Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Motorista de ônibus em Israel pode perder emprego por falar de Jesus aos passageiros

Motorista de ônibus em Israel pode perder emprego por falar de Jesus aos passageiros

Um motorista de ônibus em Israel pode perder o emprego depois de contar aos passageiros sobre Jesus, conforme reportou na segunda-feira (8) o site israelense Ynet.

Um vídeo exibido pela Ynet mostra o motorista israelense falando sobre a salvação em Yeshua (nome hebraico de Jesus) e explicando que seus seguidores estão de acordo com a fé judaica.

“Não há Tanakh (Bíblia hebraica) e Novo Testamento. Eles são uma coisa só. Se você lê, um completa o outro, e então você percebe que tudo vem do Espírito Santo”, pregou o motorista.

O motorista também disse aos passageiros que o Islã e o Alcorão não podem ser relacionados com o cristianismo, pois eles vão contra os valores bíblicos.

“Jesus era respeitoso com as mulheres”, explicou. “Mas no Islã, Maomé se casou com cerca de 20 meninas. Qualquer que fosse o seu benefício, ele diria que Deus aprovou. E Maomé diz que acredita nos Dez Mandamentos? Então, por que o Alcorão diz que você pode cometer assassinato? Onde você aprendeu aquilo?”

As imagens mostram que alguns passageiros pediram que o motorista parasse de falar, mas ele estava determinado, sugerindo aos que não queriam ouvir a colocar “fones de ouvido”.

Em nota, a empresa de ônibus, Kavim, disse que está considerando demitir o motorista. “Considerando que esta é a segunda reclamação sobre esse assunto, e após o motorista não ter cessado sua atividade, ele foi convocado para uma audiência disciplinar e a empresa irá ponder se deve ou não manter seu emprego”.

Mais tarde, um passageiro entrevistado pelo Ynet, que preferiu não ser identificado, disse que estava irritado com o que via como “atividade missionária”. Ele acredita que o motorista cometeu um ato “ilegal” ao falar de Jesus aos passageiros, especialmente porque havia crianças no ônibus.

A Constituição israelense não considera ilegal a prática pública de nenhuma religião, mas não permite o proselitismo a menores de idade.

Diante das queixas do passageiro, um dos repórteres do Ynet perguntou: “Você ficaria tão irritado se o motorista estivesse pregando a [Lei Judaica]?” Em resposta, ele insistiu que o motorista do ônibus havia infringido a lei.
Fonte: Guiame

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget