Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Polícia da Índia pede que cristãos fujam ou neguem sua fé em Jesus

Polícia da Índia pede que cristãos fujam ou neguem sua fé em Jesus

A polícia da Índia ordenou que seis famílias cristãs renunciassem à fé ou fugissem de suas casas depois de terem sido brutalmente atacadas por uma multidão hindu radical.

Joginder Bhuya, um cristão, disse à International Christian Concern que relatou o ataque à delegacia do distrito de Latehar, no estado de Jharkhand, em 5 de julho. Mas, em vez de registrar um relatório, os policiais deram um ultimato a Bhuya, dizendo que eles deveriam voltar a hinduísmo ou abandonar suas casas e deixar a vila.

"Pensei que a polícia estivesse lá para proteger e servir à justiça, mas a polícia falou exatamente o que os fanáticos religiosos nos disseram", disse Joginder.

Os líderes hindus da vila haviam convocado uma reunião para discutir o destino dos moradores cristãos que se recusaram a renunciar à sua fé cristã. Lá, foi decidido que os cristãos seriam expulsos de suas casas e da vila se não abandonassem sua fé e "se reconvertessem" ao hinduísmo. Quando os cristãos se recusaram a aceitar o hinduísmo, eles foram atacados.

"Eles amarraram nossas mãos e pernas com uma corda", lembrou Bhuya. "Todas as mãos e pernas dos homens foram amarradas com a corda. Dessa forma, eles podem ter pensado que não poderíamos nos defender. Eles também se comportaram mal com nossas mulheres e as chutaram por todo o corpo. Eles nos deram um soco no rosto e nas costas. Foi uma situação muito patética e desamparada para nós.”

Queixa na delegacia

Bhuya conseguiu escapar e correu para a delegacia onde informou a polícia sobre o ataque. Na mesma época, os aldeões hindus também chegaram à delegacia de polícia, onde apresentaram seu caso aos policiais que apoiavam expulsar os cristãos da vila.

Os ataques a cristãos na Índia têm aumentado desde que Narendra Modi, do Partido Nacionalista Hindu Bharatiya Janata, assumiu o cargo de primeiro-ministro em 2014.

Um relatório da Irmandade Evangélica da Índia, com sede em Délhi, documentou 135 casos de perseguição contra cristãos no primeiro semestre de 2020.

O grupo estima que os números reais podem ser muito maiores, mas diz que muitos casos de perseguição não são relatados devido ao medo entre a comunidade cristã, à falta de conhecimento jurídico e à relutância / recusa da polícia em registrar casos.

"A polícia tem sido muito relutante e lenta em registrar os FIRs nesses casos envolvendo crimes reconhecíveis, apesar de estar obrigada a fazê-lo sob a Seção 154 do Código de Processo Penal", observa. "Mesmo nos casos registrados na polícia, a maioria nunca chega ao tribunal."

Em março, os cristãos no estado de Uttar Pradesh foram falsamente acusados ​​de converter forçosamente os hindus ao cristianismo e foram subsequentemente brutalmente espancados por um policial bêbado que então ordenou que eles posassem como Cristo na cruz.

Fonte: Guiame

Postar um comentário

[blogger][disqus][facebook][spotim]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget