Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Flordelis desconfia que Lucas tenha matado seu esposo: “Eles tinham problemas”


A deputada federal declarou que suspeita de que Lucas dos Santos, 18 anos, um de seus filhos adotivos, seja o autor dos disparos que mataram seu esposo, o pastor Anderson do Carmo.

A parlamentar declarou à revista Veja que Lucas tinha problemas com o pai, pois teria apanhado dele por ter roubado um outro irmão. Lucas está preso desde o dia 17 de junho por conta de um mandato por tráfico de drogas.


Flordelis declarou que Lucas não morava mais na casa e não costumava aparecer sem avisar. “Ele não morava com a gente desde o ano passado. Aí aparece nas câmeras da rua com duas mochilas por volta das 3 da manhã. Entra e sai da casa em minutos, de mãos vazias. O Lucas não tinha o hábito de aparecer sem avisar”, disse.

O jornalista teria questionado se ela desconfiava da participação dele no crime e Flordelis confirmou com a cabeça. As mochilas pertencentes a Lucas já foram localizadas, mas a deputada não pode dar detalhes do caso que agora corre em segredo de justiça.

“Eles tinham problemas por causa dos erros do Lucas. Aos 14 anos, meu filho roubou uns relógios que o irmão colecionava, pôs para vender e nós descobrimos. Como a situação era grave, meu marido bateu nele como corretivo. Hoje está no tráfico”, contou.

Flordelis contou também que Anderson sempre revidava quando era ofendido e que era “muito temperamental”, mas que a única ameaça que sofreu foi de um ex-genro. Ela não acredita que seu filho biológico, Flávio dos Santos, 38 anos, tenha participado do crime.

“Não sei. A história não bate. Ele foi um dos primeiros a chegar ao meu quarto depois dos tiros. Saiu atrás da polícia, mas não encontrou a ‘patrulhinha’. Já preso, me deixaram falar com ele rapidamente no telefone. Chorava, chorava, e só disse: ‘Quero que as pessoas te deixem em paz, mãe'”, falou.

A parlamentar explicou que Anderson não cuidava do patrimônio da família sozinho, outros três filhos o ajudavam. Logo, para ela, não faz sentido as especulações sobre o motivo do crime ser por questões financeiras.

Ela também negou traição ou que o pastor molestasse suas filhas. “Mas, mesmo se ele fosse um monstro, mereceria a prisão, e nunca a morte. Depois, conversei com minhas filhas, que negaram com muita firmeza terem sido abusadas”.

A acusação de que ela teria pago R$ 10 mil para Lucas matar o pastor também foi desmentida. “Para os que acham que eu matei meu marido, peço que me deem um motivo para fazer isso. Eu não ganhei nada com a morte dele. Só perdi”.

O filho que teria dado essa declaração não foi identificado pela delegada, mas Flordelis afirmou “ter ideia” de quem possa ser. Ela também negou que dava remédios para seu marido e que ele apenas tomava um remédio para ansiedade.

Flordelis diz que resumo de sua entrevista não foi fiel

Após a repercussão da entrevista dada à Veja, Flordelis declarou que a reportagem, principalmente em relação à fala dela sobre o Lucas, não foi fiel ao que ela realmente falou. Leia a nota na íntegra:

A entrevista da deputada federal Flordelis à revista Veja está gravada. Nós temos a gravação na íntegra. O resumo publicado pela revista não é fiel ao que foi dito por ela em alguns trechos, principalmente, no que se refere ao filho Lucas. Erro, talvez, pela necessidade de resumir, o que levou a revista a transmitir uma ideia equivocada do que foi dito na oportunidade. A entrevista durou uma hora e 50 minutos. Todas as perguntas feitas pela revista foram respondidas pela deputada, com os cuidados necessários para não tumultuar as investigações. Em nenhum momento ela levantou desconfiança sobre o filho em relação ao assassinato do pai.

Ao responder à repórter sobre o Lucas, a deputada discorreu sobre a vida dele – uma explanação longa – falou sobre os problemas que ele teve na relação com o pai, como é comum nas relações entre pais e filhos, principalmente, quando o filho tem problemas com as drogas. Não fez nenhum vínculo disso com o crime, nem por suspeição. E demonstrou o sentimento dela de mãe com relação ao filho, quando convidava-o para o almoço, com receio de ele não estar se alimentando. Sobre a saída dele de casa, a deputada deixou claro que a decisão foi dele, Lucas, exclusivamente. Uma filha que participou da entrevista, confirmou. Está gravado.

A dificuldade do pastor Anderson, em aceitar a presença do Lucas em casa, a deputada deixou claro que ela também tinha dificuldade, porque, como responsáveis, por todos os filhos, não aceitavam a droga como companheira deles.

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget