesley AMST 281
“Crescendo em um mundo de gênero” – Faculdade Wellesley WGST 217

Distorção da mensagem bíblica

Uma das matérias mais perturbadoras de uma perspectiva cristã pode ser a de religião de Swarthmore, chamada “RELG 033 – Tornando a Bíblia Queer”.

“Este curso examina as leituras queer e trans de textos bíblicos. Ele introduz os alunos à complexidade das construções de sexo, gênero e identidade em uma das obras literárias mais influentes produzidas nos tempos antigos. Ao ler a Bíblia com os métodos das abordagens teóricas queer e trans, essa classe desestabiliza as suposições antigas sobre a Bíblia – e a religião – sobre sexo e sexualidade”, diz a descrição oficial do curso.

Há um curso similar no Pomona College College, chamado “RLST 184 – Teoria Queer e a Bíblia”. Aqui está o que ele ensina:

“Este curso examinará como a Bíblia pode ser lida de maneira produtiva por meio da teoria queer. Examinaremos passagens bíblicas que são centrais às proibições da homossexualidade e aos discursos mais amplos da heteronormatividade (construídos em torno do gênero, sexualidade, classe, identidade nacional, formações estatais, parentesco, filhos etc.) nos quais surgem leituras homofóbicas da Bíblia. Também veremos as maneiras pelas quais esses discursos e as identidades que eles apoiam podem ser ‘esquecidos’, assim como textos bíblicos que podem ser lidos como amigáveis ​​à teoria queer. Esse processo de queering nos permitirá e exigirá que abordemos o texto bíblico de novas maneiras”.

De acordo com Brown, o objetivo das escolas em apresentar esse assunto é claro: doutrinar a geração mais jovem com a ideologia de esquerda.

“Descasque as brilhantes faculdades e universidades colocadas em si mesmas em nome da educação ‘superior’ para revelar uma dura realidade: campi desprovidos de diversidade intelectual povoada de professores e administradores esquerdistas com a intenção de doutrinar a crescente geração nos caminhos da esquerda”, ele acusou.

Fonte: Guia-me com informações de CBN News


Que o brasileiro é amante do futebol isso é inegável, mas se depender de uma nova campanha de marketing do Corinthians Futebol Clube, essa paixão será elevada para outro nível, o da religião!

O “corinthianismo” é a nova aposta do clube para fidelizar ainda mais seu torcedor, como se já não bastasse toda a devoção atribuída ao time pela Gaviões da Fiel, torcida organizada do time. Até santinhos com a foto dos ídolos do clube e os 10 mandamentos já foram criados.

“O Corinthians é muito mais que um clube de futebol. O Corinthians é uma religião”, diz um vídeo lançado pelo clube, que mostra momentos de altos e baixos como o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2007 e a eliminação diante do Tolima (COL) na pré-Libertadores de 2011, mas com sua ascensão no final.


“É uma grande nação, mas muito mais que isso. O Corinthians é uma voz. O Corinthians é uma força, é uma forma de expressão que a sua população tem”, continua a produção.
Durante uma entrevista para o programa ‘Bem Amigos!’, do Sport TV, Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians, disse literalmente que a intenção da campanha é buscar “a alma” do torcedor, destacando o caráter singular da sua torcida.

“O grande desafio do marketing de futebol é buscar a alma. Tem clubes que veneram ídolos do passado, alguns que veneram o jeito do clube jogar, outros tem o prazer em cornetar. E nesses dez anos, a gente percebeu que o que nos distingue é a Fiel”, disse ele.
Rosenberg comparou a torcida do Corinthians a uma outra nação. “Há dez anos, nós identificamos como uma nação, como se fosse a Catalunha, uma nação dentro de outra nação”, disse ele segundo o UOL, reforçando o caráter religioso do “corinthianismo”.
“A ideia é que não é uma nação, é uma religião. […] Tentamos encarnar isso. Queremos mostrar que ninguém tem mais tolerância ao sofrimento que a nossa, porque sabemos que a volta é gloriosa”, conclui Rosenberg.



No dia 15 de fevereiro, o pastor Tomas Francisco Estrada* foi morto em estranhas circunstâncias nas redondezas da cidade litorânea de Buenaventura, na Colômbia.

Com cerca de 11 anos de serviço ministerial, o pastor Estrada era reconhecido por toda a comunidade como um líder dedicado ao serviço de sua congregação e como um ativo líder social, que encabeçava o processo em favor de justiça e restauração dos direitos da comunidade.

O pastor deixa esposa e dois filhos pequenos. Sua esposa, Luisa Montes*, teve um choque nervoso ao saber da morte do marido e sua saúde está em estado crítico.

O pastor também deixa uma congregação de cerca de 80 pessoas.

A Colômbia passa por uma escalada no número de mortes, ameaças e ataques a cristãos.

Segundo relatórios da ONG Indepaz, somente este ano já foram registradas 19 mortes de líderes sociais em diferentes partes do país. De 2016 a 2019, foram 556 assassinatos de cristãos.

Atualmente no país, muitos pastores e líderes cristãos atuam como líderes sociais como um meio de defender, acompanhar e assistir vítimas cristãs no caminho pela restauração de seus direitos.

Com a morte do pastor Estrada, já são dois pastores mortos este mês de fevereiro, na Colômbia.

Na noite do dia 9 de fevereiro, o pastor Leider Molina, de 24 anos, foi atingido por cinco tiros que o levaram à morte. Ele saía da igreja, após pregar, no município de Caucasia, uma região rural no estado de Antioquia, na Colômbia.

Os cristãos colombianos e missionários pedem orações para que os líderes cristãos continuem tendo coragem para pregar o evangelho e continuar ajudando os cristãos perseguidos a lutar por seus direitos na Colômbia.

*Nomes alterados por segurança.

Fonte: Portas Abertas


A comunidade cristã da China está reagindo proporcionalmente ao aumento da perseguição religiosa imposta pelo Partido Comunista Chinês. Ao invés de abandonar a fé, os irmãos em Cristo persistem em demonstrar que nada será capaz de inibir a pregação do Evangelho, mesmo que para isso seja preciso cultuar em meio aos entulhos dos templos destruídos.

Como parte das novas políticas implantadas pelo presidente Xi Jin-ping, a destruição de templos cristãos considerados “clandestinos” na China se tornou uma rotina. Apenas igrejas credenciadas pelo Conselho Cristão da China e o Movimento Patriótico dos Três Autos podem funcionar.

Contudo, essa é uma forma de manter o cristianismo no país sob às rédeas do regime comunista, ao ponto de até a doutrina bíblica ser alterada em prol desse feito, como já relatado em outra matéria.

“Os crentes que realizam suas reuniões em um edifício dilapidado estão se encontrando em circunstâncias terríveis – como as da Igreja Chiuenqiao, no condado de Zhongmou, sob a jurisdição da cidade de Zhengzhou, na província central de Henan”, informou o Bitter Winter.

Mesmo com templos já destruídos, o governo chinês está indo até o local dos escombros para perseguir os cristãos que se reúnem para adorar a Deus. Tentar reconstruir, então, é praticamente impossível.

O pastor Chen, por exemplo, da igreja Three-Self de Chenqiao, reuniu os membros da sua denominação para reconstruir o templo em março do ano passado, mas logo foram barrados pelo Escritório de Assuntos Religiosos e pela delegacia de polícia do município.

Para não ficar sem um local de culto, o pastor Chen construiu um local improvisado com madeiras, mas autoridades do governo também mandaram demolir, alegando risco de incêndio. Apesar das dificuldades, os cristãos se mantém firmes e continuam testemunhando o amor de Deus uns com os outros.


Uma igreja batista do Alabama (EUA), que sofreu grandes danos durante um tornado está devolvendo uma doação de US$ 25.000 ao dono de um cassino, alegando “conflito de interesse”.

O cheque, que totaliza cerca de R$ 100 mil, não foi depositado pela liderança da Primeira Igreja Batista em Wetumpka. Em assembleia na semana passada, os membros decidiram devolver o dinheiro, embora o seu templo continue fechado pois as reparações não foram concluídas.

“Eu deixei claro que não podemos ficar com isso”, enfatizou o pastor James Troglen ao jornal The Alabama Baptist. “Se isso impedir que somente uma pessoa escute de nós o evangelho, então não podemos ficar com isto.”

Troglen pregou sobre o tema durante um sermão no início de fevereiro, baseado em Mateus 17. A igreja tem uma história de se opor aos jogos de azar.

A Wind Creek Casinos doou um total de US$ 100.000 a igrejas da região após o tornado: 50 mil para a Primeira Igreja Presbiteriana, 25 mil para a Primeira Igreja Baptista e 25 mil para o departamento de polícia. Seus respectivos prédios sofreram grandes danos e o da Igreja Presbiteriana foi completamente destruído.


Usada pela primeira vez em 1992, pelo dramaturgo sérvio-americano Steve Tesich, a palavra “pós verdade” foi escolhida como a palavra do ano pela a Universidade de Oxford, do Reino Unido.

Os estudiosos justificaram a escolha dizendo que ela “deixou de ser um termo periférico para se tornar central no comentário político”.

A instituição britânica assegura que “pós-verdade” é um substantivo “que se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e a crenças pessoais”.

O jornalismo da rede Globo faz uso constante dessa perspectiva. Uma matéria publicada no portal G1 desta terça-feira (19) assegurava: “Grupo de evangélicas se une para lutar pela legalização do aborto: ‘Nosso direito’”.

No corpo do texto, algumas das entrevistadas diziam que “a criminalização do aborto fere os direitos de liberdade e dignidade de uma mulher”.

A figura principal do movimento “Frente Evangélica pela Legalização do Aborto” é Camila Mantovani, 24 anos, filiada ao PSOL. Ela já apareceu, inclusive, em programas da Rede Globo defendendo que nem todos os evangélicos são contrários ao aborto.

Conforme o G1, o movimento de Camila, que surgiu em São Paulo, “está se espalhando rapidamente para outras cidades do país”. Contudo, não apresenta detalhes sobre quais seriam essas cidades nem cita números que poderiam confirmar a afirmação.

Segundo a ativista, “Fazemos isso com base na nossa fé em Jesus Cristo. Compreendemos que ninguém avança em garantia de direitos nesse país se a disputa de consciência não for travada no campo religioso”.

Ela também assegura que “Os homens que detém o poder político hoje, dentro das igrejas ou fora dela, essas mãos que seguram a bíblia e legislam no congresso em nome de Deus, representam os que historicamente roubam nossos direitos e nossa dignidade. Mas ninguém pode ter o monopólio sobre o evangelho ou sobre Deus. É por isso que insistimos em ser igreja. Porque ninguém vai falar por nós”.

A reportagem do maior portal de notícias do país ouviu também duas outras jovens evangélicas que tem postura em favor da interrupção da gravidez.

Os argumentos de todas são bem afinados com os discursos de movimentos de esquerda e chama a atenção a tentativa de generalização do G1. Tomando o todo pela parte, busca desconstruir a ideia de que existem princípios bíblicos e históricos que mostram tanto o que seria um “cristão evangélico” quanto o propósito divino para a concepção.

Falar em evangélicos pró-aborto é mais um uso da pós-verdade do grupo Globo, algo que sabidamente faz com maestria.


O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) declarou, por unanimidade, inconstitucional um decreto assinado pelo prefeito de Guanambi, Jairo Silveira Magalhães (PSB), que “entregou as chaves” da cidade do interior baiano a Deus.

O pedido foi feito pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), que ajuizou a ação após o gestor se recusar a revogar o decreto de janeiro de 2017.

No texto, o prefeito argumentava que não teve “a intenção de ferir a laicidade”.

Segundo ele, o decreto visava “apelar a todas as crenças, suplicando a mesma proteção de Deus, que é rogado na nossa Constituição”.

O desembargador Ivanilton Santos da Silva, que é o relator do caso, entendeu, no entanto, que a medida usava a “máquina administrativa para manifestar dogmas e crenças”.

O magistrado afirmou que o decreto “leva a crer” que o Estado “repudia outras crenças e valores religiosos, o que pode ser um comportamento atualmente temerário e inadmissível”.  Para ele, o decreto é “tendente à odiosidade”.

“A crença irresignada, publicamente manifestada, através de atos administrativos, publicado em Diário Oficial por um agente político, que é visto e seguido por incalculáveis cidadãos, não pode ser considerado um ato singelo, desvinculado de qualquer segunda ‘intenção’, como leva a crer o seu defensor”, pontuou.

Em fevereiro de 2017, o MP solicitou a suspensão do decreto municipal alegando que ele afrontava os princípios constitucionais da Carta Magna e da Constituição Estadual, que asseguram a laicidade do Estado e os direitos fundamentais à liberdade de consciência, de crença e à liberdade de culto religioso.

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) aceitou a ação de inconstitucionalidade proposta pelo Ministério Público da Bahia, em julho de 2018 e determinou a suspensão do decreto.

Segundo o desembargador relator Ivanilton Santos da Silva, “o decreto em questão se utiliza da máquina administrativa para manifestar dogmas e crenças, levando a crer que o Estado, naquela manifestação municipal, repudia outras crenças e valores religiosos, o que pode ser um comportamento atualmente temerário e inadmissível”.

O prefeito, que é evangélico, recorreu da decisão do MP, observando que foi mal interpretado e que não discriminou religião alguma com a ação.

Por meio de nota, Jairo informou que a publicação “não teve a intenção de ferir a laicidade e que foi inspirada no preâmbulo do texto constitucional, que invoca o nome de Deus”. O prefeito afirmou ainda que tem harmonia e respeito com todos que professam, ou não, os mais variados credos. Ele destacou que sua obrigação é “governar para todos, primando pelo diálogo inter-religioso, sem distinção de qualquer natureza”.

Fonte: Veja.com



Um áudio de uma mulher preocupada denunciando uma norma imposta pela Igreja Universal a todos os seus fiéis surgiu esta semana.


Segundo o que a mulher diz no áudio, os pastores daquela igreja estariam obrigando a todos que recebam uma tatuagem de uma cruz nas mãos, como uma forma de marcar os membros.

A mulher diz ainda que os pastores da Universal teriam afirmado que a nova marca na mão direita traria prosperidade a todos que aceitarem a tatuagem – inclusive as crianças.

O áudio surgiu de forma anônima e não informa os principais dados que seriam necessários para que a denúncia fosse verificada. A mulher não diz o próprio nome e não diz o endereço da igreja onde o fato teria ocorrido.

Além disso, ela não diz quando o fato ocorreu. A mulher diz apenas que “isso começou hoje” e isso é feito propositalmente para que quem ouvir o “alerta” pela primeira vez sempre achar que se trata de algo recente. Com isso, as chances do áudio ser repassado aumentam muito.

A publicação do áudio espalhada nos grupos do WhatsAp tem cerca de 14 minutos de duração e vem acompanhado da foto de uma mão recém tatuada com uma cruz.

Nota da Igreja Universal

Diante da polêmica, que rapidamente se espalhou pelos grupos de WhatsApp, a Igreja Universal se manifestou em seu site a respeito do assunto.

Confira a íntegra da nota abaixo:

A Igreja Universal do Reino de Deus alerta para uma mensagem compartilhada pelo aplicativo WhatsApp. A mais nova fake news mostra uma imagem que estaria sendo tatuada na mão de frequentadores da igreja, comparando-a à “marca da besta”.

Trata-se de uma acusação tão absurda, tão maldosamente falsa, que parece até ridículo que pessoas que se dizem cristãs, deem crédito e compartilhem uma fake news como essa, mas não se empenhem em espalhar a verdade que liberta.

A Universal expressa a sua fé e crença no Deus vivo há mais de 40 anos. Com base na Bíblia, ela trabalha pela transformação de vidas, através do verdadeiro encontro com o Senhor Jesus.

Não acredite nas bobagens que escorrem pelo esgoto da Internet. E também vale lembrar que quem compartilha notícias falsas pela Internet, é tão responsável quanto o autor da mentira. Além disso, também pode ser punido pela Justiça.

Fonte: E-Farsas e Igreja Universal


The New Yor Times

Era 1982 e ele estava fazendo um retiro com seus colegas de classe do seminário católico St. Lawrence.

Os líderes pediram que cada garoto classificasse o que preferiria que lhe acontecesse: sofrer queimaduras em 90% do corpo, virar paraplégico ou ser gay.

Todos os meninos optaram por ficar queimados ou paralíticos. A brincadeira ganhou o nome de Jogo da Vida.

Sete anos mais tarde ele subiu na janela de seu dormitório no seminário e passou uma perna sobre o parapeito.

Hoje padre em Milwaukee, Greiten se recorda de ter pensado claramente pela primeira vez: “Sou realmente gay”. “Foi como uma sentença de morte”, comenta.

O armário da Igreja Católica depende de uma contradição.

Há anos os líderes da igreja afastam os fiéis gays. Mas milhares de padres são gays.

Menos de dez padres até agora nos EUA ousaram sair do armário publicamente.

Mas gays compõem no mínimo 30% a 40% do clero católico americano, segundo dezenas de estimativas de pesquisadores e de padres gays. Para alguns clérigos, o número real é mais próximo de 75%.

Falando com o The New York Times ao longo dos últimos dois meses, duas dúzias de padres e seminaristas gays de 13 estados compartilharam detalhes sobre sua vida no armário católico.

Quase todos exigiram anonimato total para falar, temendo ser castigados por seus bispos ou superiores.

A maioria deles exerce o sacerdócio ativamente; se eles forem denunciados, podem perder mais que seu emprego.

A igreja quase sempre controla a moradia, o seguro-saúde e a aposentadoria dos padres.

Eles podem perder tudo isso se seu bispo considerar que sua sexualidade os desqualifica do sacerdócio, mesmo que eles sejam fiéis aos votos de celibato.

Para os padres gays, o ambiente vem ficando cada vez mais perigoso.

A queda do antes poderoso cardeal Theodore McCarrick, afastado da igreja na semana passada pelo abuso sexual de garotos e rapazes, inflamou as acusações de que a homossexualidade seria a culpada pela crise ressurgente de abuso sexual na igreja.

Estudos repetidos concluíram que não existe ligação entre ser gay e cometer abuso sexual de crianças.

Mesmo assim, bispos destacados apontam para sacerdotes gays como estando à raiz do problema.

Mesmo o papa Francisco vem ficando mais crítico nos últimos meses.

Ele descreveu a homossexualidade como algo “na moda”, recomendou que homens que têm “essa tendência arraigada” não sejam aceitos no sacerdócio.

Esta semana o papa vai presidir uma reunião de cúpula muito aguardada sobre abuso sexual, com a participação de bispos de todo o mundo.

A discussão promete tratar não apenas da cobrança de responsabilidade dos bispos, mas também da própria homossexualidade.

Convertidos em bodes expiatórios, muitos padres se enfiaram mais fundo no armário.

“A grande maioria dos padres gays não está em segurança”, disse o padre Bob Bussen, de Park City, Utah, denunciado como gay há 12 anos depois de celebrar uma missa para a comunidade LGBTQ.

“Viver no armário é pior do que ser feito de bode expiatório”, ele opinou. “Não é um armário, é uma gaiola.”

Antes mesmo de se saber gay, um padre talvez já conheça o armário. A lição sobre isso é ensinada desde cedo, muitas vezes no seminário.

“Numquam duo, semper tres”, reza o aviso. Nunca em duplas, sempre em grupinhos de três.

Os padres nos EUA tendem a assumir sua condição gay para eles mesmos em idade muito superior à média nacional dos homens gays, que é 15 anos.

Muitos padres gays contaram que se alternaram entre negação e confusão durante anos, finalmente se reconhecendo como gays apenas na casa dos 30 ou 40 anos.

Greiten tinha 24 anos quando entendeu que era gay e pensou em se jogar da janela de seu dormitório.

Ele não o fez, mas contou a um colega de classe sobre o desespero que sentia.

Seu amigo se assumiu como gay, ele próprio. Foi uma revelação para Greiten: havia outras pessoas estudando para ser padres que eram gays.

A questão era apenas que ninguém falava disso. Um ano atrás, Greiten decidiu que era hora de encerrar seu silêncio.

Durante a missa de domingo ele anunciou para sua paróquia que era gay e celibatário. Os fiéis se levantaram para aplaudi-lo.

Sua história viralizou. Um padre de 90 anos telefonou a Greiten para lhe dizer que passou sua vida inteira no armário e que sonhava que o futuro seria diferente.

Para alguns líderes da igreja, essas manifestações de apoio podem ter sido representado uma ameaça ainda maior que a sexualidade de Greiten.

Ele havia cometido o pecado cardeal: abrira a porta para discussões. Seu arcebispo, dom Jerome Listecki, de Milwaukee, divulgou comunicado dizendo que queria que Greiten não tivesse ido a público.

Choveram cartas chamando Greiten de “satânico”, “escória gay”, “monstro” que sodomiza crianças.

É quase certo que um dos grandes tópicos desta semana no Vaticano será atribuir a culpa pelos abusos sexuais na igreja a homens gays.

“Em vez de os bispos assumirem mais responsabilidade pelo que ocorreu, podemos assistir mais uma vez à condenação de lésbicas, gays e transexuais na igreja”, opinou John Coe, 63, diácono gay do Kentucky que saiu do armário no ano passado.

“O problema não é apenas a crise do abuso sexual”, disse Greiten, que que gostaria de ter podido falar com o papa Francisco.

“Estão ferindo e traumatizando sexualmente mais uma geração. Precisamos nos posicionar e dizer ‘chega de abuso sexual, chega de traumatização sexual, chega de inflingir feridas sexuais.”

Fonte e tradução: Folha de S. Paulo


Ao invés de “pai” e “mãe”, as fichas escolares da França poderão ganhar espaço “pai 1” e “pai 2”.

Essa é a tendência após uma primeira leitura da proposta na Assembleia Nacional do país, na última terça (12). A medida visa a reconhecer a homoparentalidade.

A deputada Valérie Petit (LaREM), que propôs a medida, afirma que este é só um primeiro passo para o respeito à diversidade familiar crescente no país europeu.

Jennifer de Temmerman, do mesmo partido, foi além e considera a medida uma importante atitude pela “igualdade social”.

A medida, no entanto, não surge sem críticas ferrenhas da direita francesa. O republicano Xavier Breton, por exemplo, afirma que o modelo proposto não corresponde à realidade, uma vez que “95% dos casais são heterossexuais”.

A deputada Lydia Guirous diz que a “negação dos gêneros surge diante de uma ditadura das minoridades” e Nicolas Dupont-Aignan acusa a mudança de “destruir a identidade das famílias francesas”.

Fonte: Universa – UOL


Pedro Ferreira, O TEMPO

O pastor e cantor André Valadão, que comanda a Igreja Batista da Lagoinha, em Orlando (EUA), causou polêmica nas redes sociais após o lançamento de um cartão de crédito sem anuidade com a marca “Fé”, durante um culto na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte.

André Valadão fez a apresentação aos fiéis e foi taxado de “Mercador da Fé” em sua página do Facebook.

A marca “Fé”, do religioso, é utilizada em outros produtos, como canetas, bíblias e camisetas. “Sempre o admirei, mas uma atitude péssima. Que você volte ao reino. Menos um seguidor”, postou Diego Montenegro. “Manipular as pessoas para usarem cartão bancário? Isso é um absurdo total!!”, reagiu Adriana Fileto.

Em um vídeo com imagens do culto, o pastor apresenta o cartão aos fiéis. Segundo ele, as pessoas que entram no cheque especial pagam 30% de juros, mas o cartão “Fé” , que é um serviço nunca oferecido antes, tira tudo e qualquer taxa e só deixa a administrativa.

“Achei muito legal. Achei de Deus”, disse Valadão. “A gente não quer nada com isso. Só abençoar as pessoas, mesmo. Serve para você, para o seu pai, seu tio, seu avô. Já vão com crédito liberado para você. Aleluia, glória a Deus”, disse o pastor, informando o telefone 0800 para as pessoas adquirirem o cartão. “Olá, aqui é o André Valadão. Você ligou para a central do cartão Fé. Fico muito feliz que você tenha ligado. Por favor, aguarde na linha que um dos nossos consultores irá atendê-lo”, diz a mensagem gravada pelo pastor.

Segundo a Igreja Batista da Lagoinha, a informação é que o lançamento do cartão foi na semana passada e que André Valadão já retornou aos Estados Unidos.

A assessoria de marketing do pastor ficou de falar sobre a repercussão negativa do lançamento do cartão, mas ainda não entrou em contato com a reportagem de O TEMPO, que também tentou falar com o pai dele, o pastor Márcio Valadão, presidente da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte.

Fonte: O TEMPO


O ator James Faulkner, que está bem conhecido por seu papel na série “Game of Thrones”, diz que ele ficou visivelmente cheio do Espírito Santo ao interpretar o apóstolo Paulo no filme “Paulo: Apóstolo de Cristo“.

Faulkner estrelou ao lado do ator Jim Caviezel (Paixão de Cristo) no filme da produtora “Affirm Films”, que esteve entre os 10 melhores filmes nas bilheterias de 2018, durante seu primeiro fim de semana no domingo de Páscoa.

“É muito importante para muitas pessoas, eu conheço pessoas que estiveram lá estudando. Eles tiveram seus mestres em Paulo e estou muito satisfeito que os historiadores católicos tenham aprovado minha versão”, disse Faulkner ao The Christian Post no tapete vermelho da premiação ‘Movieguide’, em 8 de fevereiro.

O ator britânico de 70 anos observou como era diferente fazer parte de um filme baseado na fé cristã em comparação com os projetos seculares nos quais trabalhou ao longo de sua carreira.

“Eu estive em Los Angeles no ano passado para o ‘SAG Awards’ por causa do ‘Game of Thrones’, que é um campo de entretenimento bastante diferente”, disse Faulkner. “Mas eu acho que filmes baseados na fé, filmes de família, filmes que celebram nossas melhores naturezas são importantes e, portanto, estou muito feliz de estar aqui como parte dos prêmios do Movieguide”.

O ator revelou que a oportunidade de estrelar o épico bíblico surgiu para ele. Mas depois de ler o roteiro, ele sabia que era algo que ele tinha que fazer parte. Faulkner descreveu seu papel no filme como nada menos que “extraordinário”.

“Isso me levou em uma jornada”, disse Faulkner. “Minha esposa ficou surpresa com a diferença em mim. Ela disse: ‘Se você puder ser assim o tempo todo. É fantástico, você está cheio de um espírito completamente diferente”.

O que Faulkner estava cheio, segundo ele disse, era o Espírito Santo, admitindo que antes de começar a trabalhar no filme, sua fé não era tão forte como é agora.

“Jim (Caviezel) é um homem devoto e fervoroso, enquanto eu sou anglicano moderado. Mas eu mesmo tenho algumas perguntas como resultado de interpretar Paulo e vejo o mundo de forma diferente e meus semelhantes de forma diferente [agora]”, confessou ele.

Em uma entrevista anterior para o Christian Post, Caviezel disse que encorajou Faulkner a negar a si próprio e incorporar o papel do amado Apóstolo enquanto estava no set.

“Eu orei por Tiago em ‘Paulo: apóstolo de Cristo’. Eu [recentemente] li uma entrevista onde ele [James] disse: ‘Eu não interpretei Paulo, ele interpretou comigo’. Essa foi a minha oração [por ele] – que ele fizesse, e ele o fez, e ele se tornou ele”, disse Caviezel.

Faulkner acredita agora que o Espírito Santo pode ser compartilhado com todos.

“Faz diferença e você pode transferir isso para outras pessoas como um homem comum”, acrescentou Faulkner. “Eu também posso ser meu ego arrogante e desagradável. Mas eu me lembro do que me encheu quando interpretei Paulo e estava em outro lugar”.

“Paulo: Apóstolo de Cristo” trouxe à vida a história de Saulo de Tarso, que era conhecido por perseguir e assassinar cristãos, mas se tornou uma das figuras mais emblemáticas da Igreja depois que ele encontrou Jesus na estrada para Damasco.

O filme apresenta Caviezel (“A Paixão de Cristo”) como Lucas, Faulkner (“Game of Thrones”) como Paulo, e Olivier Martinez (“SWAT”), Joanne Whalley (“AD A Bíblia Continua”) e John Lynch ( “O Jardim Secreto”).

Lucas arrisca sua vida para visitar Paulo, que é mantido em cativeiro em uma prisão romana sob o governo do imperador Nero. Mas antes que a sentença de morte de Paulo possa ser decretada, Lucas resolve escrever outro livro, que detalha o início do “Caminho” e o nascimento do que virá a ser conhecido como a igreja cristã”, segundo a sinopse do filme.

Fonte: Guia-me com informações de The Christian Post


Uma especialista em internet que trabalha como consultora para o governo da Alemanha pediu a proibição do uso de smartphones para crianças menores de 14 anos.

Julia von Weiler alertou que muitos jovens, mesmo em idade de escola primária, compartilham conteúdos impróprios, como fotos de colegas nus e vídeos com imagens explícitas.

“Os criminosos e as vítimas são pessoas cada vez mais jovens”, disse Weiler, que integra o conselho consultivo da Comissão Federal para Abusos do governo da Alemanha. “Da mesma forma como protegemos as crianças do álcool e das drogas, devemos também protegê-las dos riscos da exposição precoce aos smartphones”, afirmou ela a jornais do grupo de mídia Funke.

“Enquanto os smartphones e seus aplicativos não forem seguros para as crianças, devemos proibi-los para os menores de 14 anos”, defendeu.

Weiller, que também é diretora executiva da associação Innocence in Danger (“Inocência em perigo”), disse que há relatos de crianças entre 9 e 11 anos que fazem fotografias pornográficas ou assistem a vídeos de masturbação de jovens da mesma idade.

“Com o acesso à internet através dos smartphones, damos às crianças algo cujas consequências gigantescas eles não são capazes de estimar”, afirmou.

O comissário do governo federal para o tema, Johannes-Wilhelm Rörig, avalia que a introdução de uma idade mínima seria “possivelmente uma solução rápida e supostamente simples”, mas que não resolveria o problema da falta de proteção na internet.

Ele disse estar aberto para discutir a restrição por idade, mas também sugeriu a criação de uma “habilitação digital” para as crianças, que, segundo afirma, poderia ser tão eficiente quanto aulas de trânsito ou de natação.

A polícia também confirma essa tendência entre crianças e adolescentes. “A quantidade de denúncias aumentou significativamente nos últimos anos”, disse Judith Dobbrow, do Departamento Estadual de Investigações (LKA) de Berlim. “Agora que cada criança possui um smartphone, os suspeitos estão se tornando cada vez mais jovens”, afirmou.

Fonte: Universa – UOL


Durante os dois dias da Celebração do Grande Pangasin, que aconteceu em 09 e 10 de fevereiro, quase 7.000 pessoas disseram sim à nova vida, esperança e liberdade com Jesus Cristo.

Esse número representa quase 20% dos 35.300 que participaram dos eventos de celebração realizados por Will Graham, neto do mais famoso evangelista do mundo, Billy Graham.

As Filipinas têm maioria católica e sua relação com Deus passa por rituais onde as pessoas se cortam, se afligem com chicotes e chegam a se crucificar, especialmente na Semana Santa.

Em lugares assim, onde muitas pessoas são “religiosas”, as mensagens de Graham se concentram na natureza pecaminosa do homem e na necessidade eterna de um relacionamento com Jesus Cristo.

“A salvação não é uma ação, um ritual ou uma igreja. A salvação é uma pessoa e seu nome é Jesus”, pregou Will . “A salvação não é baseada em boas obras. Não há nada que você possa fazer para se salvar. A salvação vem pela fé em Cristo somente”.

Voluntários de fé

O evento contou com a ajuda de voluntários crentes para colaborar com o Ministério e apoiar os participantes. Um deles, Jerick estava preparado para orar pelas pessoas. Ele conversou com um menino que havia sido convidado para a Celebração por um amigo cristão.

O menino disse a Jerick que ele era viciado em videogames. “Depois que orei por ele, senti muita alegria porque fiz algo que o ajudou a ter mais confiança de que Deus estava com ele”, disse Jerick. “O Senhor nunca o deixará”.

Enquanto as arquibancadas continuavam a esvaziar e milhares respondiam ao convite para iniciar um relacionamento com Jesus, Myra Jalique olhava com admiração. Pastora e missionária, ela serviu como ligação entre a Celebração e as autoridades locais.

“Estou cheia de alegria. Eu não posso realmente explicar isso. Senhor, obrigada pela colheita”, ela compartilhou. “Isso é realmente demais. Eu compreendo a misericórdia e graça de Deus que Ele me concedeu, e eu quero isso para o nosso povo”.

Myra disse que “somente o Espírito de Deus atrai essas pessoas. Não importa qual seja a razão. Deus já preparou o coração deles algum tempo atrás, para que eles respondessem ao evangelho”.

Ela acredita que a ação evangelística terá um impacto duradouro e eterno na província e região. “Isso poderá ter um efeito para outras províncias, não apenas para o Pangasinan, mas para a nação”.


A celebração do Grande Pangasinan do final de semana passado iniciou a turnê evangelística de duas semanas de Will Graham nas Filipinas. Haverá atividades especiais para jovens, policiais e empresários, assim como a distribuição de caixas de sapato da Samaritan’s Child Christmas em um orfanato em Manila.

Nos dias 15 e 17 de fevereiro, Will Graham pregou o Evangelho na Celebração da Metro Manila, capital das Filipinas.

Fonte: Guia-me


A 35ª Câmara de Direito Privado manteve sentença que condenou uma igreja a indenizar vizinha, em R$ 2 mil, por excesso de barulho causado por instrumentos musicais.

Segundo os autos, desde que foi inaugurada, a igreja MINIC (Ministério Nacional de Igreja em Células em Itapevi-SP) passou a provocar poluição sonora acima dos níveis permitidos, gerando perturbação no sossego da vizinhança.

Após vistoria no local, a Prefeitura comprovou que o ruído estava além do tolerável, ultrapassando os limites estabelecidos pela legislação municipal e regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A própria ré admitiu ter dificuldade em respeitar os limites sonoros em suas atividades.

De acordo com o relator da apelação, desembargador Sergio Alfieri, “a existência do dano moral é de rigor, pois o barulho excessivo que perturba o sossego da vizinhança caracteriza uso nocivo da propriedade, ensejando o dever de indenização”.

“Se por um lado é garantia constitucional o livre exercício dos cultos religiosos, de outro não se desconhece que tal exercício não pode afetar indevidamente o direito ao sossego do indivíduo em seu lar, direito fundamental também assegurado pela Constituição Federal, sob pena de configuração de abuso de direito, o que caracteriza ato ilícito.”

O julgamento, unânime, contou com a participação dos desembargadores Melo Bueno e Gilberto Leme.

Apelação nº 1001121-19.2017.8.26.0271

Fonte: Tribunal de Justiça de São Paulo


Faleceu na madrugada desta sexta-feira (15) o evangelista Carlos Apolinário, 66 anos, ex-deputado federal e estadual por São Paulo, e dono da Rádio Vida (96,5 FM).

Apolinário lutava contra o câncer e sua morte foi confirmada pelo seu filho caçula, Carlos Apolinário Júnior, através das redes sociais.

“Perdi meu pai. É com grande tristeza que informo o falecimento do meu amado pai, o meu amigo, o Evangelista Carlos Apolinario. Meu orgulho, meu amor eterno, meu exemplo, meu guerreiro, meu melhor amigo, meu herói, meu exemplo”, escreveu.

Apolinário deixa esposa e dois filhos. O velório acontecerá na tarde de hoje na Assembleia Legislativa de São Paulo e o sepultamento no Cemitério do Morumbi.


Uma queixa criminal, movida por um autor anônimo, acusa a Igreja Protestante Alemã de violar a proibição do uso de símbolos nazistas ao continuar usando sinos com a imagem de suásticas em cinco igrejas, localizadas no estado da Turíngia, inclusive no Dia Internacional da Recordação do Holocausto, em 27 de janeiro.

O autor, parente de vítimas do Holocausto, alegou que pediu repetidamente às igrejas que os sinos fossem removidos, mas foi ignorado. A queixa foi apresentada no último dia 2 de fevereiro.

Friedemann Kahl, porta-voz da Igreja, disse à agência de notícias KNA que as inscrições podem ser removidas, mas que a ação deveria ser conciliada com as regras sobre preservação de monumentos históricos. Kahl afirmou ainda que os líderes da entidade escreveram às igrejas processadas e agendaram uma reunião, em abril, para discutir o assunto.

Heike Taubert, ministra de finanças da Turíngia, declarou que o estado pode ajudar a instalar novos sinos, caso essa fosse a decisão da Igreja. No entanto, disse também que os sinos nazistas fazem parte do lado sombrio da História da Alemanha. “Eu não me preocupo muito em escondê-los ou alterá-los”.

O autor do processo também apresentou uma queixa contra a vila de Herxheim am Berg, depois que as autoridades permitiram que um sino dedicado a Hitler continuasse pendurado na igreja local. Lá, os fieis são convocados por um sino decorado com a frase Alles Fuer’s Vaterland(“Tudo pela pátria”), o nome de Adolf Hitler e uma suástica.

A congregação judaica da Turíngia já havia se queixado dos seis sinos nazistas no final de janeiro. Em entrevista ao jornal Thüringer Allgemeine , o presidente Reinhard Scramm disse que o uso dos sinos era “doloroso” para os judeus locais e indicava uma “amnésia histórica”.

Em 2018, a revista Der Spiegel revelou que pelo menos 23 sinos nazistas ainda fazem partes das igrejas alemãs.

Fonte: Aventuras na História – UOL, com informações de Deutsche Welle e Independent


O Serviço de Segurança da Ucrânia revelou através de um comunicado oficial que conseguiu frustrar uma tentativa por parte de membros da inteligência da Rússia de pagar o valor de 2 mil dólares à um cidadão ucraniano para que ele causasse um incêndio em um templo antes pertencente ao Patriarcado de Moscou.

Os funcionários afirmaram que as tentativas de financiar atos de vandalismo contra os templos continuam, por quanto se pediu aos cidadãos denunciar os fatos que considerem suspeitos e manter uma atitude de vigilância.

“Serviços de segurança nas partes ocupadas de Donbas estiveram trabalhando para recrutar ucranianos que pudessem cometer ataques incendiários contra templos operados por sacerdotes ortodoxos da anterior Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscou”, afirmou a agência de segurança.

Os criminosos deviam executar o crime e realizar um registro em vídeo do mesmo para poder cobrar o dinheiro oferecido por parte dos agentes.

As autoridades ucranianas afirmaram ter interceptado uma mensagem na qual são dadas instruções detalhadas sobre a maneira de realizar o ataque e evitar as evidências que pudessem incriminar aos responsáveis. Igualmente asseguraram ter frustrado as tentativas de recrutamento presentes.

A notícia é um eco das tensões regionais causadas por conta do reconhecimento da ‘autocefalia’ (status de autonomia) da Igreja Ortodoxa da Ucrânia, que deixou de pertencer ao Patriarcado de Moscou de maneira oficial no dia 06 de janeiro.

Entre as diversas declarações prévias ao reconhecimento por parte do Patriarcado de Constantinopla, o Metropolita russo Hilarión havia mencionado a possibilidade de atos de violência, que ainda não se registraram.

“Pode passar qualquer coisa, é possível que os cismáticos tomem o controle de grandes mosteiros, como o de Cuevas de Kiev e o de Pocháev. Então, por suposto, os fiéis ortodoxos defenderão estes lugares santos e pode começar o derramamento de sangue”, indicou o canal russo RT.

Fonte: Gaudium Press


Um grupo de mulheres bruxas, considerado o “maior grupo de feiticeiras do país”, realizou um encontro na terça-feira (12), na região central da capital russa, Moscou.

Na cerimônia pública elas fizeram invocações patrióticas e a favor do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

O evento e sua divulgação na imprensa geraram críticas de setores da oposição, porque, no mesmo dia, autoridades do país condenaram a seis anos de prisão um dinamarquês que é Testemunha de Jeová, denominação religiosa considerada uma organização “extremista” e proibida na Rússia desde 2017.

Analistas russos destacam que, diante das restrições a outras denominações e cultos religiosos na Rússia, esse tipo de seita demonstra seu apoio ao governo como forma de manter seus ritos na legalidade, além do marketing.

A Rússia entrou na Lista Mundial da Perseguição aos cristãos apresentada pelo Portas Abertas. Pela primeira vez o país está entre os 50 países que mais perseguem cristãos no mundo, saindo da 54ª posição em 2018 e indo para a 41ª em 2019.

A pequena comunidade cristã não tradicional, que representa 2% da população russa, é considerada pelo governo como espiões ocidentais que roubam membros da Igreja Ortodoxa “estatal”.


Após a queda do regime soviético, o cristianismo ortodoxo voltou a ser a principal religião da Rússia: estima-se que 75% da população o pratiquem. Mas isso não impediu que outros cultos mais próximos do folclore nacional também florescessem.

Putin mantém-se próximo de líderes da Igreja ortodoxa, o que, em certa medida, fez com que, no ano passado, a Ucrânia se separasse formalmente desta corrente cristã.

Jüri Maloverjan, correspondente do serviço russo da BBC, explica que Putin nunca demonstrou inclinações a práticas ocultistas, ainda que o apoio de grupos assim ao presidente garanta sua legalidade.

O presidente russo já foi premiê do país no início deste século e venceu sua mais recente eleição em março de 2018, com mais de 76,69% dos votos, segundo dados oficiais. Está em seu quarto mandato presidencial, que vai até 2024.

Fonte: Guia-me com informações da BBC

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *