Notícias e informação para o povo de Deus, dicas, meditação, reflexão, palavra, devocional, música, conteúdo de qualidade!

Califórnia exigirá que lojas tenham seções de brinquedos com gênero neutro

A Califórnia se tornou o primeiro estado do país no sábado a adotar uma lei exigindo que grandes lojas de varejo forneçam seções de brinqued...

Califórnia exigirá que lojas tenham seções de brinquedos com gênero neutro

A Califórnia se tornou o primeiro estado do país no sábado a adotar uma lei exigindo que grandes lojas de varejo forneçam seções de brinquedos com gênero neutro sob um projeto de lei assinado pelo governador Gavin Newsom.

A lei diz que as lojas de varejo com 500 ou mais funcionários devem vender alguns brinquedos e produtos de puericultura fora das áreas especificamente rotuladas por gênero. Os varejistas podem continuar a oferecer outros brinquedos e artigos de puericultura nas seções tradicionais de meninos e meninas, se assim desejarem.

Newsom não fez comentários sobre a assinatura do projeto de lei, um dos vários anunciados no lote final de ações legislativas pesadas para o ano.

O projeto de lei continua uma mudança gradual no setor de varejo, deixando de comercializar estritamente produtos infantis sob os estereótipos tradicionais de gênero, disse o deputado democrata Evan Low, autor da proposta.

A famosa loja Target abandonou as seções de brinquedos para meninos e meninas em 2015 e, desde então, outros varejistas abandonaram as marcas específicas de gênero.

“Parte disso é para garantir que, se você for uma garota jovem, possa encontrar um carro de polícia, um caminhão de bombeiros, uma tabela periódica ou um dinossauro”, disse Low. “E da mesma forma, se você é um menino, se você é mais artístico e quer brincar com glitter, por que não? Por que você deve sentir o estigma de dizer, 'Oh, isso deveria ser envergonhado' e ir para um local diferente?”

Rosa e azul

Campbell Leaper, um professor de psicologia da UC Santa Cruz, disse que as empresas começaram a usar rótulos de gênero e indicadores rosa e azul para comercializar produtos especificamente para meninas ou meninos durante as décadas de 1940 e 1950.

A pesquisa em psicologia do desenvolvimento diz que as crianças se conscientizam das categorias de gênero desde os 3 anos de idade e são muito sensíveis aos rótulos baseados em gênero, disse ele.

“Sabemos de uma variedade de pesquisas diferentes, uma vez que eles têm essas categorias em suas cabeças e se você rotula algo para meninas ou meninos, as crianças geralmente irão ignorar se for rotulado para o outro gênero”, disse Leaper.

De acordo com a psicóloga cristã Marisa Lobo, “quando falamos de ideologia de gênero, a manipulação de narrativas é algo muito presente, a exemplo do que alega Campbell. Diferente do que ele sugere ao citar pesquisas da psicologia do desenvolvimento, crianças não se categorizam como ‘menino’ ou ‘menina’ porque são rotuladas, mas sim porque compreendem a natural diferença sexual entre machos e fêmeas”.

A colunista do Guiame diz que essa proposta de lei que visa impor a venda de brinquedos de gênero "neutro" na Califórnia é só mais uma das muitas iniciativas do ativismo LGBT+ no universo infantil, onde a intenção é influenciar a percepção de mundo das crianças já nos primeiros anos de vida, quando elas ainda não têm maturidade e capacidade de discernir realidade e fantasia.

Intromissão do Estado

Para Patrícia Alonso, o que está acontecendo no ‘mundo globalizado’, são questões rotineiras como impor aos lojistas como organizar as mercadorias nas prateleiras, a exemplo dessa lei imposta no estado da Califórnia. Segundo a advogada, isso se torna algo extremamente subjetivo e que não atende ao fim proposto.

Sobre a questão defendida pela lei sobre neutralidade de gênero, Patrícia diz que “não é logística dos brinquedos na loja que fará as crianças se identificarem mais ou menos com os brinquedos”.

“A questão é: qual será o próximo passo depois que a logística for mudada e houver essa ‘mistura’ de conceitos proposta por esse lobby, pois com certeza essa militância não vai parar”, acredita a advogada.

“E já vou adiantando, o próximo passo será colocar nas prateleiras, mais uma vez bonecas com órgão genital masculino e bonecos com seios. Nisso a proposta é suscitar a curiosidade das crianças para conhecer o outro e no conhecer o outro ocorrerão os abusos”, diz a colunista do Guiame.

A nova legislação na Califórnia entra em vigor em 2024. Os varejistas que não cumprirem a lei estarão sujeitos a penalidades civis mínimas de US$ 250 para a primeira violação e US$ 500 para violações adicionais.

Fonte: Guiame

COMMENTS

Nome

'Momo',1,"Eu quero ir",1,“Aguardo o Dia”,1,“Casa na Rocha”,1,“Em Casa”,1,“Mais Alto”,1,“Quem é esse?”,1,“Quero Te Adorar”,1,“We magnify his name”,1,10 Mandamentos,1,19ª edição do Grammy Latino,3,2018,2,2019,5,22 anos,1,3 Palavrinhas,1,360 Wayup,1,6 milhões,1,60 Minutes,1,a,1,A Bíblia Kingstone,1,Abaixo-assinado,1,abandona,1,Abílio Santana,1,Abin,2,abortistas,1,aborto,27,abortos,1,abrigo para dependentes químicos,1,Absolvida,1,abusador,1,abusar dos membros,1,abuso infantil,3,abuso sexual,20,abusos sexuais,3,Academia,1,Acadêmicos do Sossego,1,acampamento evangélico,1,ação judicial,1,Ação popular,1,Ação social,2,aceitaram a Jesus,1,Acertou Mizerávi,1,Achado Arqueológico,1,ACI Digital,1,acidente,2,acidente de trânsito,1,Acioli,1,acordo de paz,1,Acre,2,acusação,1,ad belenzinho,1,ADAI Music,1,Adão e Eva,1,Adaulto Lourenço,1,Adauto Lourenço,1,Adilson Gigante,1,ADO 26,1,adolescente,1,adolescentes,1,Adolf Hitler,1,Adolf Hittler,1,adventistas do Sétimo Dia,1,advogados,1,Afeganistão,2,Africa,2,África,6,Africa do Sul,1,Agenda Lgbt,1,Airbnb,1,Al-haram Al-sharif,1,Al-qaeda,1,Al-Rashid,1,Aladdin,1,Alagoas,2,Alan Rick,1,Albert Einstein,1,Alcoolismo,1,aldeia Kamayurá,1,Alemanha,3,Alerta aos pais,1,alertam,1,Alex Passos,1,Alexandra Abrantes,1,alexandre frota,1,Alexandre Isquierdo,1,Aline Barros,4,Alison Redmond-Bate,1,alma,1,Alphaville,1,altares,1,altera,1,Amazon,1,ambulância,1,América,1,América Latina,1,Amor,2,Amor de Deus,1,Amor e Sexo,4,amor incondicional,1,Ana Paula,1,Ana Paula Valadão,4,Anápolis,1,Anayle Sullivan,1,Anderson Freire,4,André Aquino,1,André Balada,1,Andre Fernandes,1,André Valadão,3,Andrea Long Chu,1,Andrew Brunson,2,Anel Pilatos,1,anencefalia,1,Anglicana,1,Angola,4,Anitta,3,aniversário de casamento,1,Anjo,1,Anne Graham,2,Anne Graham Lotz,1,Anny Theyler,1,Anti-Balaka,1,anti-Israel,1,anti-judaico,1,anticristãs,1,Anticristo,1,Antigo Testamento,1,Antissemitismo,3,AoVivoPelaVida,1,apanhar,1,aplicativo,1,Apocalipse,1,apóstolo,1,apóstolo Paulo,1,App,2,apresentador,1,apresentadora Angélica,1,Árabe,1,Araguaína,1,Arca da Aliança,2,Arca de Noé,1,Argentina,4,Argentinos,1,arma,1,arma de fogo,1,Armas,1,Armênia,1,armênios,2,Arqueologia,14,arqueólogia,1,arqueologia bíblica,12,Arqueologia na Bíblia,1,arqueólogo,1,Arquidiocese da Paraíba,2,Arrebatamento,1,arrecadar alimentos,1,arrependimento,3,Artistas,3,Asia,1,Asia Bibi,6,Ásia Central,1,AsiaNews,1,asilo,1,assalto,5,assassinada,1,assassinado,1,assassinato do pastor,4,assassino,2,assédio sexual,2,Assembleia de Deus,9,Assembléia de Deus,2,Assembleia de Deus no Brasil,1,Assembleia de Deus Vitória em Cristo,2,ataque,1,ataque cardíaco,1,Ataque Contra Cristãos,3,ataque de ódio,1,Ataque no Egito,1,Ateísmo,5,Atentado,4,Atentado Terrorista,1,Atentados,1,Ateu,1,Ateus,2,Ativismo,2,Ativismo Gay,2,Ativismo Lgbt,2,ativista gay,1,Ativistas,2,ato profético,1,Ator,3,Atos dos Apóstolos,1,atriz,1,atriz Chrissy Metz,1,audiência,2,Augusto Cury,1,Augusto Heleno Ribeiro Pereira,1,Augustus Nicodemus,1,Augustus Nicodemus Gomes Lopes,1,Austrália,2,Autoajuda,1,automutilação,1,Autoridade Palestina,1,auxílio-mudança,1,avivame