Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Descobertas arqueológicas podem comprovar relato bíblico sobre Sansão

Descobertas arqueológicas podem comprovar relato bíblico sobre Sansão

Enquanto os cristãos celebram a Bíblia como – além de seu guia e regra de fé e prática – um relato histórico sobre o povo escolhido por Deus e a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo, há que acredite que o livro é “apenas uma seleção de mitos”.

Porém, a arquelogia tem contestado cada vez mais os que integram esse segundo grupo, dando evidências científicas às histórias bíblicas.

Tom Meyer, professor da Faculdade Bíblica Shasta e da Escola de Pós-Graduação da Califórnia, revelou em entrevista ao site britânico de notícias ‘Express’, três descobertas antigas que, segundo ele, “nos ajudam a medir a precisão histórica do homem forte bíblico Samson”. Segundo o Antigo Testamento, Sansão era um guerreiro israelense cuja enorme força estava em seus cabelos sem cortes.

Uma das histórias diz que Sansão encontrou um leão e o rasgou com as próprias mãos. Foi exatamente o que os cientistas viram retratados em um pequeno selo de pedra descoberto em 2012. O selo do século XII aC mostrava um homem forte desarmado contra um leão.

“O pequeno selo, com apenas 15 mm de diâmetro, foi encontrado na cidade de Beth-Shemesh, Israel, uma cidade nas planícies bíblicas que ficava à vista da cidade natal de Sansão, Zorah, e a uma curta caminhada de Timnath, o lugar onde Sansão matou o leão”, disse Meyer ao jornal.

A Bíblia também relata que Sansão teve seus cabelos cortados e tornou-se prisioneiro dos filisteus, inimigos de Israel na época. Durante um festival para celebrar sua vitória, os governantes filisteus ordenaram que Sansão servisse de entretenimento para eles. A celebração acontecia no terraço de um templo apoiado por pilares de cedro.

“Balançando furiosamente para frente e para trás entre os pilares de cedro que sustentavam o teto, Sansão quebrou os pilares e o teto desabou, matando Sansão e todos os filisteus presentes”, disse Meyer.

As escavações arqueológicas de 1971-1974 em Tel Qasile, ao norte de Tel Aviv, desenterraram um templo do século XII aC que pode ser o próprio templo onde Sansão morreu.

No entanto, Meyer, que é conhecido como o Homem da Memória da Bíblia por sua extraordinária capacidade de recitar mais de 20 livros bíblicos decorados, esclareceu que “ainda é incerto se o templo em Tel Quasile é o que Sansão derrubou”, pois “todo templo filisteu escavado em Israel tem um plano arquitetônico semelhante”.

A terceira descoberta é uma sinagoga do século V dC, encontrada em 2011 na cidade de Huqoq. Seu piso de mosaico descreve duas cenas da vida de Sansão.

“O primeiro é o relato de Sansão capturando 300 raposas, amarrando suas caudas com um cordão e, em seguida, amarrando tochas acesas às cordas e soltando as raposas para destruir toda a colheita de primavera dos filisteus. O outro mosaico mostra Sansão carregando a portões de Gaza até uma colina perto da cidade bíblica de Hebron”, explicou Meyer.

Fonte: Guiame com informações de Express.UK

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget